A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
PAPER 4º Alfabetização

Pré-visualização | Página 1 de 2

� PAGE \* MERGEFORMAT �3�
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Jaquelina Santos Fonseca
Mazane Monteiro
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Curso Pedagogia (0552) – Prática do Módulo IV
10/12/13
RESUMO
Este artigo tem como objetivo de refletir a prática dos processos de alfabetização e letramento, temas que tem sido discutido e também preocupado os professores e aqueles que se preocupam com educação. Verificando que alfabetização e letramento são algo indispensável em uma sala de aula e que devem estar interligadas para que a criança consiga aprender a ler, escrever, desenvolva essa habilidade e saiba usar essa escrita e leitura na sua vida social.
 
Palavras-chave: Alfabetização, Letramento, Professor Leitura, Escrita.
1 INTRODUÇÃO
A alfabetização tem sido um tema sobre o qual tem se falado e escrito. Principalmente que antigamente essa pratica era ensinado através do modo empirista onde o professor era o detentor do saber o informante, onde não se considera o conhecimento prévio dos alunos, nem os ritmos de aprendizagens que são estimulados através da repetição e memorização. 
Atualmente é relevante o método construtivista porque o professor trabalha com projetos onde ele é o mediador, desafiador e problematizador e o aluno o sujeito que pensa peça importante da aprendizagem que aprende através da interação com o meio estabelecendo relação entre o conhecimento que já tem e a informação que está recebendo.
Alfabetizar vai além de decodificar o alfabeto, os alunos devem apropriar-se do sistema de escrita como um sistema de representação que vão alem de combinação e produção de sons. 
O objetivo na alfabetização é orientar e desenvolver competência profissional necessária a todo professor que ensina a ler e escrever. Sendo assim criando sequencias didáticas adequadas às necessidades do aluno, que o valorize e os levem a pensar.
2 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO.
A sociedade moderna é complexa e exige conceitos também complexos para descrever e entender seus aspectos por isso surge o conceito de letramento como uma forma de explicar o impacto da escrita em todas as esferas de atividades e não somente em atividades escolares.
A leitura é importante na vida de todo cidadão que convive numa sociedade gráfica. Por isso o ato de ler e escrever têm sido tão discutidos dentro do tema alfabetização pelos que trabalham e se preocupam com educação. Existem evidências que tem revelado a formação que professores dispõem são insuficientes para garantir o desenvolver das habilidades e competências cabíveis e imprescindíveis na vida das crianças e jovens, pois não é apenas o sucesso escolar, mas sim a capacitação plena que permita participação na vida social em um mundo tão cheio de controvérsias, que o desenvolva profissionalmente.
A formação continuada é essencial na vida dos professores adquirindo valores e conhecimentos para promover seu desempenho que é um processo permanente profissional reconstruindo suas habilidades melhorando assim sua atuação em sala de aula, valorizando-o e como profissional trazendo qualidade de educação para seus educando. E deve ser assegurado a todos profissionais.
 Segundo FERREIRO (2001), “A alfabetização não é um estado ao qual se chega, mas um processo cujo início é, na maioria dos casos, anterior à escola e que não termina ao finalizar a escola primária”. 
Para SOARES (2004),” Alfabetizar é propiciar condições para que o indivíduo - criança ou adulto - tenha aceso ao mundo da escrita, tornando-se capaz não só de ler e escrever, enquanto habilidades de decodificação e codificação do sistema da escrita, mas e sobretudo, de fazer uso real e adequando da escrita com todas as funções que ela tem em nossa sociedade e, também, como instrumento na luta pela conquista da cidadania plena”.
Trabalhando de acordo com o construtivismo na realização de projetos onde os saberes se encontram e a criança e jovem se apropriam da linguagem escrita e da leitura em situações reais e significativas. 
A alfabetização e o letramento não são as mesmas coisas, porém os dois processos são simultâneos e indissociáveis. 
 Alfabetizar letrando é ensinar a ler e escrever no contexto das práticas sociais da leitura e da escrita, assim o educando deve ser alfabetizado e letrado. O letramento consiste num processo além de aprender a ler é o uso da linguagem escrita com função social voltando para uma cultura letrada. 
 Letramento é palavra recente introduzida na linguagem da educação e no uso de outras ciências, seu surgimento pode ser interpretado como decorrência da necessidade de configurar e nomear comportamentos e práticas sociais na área da leitura e da escrita. 
 
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS
Pode-se notar que faz se necessário alfabetizar utilizando conteúdos que façam parte da vida do individuo que é onde surge o letramento, que é uma preocupação onde acontece em um ambiente alfabetizador onde o professor é um mediador que vai fazer os usos necessários na vida de cada individuo através de práticas significativas. 
 Alfabetizar letrando, ressaltando que esses dois processos são importantes na construção do conhecimento do aluno e são distintos, porém interligados.
 Vale ressaltar que o tema é amplo e que o conhecimento se faz