A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
e-book-forcas-armadas-psicologia-editora-sanar

Pré-visualização | Página 4 de 8

voltou, à leitura, quando regressava de trem à fazenda, deixava-se 
interessar lentamente pela trama, pelo desenho dos personagens. 
Ⓔ Abandonou-o por negócios urgentes: voltou à leitura. Quando regressava de trem à fazenda deixava-se 
interessar lentamente pela trama, pelo desenho dos personagens.
Análise das alternativas
A mudança de pontuação pode gerar tanto uma infração à norma gramatical, como também pode manter 
a obediência à norma, entretanto modificar completamente o sentido da sentença original. É fundamental 
ficar atento às duas situações, principalmente porque o enunciado pode estar trazendo alguma dessas 
especificidades.
Alternativa A: INCORRETA. Observe que, ao colocar um ponto de segmento após “abandonou-o”, muda-se com-
pletamente o sentido original de que alguém o abandonou por negócios e passa-se a ter a ideia de que 
esse alguém “voltou à leitura” por causa dos negócios, o que foge completamente ao sentido original da 
sentença. 
Alternativa B: CORRETA. O conteúdo semântico está mantido através da substituição do ponto e vírgula por um 
ponto de segmento. Além disso, todo o restante da estrutura mantém tanto a correção gramatical quanto 
o sentido original do período.
Alternativa C: INCORRETA. Com a colocação de um ponto de continuidade entre os termos “trem” e “à fazenda”, 
altera-se o sentido original da sentença. Inicialmente o sujeito voltou “de trem” para a fazenda; após a nova 
pontuação, a sentença transmite a ideia de que “na fazenda” o sujeito “deixava-se interessar lentamente 
pela trama”. 
Alternativa D: INCORRETA. A ausência de pontos de continuação deixa a redação confusa e não mantém a ideia 
transmitida inicialmente. Observe, inclusive que, ao fazer determinada alteração, a própria leitura impossi-
bilita o entendimento do texto.
Alternativa E: INCORRETA. A mudança da pontuação compromete a sequência dos fatos. Observe que inicial-
mente, o sujeito “voltou à leitura, quando regressava da fazenda”. Após a mudança da pontuação, a ideia 
expressa é de que ele “deixa-se interessar pela trama, quando volta da fazenda”.
▍Observação: Muitos aprendem que o uso da vírgula está atrelado a uma pausa para respirar. Saliente-se 
que a vírgula é justificada por uma pausa sintática. Respirar ou não é um procedimento desvinculado da 
colocação do sinal de pontuação. Cabe, portanto, construir um bom conhecimento sintático para saber 
usar os sinais de pontuação.
História5
Matheus Buente
01. Questão
(OFICIAL – EXÉRCITO – ESAEX – 2010) Sobre a eco-
nomia açucareira no período colonial, em 
particular na segunda metade do século 
XVIII, analise as afirmativas abaixo e, a se-
guir, assinale alternativa.
I. Nas áreas do Nordeste e Rio de Janeiro 
é possível identificar uma situação de 
recuperação, marcado pelo surgimen-
to de um novo mercado consumidor 
nas regiões mineradoras, a partir do 
"renascimento agrícola".
II. A política pombalina marca o referido 
contexto, uma vez que proporcionou a 
instalação de refinarias em Portugal e 
a criação das companhias de Comércio 
do Grão-Pará e Maranhão.
III. Em paralelo ao contexto da economia 
açucareira na América Portuguesa, as 
colônias francesas vivenciaram um 
aumento da produção de açúcar, era 
decorrência da queda do produto nas 
Antilhas.
 Ⓐ Somente I está correta
 Ⓑ Somente II está correta
 Ⓒ Somente III está correta
 Ⓓ Somente I e II estão corretas
 Ⓔ Somente II e III estão corretas
Grau de Dificuldade
Assertiva I: CORRETA. No século XVIII, a eco-
nomia açucareira já enfrentava forte con-
corrência do açúcar produzido no Caribe, 
o que causou uma crise no Nordeste e Rio 
de Janeiro. Com a mudança do polo eco-
nômico para a região das Minas Gerais, 
foi necessário um empenho econômico 
para abastecer as cidades mineiras que 
começaram a crescer e dispunham todos 
os seus recursos para a extração mineral, 
dessa maneira Rio e Nordeste tiveram o 
seu "renascimento agrícola", agora com 
uma produção voltada para o abasteci-
mento do mercado interno.
Assertiva II: CORRETA. As medidas de Pom-
bal visavam aumentar o controle político, 
econômico e administrativo da metrópole 
128 129Matheus BuenteHistória
sobre o Brasil. Objetivavam também au-
mentar a exploração dos recursos eco-
nômicos, principalmente de ouro, para 
transformar Portugal numa potente na-
ção europeia. Logo, refinar o açúcar em 
Portugal era um fator para cumprir seu 
objetivo, assim como a criação de com-
panhias de comércio nas novas províncias 
do Grão-Pará e Maranhão a fim de viabili-
zá-las financeiramente.
Assertiva III: INCORRETA. As Antilhas se tor-
naram em pouco tempo grandes concor-
rentes da América Portuguesa na produ-
ção e venda do açúcar durante o século 
XVIII. Logo, não é correto associar uma 
queda do produto justamente no período 
em que ele rompeu com a predominância 
portuguesa.
Resposta: Ⓓ
02. Questão
(OFICIAL – EXÉRCITO – ESAEX – 2010) Sobre a Re-
gência Una e a eleição de Feijó, assinale a 
alternativa correta.
 Ⓐ O contexto que antecede a eleição de 
Feijó como regente único está marcado 
pela divisão política em dois grupos: os 
progressistas, que apoiavam a Ato Adicio-
nal de 1834 e aqueles que se opunham a 
ele, os regressistas.
 Ⓑ O Ato adicional que viria a orientar 
as ações políticas da Regência Una tinha 
como proposta a centralização do poder 
em mãos de um regente único, ao passo 
que buscava a mesma unidade centraliza-
dora para as províncias através do com-
bate à autonomia local.
 Ⓒ Com a eleição de Feijó, as Assembleias 
Legislativas que possuíam caráter apenas 
consultivo cederam espaço aos Conselhos 
Provinciais, agora com amplos poderes de 
legislação nas áreas civil e militar.
 Ⓓ A vitaliciedade do Senado foi extinta, 
promovendo o declínio dos restauradores 
e a resposta aos anseios dos exaltados.
 Ⓔ A vitória de Feijó representou a vitória 
do regressistas e a estabilidade entre as 
principais forças políticas.
Grau de Dificuldade
Alternativa A: CORRETA. Com o Ato Adicional 
de 1834, a organização do Estado Imperial 
durante a menoridade de Pedro de Alcân-
tara passaria a ser administrada por uma 
Regência Una, cujas eleições ocorreriam 
a cada quatro anos. Os Progressistas de 
fato eram a favor da Regência e anos mais 
tarde seriam a base do Partido Liberal. Já 
os Regressistas se opunham ao Ato Adi-
cional e mais tarde formariam o Partido 
Conservador, grandes apoiadores da Mo-
narquia.
Alternativa B: INCORRETA. Apesar de cen-
tralizar o poder em um único regente, no 
aspecto político, a regência de Feijó ficou 
marcada pela autonomia conseguida pe-
las províncias.
Alternativa C: INCORRETA. Na realidade eram 
os Conselhos que possuíam caráter con-
sultivo e com a eleição de Feijó, esses Con-
selhos perderam espaço para as Assem-
bleias que gozavam de amplos poderes.
Alternativa D: INCORRETA. Quando a Re-
gência Trina foi transformada em Regên-
cia Una eleita por voto direto e com um 
mandato temporário a cumprir. Foi criado 
o Município Neutro na cidade do Rio de 
Janeiro e a manutenção da vitaliciedade 
do Senado, algo que era muito importante 
para a estabilidade política do período e 
para demonstrar um tom descentralizador 
por parte do novo modelo de regência.
Alternativa E: INCORRETA. Os regressistas 
eram contra a eleição de Feijó e inclusive 
opunham a regência Una, principalmen-
te considerarem os posicionamentos do 
Padre muito progressistas e/ou liberais, 
como por exemplo a proposta dele de 
acabar com o celibato do clero.
03. Questão
(OFICIAL – EXÉRCITO – ESAEX – 2010) O processo 
de constituição do Estado nacional bra-
sileiro estendeu-se pelo século XIX, após 
ter sido iniciado pelo imperador D. Pedro 
I. Sobre o referido processo analise as 
afirmativas abaixo e, a seguir, assinale a 
alternativa correta.
I. O Brasil assinou o Tratado de Paz e 
Aliança com Portugal