A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
Gastão de Pessoas

Pré-visualização | Página 1 de 2

*
*
*
A Gestão de Pessoas em um Ambiente Dinâmico e Competitivo
- As Mudanças e Transformações no Cenário Mundial -
O século XX trouxe grandes mudanças e transformações que influenciaram poderosamente as organizações, a sua administração e o seu comportamento.
Podemos visualizar ao longo do século XX três eras organizacionais distintas: a era industrial clássica, a era industrial neoclássica e a era da informação.
A visão das características de cada uma delas nos permitirá compreender melhor as filosofias e as práticas par lidar com as pessoas que participam das organizações.
*
*
*
A Era da Industrialização Clássica – pessoas como mão-de-obra. 
Período logo após a Revolução Industrial e que se estendeu até meados de 1950, cobrindo a primeira metade do século XX. 
Sua maior característica: intensificação
 do fenômeno da industrialização 
 em amplitude mundial e o 
 surgimento dos países
 desenvolvidos ou industrializados.
*
*
*
Era Industrial Clássica
Muitos níveis hierárquicos e coordenação centralizada.
Departamentalização funcional para assegura especialização.
Padrões rígidos de comunicação e cargos definitivos e limitados.
Pequena capacidade de processamento da informação.
Cargos individuais especializados com tarefas simples e repetitivas.
Ênfase na eficiência da produção, no método e na rotina.
Adequado par ambiente estável e imutável e tecnologia fixa e
 permanente.
Nenhuma capacidade para mudança e inovação.
*
*
*
A Era da Industrialização Neoclássica 
- pessoas como recursos humanos -
Período que se estende entre as décadas de 1950 e 1990. Teve seu início logo após a Segunda Guerra Mundial, quando o mundo começou a mudar mais rápida e intensamente.
As transações comerciais passaram da amplitude local para regional, e de regional para internacional, tornando-se cada vez mais intensas e menos previsíveis, acentuando a competição entre as empresas.
*
*
*
A Era da Industrialização Neoclássica 
- pessoas como recursos humanos -
 
A teoria clássica foi substituída pela teoria neoclássica da administração e o modelo burocrático foi redimensionado pela teoria estruturalista.
A teoria das relações humanas foi substituída pela teoria comportamental.
Ao longo do período surge a teoria de sistemas e, no final, a teoria da contingência.
A visão sistêmica e multidisciplinar (holística) e o relativismo tomam conta da teoria administrativa.
*
*
*
A Era da Industrialização Neoclássica 
- pessoas como recursos humanos -
As organizações tentaram novos modelos estruturais para incentivar a inovação e o ajustamento às mutáveis condições externas.
 A estrutura matricial, uma espécie de quebra-galho para reconfigurar e reavivar a velha e tradicional organização funcional, foi a resposta das organizações.
A velha concepção de Relações Industriais foi substituída por uma nova maneira de administrar as pessoas, a qual recebeu o nome de Administração de Recursos Humanos.
A tecnologia passou por um incrível e intenso desenvolvimento e começou a influenciar o comportamento das organizações e das pessoas que delas participavam. O mundo continuava mudando.
*
*
*
Era Industrial Neoclássica
Desenho híbrido: estrutura funcional acoplada e estrutura de produto/serviço.
Coordenação descentralizada sob dupla subordinação: autoridade funcional e autoridade de projeto (produto/serviço).
Padrões deduplos de interação em cargos mutáveis e inovadores.
Aumento da capacidade de processamento da informação.
Cargos adequados par tarefas mais complexas e inovadoras.
Ideal par ambiente instável e mutável e tecnologia mutável.
Razoável capacidade par mudança e inovação.
*
*
*
Era da Informação - a era da gestão de pessoas
É a época que estamos vivendo atualmente. 
Principal característica: as mudanças que se tornaram rápidas, imprevistas, turbulentas e inesperadas.
A tecnologia da informação forneceu as condições básicas para o surgimento da globalização da economia: a economia internacional transformou-se em economia mundial e global A competitividade tornou-se intensa e e complexa entre as organizações.
*
*
*
A era da gestão de pessoas após 1990
É a vez do conhecimento, do capital humano e do capital intelectual. O conhecimento torna-se básico e o desafio maior passa a ser a produtividade do conhecimento.
Tornar o conhecimento útil 
 e produtivo tornou-se a 
 maior responsabilidade gerencial.
*
*
*
Na era da informação, lidar com as pessoas deixou de ser um problema e passou a ser uma solução para as organizações. Mais do que isso, 
 deixou de ser um desafio e passou
 a ser a vantagem competitiva 
 para as organizações 
 bem-sucedidas.
*
*
*
Era da Informação
Ênfase em equipes autônomas e não mais em órgãos ou departamentos.
Elevada interdependência entre as redes internas de equipes.
Organização ágil, maleável, fluida, simples e inovadora.
Intensa interação através de cargos autodefinidos e mutáveis.
Cargos flexíveis e adequados a tarefas complexas e variadas.
Capacidade expandida de processamento da informação.
Ênfase na mudança, na criatividade e na inovação.
Ideal par ambiente mutável e dinÂmico e tecnologia de ponta.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Globalização: implica a preocupação com a visão global do negócio para mapear a concorrência e avaliar a posição relativa dos produtos e serviços.
 
 Pensar globalmente e agir localmente 
 é o refrão mais frequente.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Pessoas: implica a preocupação em educar, treinar, motivar, liderar as pessoas que trabalham na organização, incutindo-lhes o espírito empreendedor e oferecendo-lhes uma cultura participativa ao lado de oportunidades de plena realização pessoal.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Cliente: implica a capacidade de conquistar, manter e ampliar a clientela.
 Este é o melhor indicador da capacidade de sobreviver e de crescimento da organização.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Produtos/serviços: implica a necessidade de diferenciar os produtos e serviços oferecidos em termos de qualidade e de atendimento.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Conhecimento: estamos vivendo em plena Era da Informação, em que o recurso organizacional mais importante – o capital financeiro – está cedendo o pódio para outro recurso imprescindível – o capital intelectual.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Resultados: implica a necessidade de fixar objetivos e perseguir resultados, reduzindo custos e aumentando receitas.
*
*
*
As Preocupações das Organizações do Futuro e seus Desafios
Tecnologia: implica a necessidade de avaliar e atualizar a organização para acompanhar e aproveitar os progressos
*
*
*
Os Desafios do Terceiro Milênio
Gestão 
de 
Pessoas
Tendências
Atuais do 
Mundo
Moderno
Globalização
Tecnologia
Informação
Conhecimento
Serviços
Ênfase no Cliente
Qualidade
Produtividade
Competitividade
*
*
*
Os novos papéis da Gestão de Pessoas
De
Para
 Operacional e Burocrático
Policiamento e Controle
Curto Prazo e Imediatismo
Administrativo
Foco na Função
Foco Interno e Introvertido
Reativo e Solucionador de Problemas
Foco na Atividade e nos Meios
Estratégico
Parceria e Compromisso
Longo Prazo
Consultivo
Foco no Negócio
Foco Externo e no Cliente
Proativo e Preventivo
Foco nos Resultados e nos fins
*
*
*
Os novos papéis da Gestão de Pessoas
Administração de estratégias de recursos humanos: como RH pode ajudar a impulsionar a estratégia organizacional.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.