A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
84 pág.
MERCADO FINANCEIRO

Pré-visualização | Página 1 de 20

Livro Eletrônico
Aula 02
Conhecimentos Bancários e Atualidades do Mercado Financeiro p/ Banco do Brasil
(Escriturário)
Professor: Vicente Camillo
13548497799 - PRISCILA OLIVEIRA
 
 
Prof. Vicente Camillo www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 83 
 
 
CONHECIMENTOS BANCçRIOS E ATUALIDADES P/ BANCO DO BRASIL 
TEORIA E QUESTÍES COMENTADAS 
AULA 02 Ð PROF. VICENTE CAMILLO 
 
 
Aula 02 
Produtos Banc‡rios 
Sum‡rio 
Sum‡rio ................................................................................................................................ 1 
Dep—sitos ˆ Vista ................................................................................................................ 2 
Dep—sitos de Poupana .................................................................................................... 4 
Dep—sitos a Prazo (CDB, RDB e Letra de C‰mbio) ......................................................... 9 
Cart›es de CrŽdito, Cart›es de DŽbito e Sociedades Administradoras de Cart›es 
de CrŽdito ......................................................................................................................... 12 
Servios Financeiros e Opera›es de CrŽdito .............................................................. 20 
Leasing ............................................................................................................................... 25 
CrŽdito Direto ao Consumidor ........................................................................................ 28 
CrŽdito Rural ..................................................................................................................... 31 
T’tulos de Capitaliza‹o .................................................................................................. 35 
Seguros .............................................................................................................................. 41 
Previdncia Complementar ............................................................................................ 45 
Quest›es Propostas .......................................................................................................... 50 
Gabaritos ....................................................................................................................... 62 
Quest›es Comentadas .................................................................................................... 63 
Considera›es Finais ........................................................................................................ 83 
 
 
 
 
13548497799 - PRISCILA OLIVEIRA
 
 
Prof. Vicente Camillo www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 83 
 
 
CONHECIMENTOS BANCçRIOS E ATUALIDADES P/ BANCO DO BRASIL 
TEORIA E QUESTÍES COMENTADAS 
AULA 02 Ð PROF. VICENTE CAMILLO 
 
DEPîSITOS Ë VISTA 
Os conceitos institucionais sobre o Sistema Financeiro Nacional foram 
apresentados na matŽria Sistema Financeiro Nacional e Sistema de Pagamentos 
Brasileiro. 
L‡, foi apresentado o mercado banc‡rio, composto por institui›es financeiras que 
captam dep—sitos ˆ vista e, portanto, multiplicam a moeda em circula‹o na 
economia. S‹o elas: bancos comerciais, bancos mœltiplos com carteira comercial, 
caixas econ™micas, cooperativas de crŽdito e bancos cooperativos. 
Estas institui›es s‹o tambŽm denominadas como institui›es banc‡rias ou 
monet‡rias. N‹o se assuste, pois as duas entidades representam a mesma coisa. 
Do mesmo modo, as institui›es n‹o banc‡rias s‹o tambŽm chamadas de n‹o 
monet‡rias. 
Fique com o esquema: 
 
Mas, como seria este processo de multiplicar a moeda? 
As institui›es banc‡rias, assim como qualquer outra entidade, possuem ativos e 
passivos. Seus ativos correspondem ˆs aplica›es que possuem. Por exemplo, 
t’tulos pœblicos, a›es de empresas, entre outros investimentos diversos. 
O financiamento destas aplica›es Ž feito de diversas formas e corresponde ao 
passivo destas institui›es. 
A modalidade de financiamento que nos interessa s‹o os dep—sitos ˆ vista. Todos 
os indiv’duos que realizam transa›es banc‡rias j‡ realizaram dep—sitos ˆ vista. 
Consistem nos valores l’quidos, prontamente dispon’veis aos correntistas, que 
representam custo zero para as institui›es financeiras captadoras. 
Instituição 
Financeira
Capta 
Depósitos à 
vista
Bancária 
(Monetária)
Instituição Financeira
Não Capta 
Depósitos à 
vista
Não Bancária
(Não
Monetária)
13548497799 - PRISCILA OLIVEIRA
 
 
Prof. Vicente Camillo www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 83 
 
 
CONHECIMENTOS BANCçRIOS E ATUALIDADES P/ BANCO DO BRASIL 
TEORIA E QUESTÍES COMENTADAS 
AULA 02 Ð PROF. VICENTE CAMILLO 
 
Desta forma, quando nos dirigimos ao banco para realizar um saque da conta 
corrente, o dinheiro estar‡ ali pronto para ser sacado e utilizado. AtŽ aqui tudo 
bem! 
Mas, apesar de n‹o ser t‹o aparente assim, nossas disponibilidades l’quidas 
(dep—sitos ˆ vista) n‹o est‹o totalmente reservadas no caixa do banco. Elas s‹o 
circulantes e financiam diversas outras aplica›es do banco. Assim, caso voc 
tenha um saldo de R$ 1 mil em conta corrente, parte deste valor provavelmente 
estar‡ financiando outro indiv’duo com saldo negativo. 
Consequentemente, se todos os correntistas forem ao banco sacar toda sua 
disponibilidade, o banco n‹o ter‡ como pagar a todos. 
Por isto diz-se que os bancos multiplicam os dep—sitos ˆ vista. Ou seja, eles elevam 
a quantidade de dep—sitos ˆ vista em posse do pœblico n‹o financeiro (empresas, 
governos e pessoas). 
Na teoria econ™mica, este valor a mais Ž dado pelo multiplicador banc‡rio, o qual 
multiplica a quantidade de dep—sitos ˆ vista, resultando na quantidade de moeda 
em circula‹o, conceito visto no curso de Economia. 
Isto Ž, a possibilidade de receber dep—sitos ˆ vista, alŽm de categorizar as 
institui›es financeiras como banc‡rias (monet‡rias), permite que elas 
multipliquem a quantidade de moeda em circula‹o na economia. 
No entanto, os dep—sitos ˆ vista n‹o est‹o inteiramente ˆ disposi‹o das 
institui›es financeiras. Parte destes recursos deve ser direcionada ao Banco 
Central, na forma de dep—sito compuls—rio (atualmente 45%, sem remunera‹o), 
ˆs aplica›es em crŽdito rural (34%) e aplica›es em microcrŽdito (2%) com taxas 
de juros predeterminadas. 
 
 
 
 
13548497799 - PRISCILA OLIVEIRA
 
 
Prof. Vicente Camillo www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 83 
 
 
CONHECIMENTOS BANCçRIOS E ATUALIDADES P/ BANCO DO BRASIL 
TEORIA E QUESTÍES COMENTADAS 
AULA 02 Ð PROF. VICENTE CAMILLO 
 
DEPîSITOS DE POUPAN‚A 
A caderneta de poupana Ž a forma de aplica‹o mais popular e tradicional 
existente no Brasil. 
A fim de curiosidade, de janeiro a novembro de 2017 os saques superaram os 
dep—sitos em R$ 2,25 bilh›es, ou seja, o resultado de capta‹o da caderneta de 
poupana foi negativo neste per’odo. Apesar de um resultado negativo, o valor Ž 
o melhor de 2015. 
A capta‹o l’quida recorde da sŽrie hist—rica do Banco Central, iniciada em 1995, 
foi registrada em 2013, quando os dep—sitos superaram os saques em R$ 71,047 
bilh›es Ñ alta de 42,9% em rela‹o a 2012. 
Muito dinheiro, n‹o Ž? 
Pois bem, vamos ˆs defini›es. 
A caderneta de poupana funciona como uma aplica‹o voltada a pequenos 
poupadores. Apesar de apresentar baixa rentabilidade real (valor da 
rentabilidade descontada da infla‹o) h‡ liquidez di‡ria, isen‹o de imposto de 
renda para pessoas f’sicas, garantias prestadas pelo Fundo Garantidor de CrŽdito 
(FGC)