JECA INFECCAO INSTESTINAL 2

JECA INFECCAO INSTESTINAL 2


DisciplinaPropedeutica do Adulto28 materiais55 seguidores
Pré-visualização1 página
Ancilostomose/ INFECÇÃO 
INTESTINAL- JECA 
 
Prof. Andreia Costa 
Ancilostomose, ancilostomíase ou amarelão 
referem-se a verminose humana causada por duas 
espécies de nematelmintos, o Ancylostoma 
duodenale e o Necator americanus. 
 
Estes vermes são pequenos e medem 
aproximadamente 1 cm a 1,5 cm de comprimento. 
 
Os vermes causadores da ancilostomose estão 
presentes em todo o mundo. 
 No Brasil, predominam nas áreas rurais sem 
saneamento básico e onde se tem o hábito de 
andar descalço. 
 
 
Sintomas 
 Esta doença é caracterizada por uma infecção 
intestinal. 
Quando os vermes encontram-se no intestino 
delgado, agarram-se com seus dentes nas paredes 
intestinais, o que provoca lesões e hemorragias. 
Devido à perda de sangue, as pessoas infectadas 
apresentam a pele amarelada (daí a doença 
também ser chamada de amarelão) e anemia. 
Outros sintomas que podem surgir são: irritação na 
pele, no local de entrada do verme no corpo, 
fraqueza, desânimo, perda de peso e lesões 
pulmonares. 
 
Descrição 
\u2022 Infecção intestinal causada por nematódeos, 
que pode ser: 
\u2013 Assintomática, em caso de infecções leves 
\u2013 Sintomática em casos de parasitismo intenso 
 
» hipoproteinemia 
» atraso no desenvolvimento físico e mental 
» anemia ferropriva 
 
\u2013 CONHECIDO: 
\u2022 Amarelão 
\u2022 Opilação 
\u2022 Doença do Jeca Tatu 
 
 \u2013 Reservatório: Ser humano; 
 
\u2013 Período de incubação: Semanas ou meses; 
 
\u2013 Período de transmissibilidade: Indivíduos infectados; 
 
contaminam o solo e as Larvas infectantes contaminam 
durante várias semanas em condições favoráveis; 
Modo de transmissão 
 
 \u2022 Os ovos das fezes para o solo 
\u2022 Tornam-se embrionados 
\u2022 Larvas se desenvolvem até 3º estágio 
\u2022 Tornanm-se infectantes em 7 a 10 dias 
\u2022 Larvas infectantes penetram na pele 
(geralmente pés) 
 \u2022 Dermatite característica 
 
 
\u2013 A. caninum e A. brasiliensis produzem a larva 
migrans cutânea; 
\u2013 As larvas dos outros ancilóstomos prosseguem 
no ciclo 
\u2022 Passam pelos vasos linfáticos 
\u2022 Ganham a corrente sangüínea e penetram nos 
alvéolos pulmonares 
\u2022 Migram para a traquéia e faringe 
\u2022 São deglutidas 
\u2022 Chegam ao intestino delgado 
\u2022 Atingem a maturidade ao final de 6 a 7 semanas 
\u2022 Produzir milhares de ovos por dia 
 Ciclo do parasita 
 
 \u2013 Complicações 
 
\u2022 Anemia, Anasarca 
\u2022 Hipoproteinemia, Insuficiência cardíaca, 
\u2022 Hemorragia e pneumonite 
(migração da larva através dos pulmões) 
 \u2013 Diagnóstico 
 
\u2022 Clínico 
\u2022 EPF métodos de Lutz, Willis ou Faust 
\u2022 Contagem de ovos pelo Kato-Katz 
 
\u2013 Diagnóstico diferencial 
 \u2022 Anemia por outras etiologias 
\u2022 Outras parasitoses 
\u2013 Tratamento 
\u2022 Mebendazol 100mg 2 x/d 3 d 
\u2013 Não é recomendado em gestantes 
\u2013 Essa dose independe do peso corporal e da idade 
\u2022 Albendazol 400 mg em dose 
 
\u2013 Contra-indicado em gestantes 
\u2022 Pamoato de pirantel 20-30 mg/kg/dia 2 a 3 dias 
\u2013 Não está bem estabelecida sua segurança em gestantes 
\u2013 Baixa absorção intestinal; 
 
\u2013 Controle de cura 
\u2022 EPF nos 7º, 14º e 21º dias, após o tratamento 
Medidas de controle 
 
 
 
 
\u2022 Educação em saúde 
\u2022 Hábitos pessoais de higiene 
\u2022 Lavar as mãos antes das refeições 
\u2022 Uso de calçados 
\u2022 Evitar a contaminação do solo 
 
\u2013 Instalação de sistemas sanitários para eliminação das fezes 
humanas 
 
\u2013 Tratamento das pessoas infectadas
Diego
Diego fez um comentário
Parabens peo material !
0 aprovações
Carregar mais