A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
ASPECTOS ANATÔMICOS DO COLO UTERINO

Pré-visualização | Página 6 de 6

ser 
afetado, e a partir da inflamação pode ter uma 
doença inflamatória pélvica (processo 
inflamatório no colo do útero > agente não 
tratado > subir pelo canal endocervical > atinge 
endométrio.) 
 Normalmente estão associadas a informes 
clínicos passados pelo médico. 
ex: secreção esverdeada(ligada a Trichomonas); 
secreção em nata de leite (ligada a cândida). 
Podem-se ter algumas outras características 
também como coceira. Achados vistos a olho nu: 
podem estar com o colo do útero mais vermelho, 
ou com dificuldade em captação do iodo. 
 Em reações inflamatórias as células podem ter 
sua atividade biológica reduzida, o que altera a 
captação de água e pode ocasionar em um 
aumento ou diminuição do volume, ou 
problemas com a coloração no esfregaço. 
ALTERAÇÕESINFLAMATÓRIAS CITOPLASMÁTICAS: 
 Perda de definição do núcleo; 
 Núcleo mais corado, 
 Aumento do tamanho- hipocromasia: 
 Vacúolos pálidos no citoplasma (devido a alta 
captação de água das células) 
 Pseudoeosinofilias: processo onde as células 
que deveriam ser cianofílicas ficam eosinofilicas. 
Às vezes aparece um halo (porção em volta do 
núcleo que não se cora ou cora fracamente) 
 Megacromasia: quando a célula cora das duas 
cores (núcleo de uma cor e citoplasma de outra) 
 
ALTERAÇÕES INFLAMATÓRIAS NUCLEARES: 
 Alteração na absorção de água que deixam o 
núcleo mais claro 
 Desnaturação da proteína - gelificação da 
cromatina no núcleo 
 Núcleo aumenta de tamanho mas sem alteração 
no contorno e seu conteúdo 
 Bio multinucleação 
 
 
Em casos de inflamação muito crônica, ocorre uma 
Degeneração: 
 Bordas do citoplasma mais indefinidas 
 Vacúolos – perda controle entrada e saída de 
água 
 Cariorrexe: quebra nuclear (núcleo é 
fragmentado) 
 Membrana nuclear opaca, borrada – cariólise 
(dissolução nuclear).