externalidades - versão final

externalidades - versão final


DisciplinaMicroeconomia 3127 materiais962 seguidores
Pré-visualização1 página
externalidades
Externalidades		
Há externalidades sempre que as ações de alguém pioram ou melhoram a situação de outra parte, sem que a primeira parte assuma os custos ou receba os benefícios de suas ações.
As externalidades ocorrem em muitas interações do dia-a-dia. As vezes são localizadas e pequenas, como por exemplo o efeito do impacto de um som alto de um vizinho ou o seu cachorro que usa o jardim do vizinho como banheiro. Mas existem as externalidades em escala muito maior como o aquecimento global e a chuva ácida.
As externalidades são um tipo clássico de falha de mercado.
FALHA DE MERCADO: Um problema que faz com que a economia de mercado gere um resultado que não maximiza a eficiência.
As externalidades podem surgir da produção de bens ou de seu consumo e podem ser negativas (como foi dito nos exemplos anteriores) ou positivas.
Externalidades positivas
PODEM SURGIR DA PRODUÇÃO DE BENS OU DE SEU CONSUMO.
EXTERNALIDADE POSITIVA: Efeito benéfico do impacto das ações de um agente econômico sobre o bem-estar de outros.
Custo Privado > Custo Social*
Benefício Social = Benefício Privado
Há uma subprodução, da quantidade de equilíbrio de mercado e a quantidade ótima.
ABC corresponde ao peso morto.
*Custo Social = Custo Privado \u2013 Benefício Externo
C
Custo Social = Custo Privado
Benefício Social* > Benefício Privado
*Benefício Social = Benefício Privado + Benefício Externo
C
C
Externalidades negativas
PODEM SURGIR DA PRODUÇÃO DE BENS OU DE SEU CONSUMO.
Externalidade negativa de produção
Ocorre quando a produção de uma empresa reduz o bem-estar de outros cujos custos não são pagos pela empresa.
Exemplo: Uma usina siderúrgica situada perto de um rio faz produtos de aço, mas também produz \u201cresíduos\u201d inúteis. Para se livrar desses resíduos, os proprietários colocam um encanamento e jogam no rio. Porém, há uma área tradicional de pesca em que os pescadores obtêm peixes para venda em restaurantes locais. Desde que a usina começou a jogar resíduos no rio, a pesca se tornou muito menos rentável.
Falha de mercado devida a externalidades negativas de produção
Externalidade Negativa de consumo
Ocorre quando o consumo de um indivíduo reduz o bem-estar de outras pessoas sem que estas sejam indenizados pelo indivíduo.
Exemplo: Num restaurante que permite o fumo, seu consumo de cigarros pode ter um efeito negativo sobre meu consumo de uma refeição. No entanto, você não paga pelo efeito negativo que causa.
Falha de mercado devida a externalidades negativas de consumo
Soluções do setor privado para externalidades negativas
Internalização das externalidades;
Para \u201cinternalizar\u201d ao preço de mercado os custos ou benefícios das externalidades as soluções podem ser públicas ou privadas;
As soluções privadas envolvem negociação e contratos;
Se agentes privados podem negociar sem custos a alocação de recursos, então o mercado privado sempre resolverá o problema das externalidades e alocará eficientemente os recursos;
Indivíduos podem e  irão internalizar custos ou incentivar a externalização de benefícios buscando a melhor alocação de recursos ou melhor bem-estar social.
Uma solução de Coase para externalidades negativas de produção do mercado de aço
inicialmente, o mercado está em equilíbrio no ponto A, onde BMgP = CMgP1.
O nível socialmente ótimo de produção de aço é dado pelo ponto B, onde BMgS = CMgS = CMgP1 + PM (em que PM = US$100).
Como o custo marginal de produção elevou-se em US$100 (o pagamento feito aos pescadores), a curva de custo marginal privado se desloca para cima, de CMgP1 para CMgP2, em que CMgP2 = CMgP1 + US$100 = CMgS.
Adicionando US$100 aos custos marginais privados, elevamos o CMgP ao nível do CMgS.
Não há mais excesso de produção, porque os custos e benefícios marginais sociais são iguais neste ponto.
Os problemas com as soluções de coase:
Teorema de Coase (1º parte);
Teorema de Coase (2º parte);
Problema de atribuição: em muitos casos, é impossível atribuir culpa pela externalidade a uma entidade específica;
Problema de holdout: direitos compartilhados da propriedade dão a cada proprietário poder sobre todos os outros;
Problema do carona: quando um investimento tem um custo pessoal, mas um benefício comum, os indivíduos investirão menos do que o necessário;
Problema de negociação e custos de transação: é difícil negociar quando há muitos indivíduos de um dos lados da negociação, ou de ambos;
Soluções do setor publico para externalidades
As soluções de Coase não são suficientes para lidar com externalidades de grande porte;
Os formuladores de políticas públicas empregam três tipos de soluções para os problemas associados a externalidades:
Tributação corretiva
Inicialmente, o mercado está em equilíbrio no ponto A onde oferta = CMgP1, é igual à demanda (BMgP = BMgS)
Produção ótima no B, onde custos marginais = benefícios marginais
Governo impõe taxa: t = PM
Resulta na curva CMgP2, idêntica a CMgS
Subsídios
Inicialmente, o mercado está em equilíbrio em A (CMgP1 = BMgP)
A produção socialmente ótima ocorre no ponto B
O governo subsidia o agente com S = BM
Resulta numa nova curva CMgP2, igual a curva CMgS
Regulamentação
A regulamentação é a maneira mais simples de refrear as externalidades;
O governo busca diminuir as externalidades estipulando níveis de produção;
regulamentação de quantidade
O custo marginal de redução da poluição (CMgP = CMgS) é uma função crescente, ao passo que o BMgS é uma constante.
O nível ótimo de redução de poluição é R*
O volume ótimo de poluição é P*
Conclusão:
As externalidades são a resposta da pergunta \u2018\u2019quando\u2019\u2019 das finanças publicas; quando o agir de uma parte afetam alguma outra parte. E a primeira parte não retribui por essa consequência. O corre a falha de mercado, sedo a capacidade do governo intervir;
Em alguns casos e solucionado pelo Coase por meios de negociações pelas partes afetadas. Em muitos casos só a intervenção do governo resolve o problema de falha de mercado;
Há duas classes de conjunto do governo para lidar com externalidades: preços (imposto e subsídios) e medidas baseadas em quantidades (regulamentação);
A forma que levara a solucionar mais eficiente depende de fatores como as diferenças das empresas que estão sendo regulamentadas, a flexibilidade na regulamentação de quantidade, e a incerteza dos custos de redução da externalidade.
QUESTÃO 10 GRUBER: Responda às duas questões seguintes para cada um dos seguintes exemplos: 
(I) fumar por indivíduos; 
(II) produção de resíduos tóxicos pelas empresas;
(III) investigação e desenvolvimento por uma empresa de alta tecnologia;
(IV) vacinação individual contra doenças transmissíveis. Existe uma externalidade? Em caso afirmativo, descreva-o, incluindo referências a se é positivo ou negativo e se é uma externalidade de consumo ou produção. Fumar por indivíduos gera externalidades de consumo negativo ao gerar fumo passivo.