APOL 2 MATEMÁTICA COM ERROS
12 pág.

APOL 2 MATEMÁTICA COM ERROS


DisciplinaMatemática e Estatística138 materiais2.644 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Questão 1/10 - Matemática e Estatística Aplicada à Gestão Pública
\u201cNos Estados Unidos surge o fenômeno da revolução comportamentalista. Essa revolução ocorre, principalmente, quando a Ciência Política assume para si novos objetos. A partir desse momento, a Ciência Política passa a lidar com fenômenos novos, como por exemplo, os novos países da África e as antigas colônias europeias\u201d (Fonte: Vídeo-aula 2 (09\u201918\u201d).
Tendo como referência o texto acima apresentado na vídeo-aula 2, assinale a alternativa que contém os trechos que completam corretamente as lacunas no seguinte enunciado:
Com os fenômenos que deram origem à revolução comportamentalista, os cientistas políticos passaram a estudar a (                  ) política concreta, ao invés de suas manifestações puramente (              ).
Nota: 10.0
	
	A
	(Dinâmica) e (formais).
Você acertou!
Justificativa: A alternativa correta é a que apresenta os seguintes trechos: (Dinâmica) e (formais). Esse enunciado se refere à mudança de abordagem que houve na formação do campo da Ciência Política nos EUA a partir da década de 1920. Da perspectiva do velho institucionalismo, passou-se aos estudos da dinâmica política concreta. Abandonando a visão puramente formalista do velho institucionalismo. As demais alternativas (Estática e informais), (Comunicação e dialógica), (Coletiva e individuais) e (Atividade e técnicas) estão incorretas pois apresentam informações aleatórias e sem o contexto correto. Esse conteúdo pode ser encontrado na rota de aprendizagem 2 (p. 2 e 3) e na Vídeo-aula 2 (09\u201918\u201d).
	
	B
	(Estática) e (informais).
	
	C
	(Comunicação) e (dialógica).
	
	D
	(Coletiva) e (individuais).
	
	E
	(Atividade) e (técnicas).
Questão 2/10 - Matemática e Estatística Aplicada à Gestão Pública
\u201cPodemos propor um modelo de análise para explicar como as pessoas votam, como as pessoas se elegem, como os políticos agem no parlamento, como os governos elaboram suas políticas. A resolução de todos esses problemas requer a combinação de conceitos teóricos com informações colhidas na realidade observável\u201d. (Rota de aprendizagem 2).
Tendo como base o texto acima e o tema do modelo de análise discutido na aula 2, examine os enunciados abaixo e assinale a alternativa que contém a sequência correta entre as afirmativas verdadeiras e falsas.
I. O modelo de análise refere-se ao estudo das coisas do mundo e baseia-se na revolução comportamentalista do século XIX.
II. Modelo de análise é uma ferramenta estatística que permite identificar o grau de mensuração de uma variável.
III. O modelo de análise tem por finalidade organizar nosso raciocínio de modo lógico, e é útil para apresentar nosso trabalho para outros pesquisadores.
IV. Entre os principais elementos de um modelo de análise encontram-se a média, a mediana, a moda e o desvio padrão.
Nota: 10.0
	
	A
	V, F, V, V
	
	B
	V, F, V, F
	
	C
	F, F, V, F
Você acertou!
Justificativa: A alternativa correta é a que contém a seguinte sequência: F, F, V, F. A afirmativa I é falsa \u2013 pois a revolução comportamentalista ocorreu somente no século XX. A afirmativa II é falsa e também absurda, modelo de análise é um dispositivo abstrato, e ferramenta estatística diz respeito à aplicação de uma técnica. A afirmativa III é verdadeira \u2013 o objetivo para se realizar um modelo de análise é justamente o de organizar o raciocínio de uma maneira lógica, além de facilitar a exposição de uma pesquisa para a comunidade científica. Por fim, a afirmativa IV é falsa \u2013 média, mediana, moda e desvio padrão são nomes das medidas de tendência central e de dispersão com as quais mensuramos os valores de uma variável, portanto não são elementos de um modelo de análise. Esse conteúdo pode ser encontrado na rota de aprendizagem 2 (p. 5 e 6).
	
	D
	F, F, F, V
	
	E
	F, V, F, F
Questão 3/10 - Matemática e Estatística Aplicada à Gestão Pública
\u201cAo invés de tentar compreender o sentido, os estudos quantitativos buscam elucidar quais as causas das regularidades. Afinal, por que as coisas se repetem? Aliás, elas se repetem? É possível encontrar padrões e regularidades no campo das ciências sociais? Essas perguntas estão na base de qualquer abordagem quantitativa. Quando construímos um indicador estatístico estamos interessados em fazer uma mensuração\u201d. (Rota de aprendizagem 3 de Métodos Quantitativos em Ciência Política).
Assinale a alternativa que apresenta uma proposição correta com relação às estratégias de pesquisa em uma abordagem quantitativa.
Nota: 0.0
	
	A
	A abordagem quantitativa adequada possui universo empírico pequeno e muitas variáveis. Seu objetivo é examinar os detalhes.
	
	B
	A pesquisa quantitativa é ideal para universo empírico pequeno e poucas variáveis. Seu objetivo é fazer comparações.
	
	C
	A abordagem quantitativa adequada possui universo empírico grande e muitas variáveis. Seu objetivo é examinar o sentido das coisas.
	
	D
	Em um trabalho quantitativo devemos lidar com um universo empírico grande e com muitas variáveis, com vistas a examinar detalhes.
	
	E
	A pesquisa quantitativa adequada lida com universo empírico grande e poucas variáveis. Seu objetivo é identificar padrões.
Justificativa: A alternativa correta apresenta a seguinte estratégia: (A pesquisa quantitativa adequada lida com universo empírico grande e poucas variáveis. Seu objetivo é identificar padrões). Para um universo empírico grande é recomendável examinar uma quantidade menor de informações, utilizando poucas variáveis, portanto. Essas são características de uma pesquisa de natureza quantitativa e seu objetivo é identificar padrões nas distribuições dos dados. As demais alternativas estão incorretas, ou por apresentar características da pesquisa qualitativa (\u201cA abordagem quantitativa adequada possui universo empírico pequeno e muitas variáveis. Seu objetivo é examinar os detalhes\u201d), ou por combinar estratégias quali-quanti na mesma afirmativa (\u201cEm um trabalho quantitativo devemos lidar com um universo empírico grande e com muitas variáveis, com vistas a examinar detalhes.\u201d e \u201cA abordagem quantitativa adequada possui universo empírico grande e muitas variáveis. Seu objetivo é examinar o sentido das coisas\u201d). Ou ainda, por combinar estratégias de pesquisa quantitativa, qualitativa e comparativa (\u201cA pesquisa quantitativa é ideal para universo empírico pequeno e poucas variáveis. Seu objetivo é fazer comparações\u201d). Esse conteúdo foi apresentado na rota de aprendizagem 3, página 4, da disciplina de Métodos Quantitativos em Ciência Política.
Questão 4/10 - Matemática e Estatística Aplicada à Gestão Pública
"O andar do universo mecânico era trôpego (...). Gradualmente, a ciência começou a trabalhar com um novo paradigma, o modelo estatístico da realidade. No final do século XX, quase toda a ciência tinha passado a usar modelos estatísticos\u201d (p. 14). Fonte: SALSBURG, David. Uma senhora toma chá...: como a estatística revolucionou a ciência no século XX. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.
Tendo como base os conteúdos da aula 1, assinale a alternativa que contém a descrição correta do novo paradigma de ciência adotado pelos cientistas a partir do século XX.
Nota: 10.0
	
	A
	Adotou-se o conceito de um universo mecânico, sem Deus, que funcionasse para sempre sem intervenção divina.
	
	B
	Disseminou-se a partir da construção de bancos de dados, crenças religiosas capazes de descrever os fenômenos do mundo.
	
	C
	Disseminou-se o pressuposto de que a observação de uma grande quantidade de casos concretos fornecia condições para \u201cdecifrar\u201d a lógica da natureza.
	
	D
	Tratou-se de identificar padrões nas distribuições dos dados de um estudo, partindo da premissa de que os fenômenos observáveis eram caóticos e desorganizados.
Você acertou!
Justificativa: A alternativa correta é a seguinte: \u201cTratou-se de identificar padrões nas distribuições dos dados de um estudo, partindo da premissa de que os fenômenos observáveis eram caóticos e desorganizados\u201d. Houve na passagem do século XIX para o século XX uma alteração na concepção de fazer ciência. No século XIX, cientistas acreditavam