A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
131 pág.
Manual Contabilidade de Gestão II

Pré-visualização | Página 5 de 26

de uma organização, que é corresponde a divisão da 
empresa em diferentes áreas, de acordo com a natureza das actividades 
desenvolvidas em cada uma delas. 
A nomenclatura atribuída a aquelas áreas pode variar de empresa para 
empresa, podendo ser chamadas por departamentos, sectores, centros, etc. 
Esta divisão da empresa tem por finalidade melhor compreender a sua 
estrutura e alocar os custos de forma racional. Nessa ordem de pensamento, 
podemos definir um departamento como uma unidade de operações 
composta por um conjunto de recursos humanos e tecnológicos de 
características semelhantes, que desenvolvem actividades homogéneas. 
 
Ao completar esta unidade, você deverá ser capaz de: 
 
 Enumerar as possíveis áreas de responsabilidade de acordo com a natureza da empresa; 
 
Objectivos  Definir um centro de custos tendo em conta o objecto de custeio; 
Específicos 
 Identificar adequadamente um centro de custos; 
 
 
1.1.1. Centro de Custo 
 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 12 
 
Um dos principais elementos que caracteriza a Contabilidade de Gestão 
consiste no facto desta ser capaz de fornecer ao gestor informação interna 
de forma detalhada e revestida de suficiência para efeitos de controlo. Esta 
informação é útil para vários outros fins da empresa nomeadamente 
conhecer os custos gerados pela empresa e a forma estes se distribuem 
pelos seus segmentos. 
A determinação do custo de produção baseado nos diferentes segmentos da 
empresa exige que tais sejam identificados de acordo com a sua prestação 
no processo de transformação das matérias em produtos acabados. Nesta 
abordagem abre-se o conceito de centros principais e centros auxiliares, o 
que torna fundamental distingui-los para efeitos de uma adequada 
repartição dos custos indirectos. 
O ciclo de produção de um bem obedece várias fases, dependendo da 
natureza de cada produto a fabricar, que se inicia com a aquisição de 
matérias-primas, armazenagem, transformação, armazenagem e venda, o 
que implica que uma empresa industrial numa perspectiva funcional tenha, 
pelo menos, os seguintes departamentos: Compras, Aprovisionamento, 
Transformação, Vendas e Administração. Neste âmbito, torna-se desejável 
conhecer os custos gerados por cada uma dessas áreas. A relevância em 
conhecer estes custos da estrutura organizacional resulta da necessidade de 
controlar os custos dos diferentes segmentos da empresa, de modo a 
comparar esses custos com a actividade que cada um deles produz. A figura 
1.1 ilustra os possíveis centros de custos numa empresa industrial. 
Figura 1.1. 
 
 Compra Aprovisionam. Aprovisiona TransformaçãoTransformaçã 
 Aprovisionam.Aprovisionam. VendaVenda de Matériasm. de 
 
o de 
de ProdutosProdutos 
Centro de custos - é um sistema de organização de actividades integradas 
 das diferentes unidades de 
trabalho, para permitir o cumprimento dos objectivos preestabelecidos do 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 13 
 
departamento de produção. 
Na abordagem de custos baseados em centro de custos procura-se 
identificar os custos por cada segmento da empresa com a fim de controlar 
as operações e os respectivos custos por departamento, descentralizar a 
tomada de decisões, motivar o colaborador a uma participação mais activa 
e avaliar o desempenho de cada segmento da empresa. Neste âmbito 
tornase imperativo existir um responsável pela gestão do objecto de custeio, 
cujo custo poderá ser identificado de forma directa ou indirecta em relação 
ao departamento respectivo. Isso implica que o sistema de contabilidade de 
gestão seja implantado em consonância com a estruturação da empresa e 
os objectivos por ela pretendidos. 
 
 
Sumário 
Nesta unidade temática expeliu-se o que é um centro de custos e as 
principais razões que conduzem a adopção deste modelo por uma empresa. 
Fundamentalmente, evidencia-se que a existência de um centro de custos 
implica a existência de um responsável por este centro e a identificação do 
objecto de custeio, para que se torne possível a avaliação de desempenho 
pelos diferentes segmentos da empresa. O outro aspecto fundamental que 
é necessário ter em conta é a identificação de uma base de imputação dos 
custos indirectos, tema que será tratado com maior propriedade nas 
próximas unidades temáticas deste tema. 
 
 
Exercícios de AUTO-AVALIAÇÃO 
 
1. Diga por suas próprias palavras o que é um centro de custos. 
2. No método de custo baseado em centro de custos, os custos são 
identificados por cada segmento da empresa. Porquê? 
3. A contabilidade de gestão fornece informação detalhada de 
natureza interna revestida de suficiência. Para que efeito? 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 14 
 
4. Em que consiste o departamento de aprovisionamento? 
 
Solução: 
1. Por minhas próprias palavras, centro de custos é uma área de 
responsabilidade da estrutura organizacional em que se identifica um 
objecto de custeio que permite conhecer o custo gerado num 
determinado período. 
 
2. Neste método, os custos são identificados por cada segmento da 
empresa para alcançar os objectivos de: 
 Controlo das operações e dos respectivos custos por 
departamento; 
 Descentralização da tomada de decisões; 
 Motivação ao colaborador a uma participação mais activa; e 
 Avaliação de desempenho. 
 
3. A contabilidade de gestão fornece informação detalhada de natureza 
interna revestida de suficiência para, dentre outros objectivos, conhecer 
os custos gerados pela empresa e a forma estes se distribuem pelos seus 
segmentos. 
 
4. O departamento de aprovisionamento consiste num centro de custos 
para o armazenamento das matérias-primas e materiais ou para o 
armazenamento de produtos acabados. 
 
 
 
UNIDADE Temática 1.2. O Método das Secções Homogéneas 
 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano Disciplina/Módulo: Contabilidade de Gestão II 
 
 15 
 
Introdução 
 
O método das secções homogéneas é resultado da departamentalização das 
organizações, o que permite apropriar os custos indirectos de forma racional 
de acordo com a prestação de cada sector na participação para a produção 
de um determinado bem. Como vimos na unidade anterior, a 
departamentalização permite, dentre outros aspectos, conhecer a forma 
como os custos da organização se encontram distribuídos pelos seus 
sectores. 
 
Ao completar esta unidade, você deverá ser capaz de: 
 
 Distinguir um centro principal de um centro auxiliar; 
 
 Repartir adequadamente os custos indirectos pelos centros de custo; 
Objectivos 
Específicos 
 Determinar o custo gerado por cada centro; 
 
 Efectuar os reembolsos em centros em que ocorrem as prestações recíprocas. 
 
1.2.1. Secções Homogéneas 
O método das secções homogéneas baseia-se na divisão da empresa em segmentos 
organizacionais aos quais se determinam os custos de funcionamento, 
procedendose posteriormente a sua imputação aos objectos de custeio 
(matériasprimas, produtos e serviços). Trata-se de uma repartição intermédia entre 
os gastos por natureza e os gastos por objecto de custeio. 
A definição das secções homogéneas deve considerar a estrutura orgânica de uma 
empresa e as necessidades de informações consideradas adequadas. 
 
ISCED 
CURSO: CONTABILIDADE E AUDITORIA; 30 Ano