A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
91 pág.
1 História do Acre Resumida (LIVRO) ultima versao

Pré-visualização | Página 1 de 29

Tem alg 
 
 
 
 
 
C289h 
Todos os direitos dessa edição pertencem a 
Eduardo de Araújo Carneiro. 
Nenhuma parte desta obra digital poderá ser reproduzida ou im-
pressa por qualquer meio ou forma sem a autorização prévia do 
autor pelo e-mail eduardoaraujocarneiro@gmail.com. 
 
Editor Geral 
 Prof. Dr. Eduardo de Araújo Carneiro 
 
Capa, Diagramação, Preparação do Texto, 
 Ilustração, Projeto Gráfico e Arte Final 
Eduardo de Araújo Carneiro 
 
Revisão 
Profa. Me. Nathassia Maria de Farias Guedes 
 
 
 
Carneiro, Eduardo de Araújo. 
História do Acre: resumão para concurso. /Eduardo de 
Araújo Carneiro. Rio Branco: EAC Editor, 2017, 81 p. : il. 
ISBN 
I. História do Acre; II. Concurso público; III. Mapas men-
tais; I Título. 
CDD 981.12 
 
 
 
 
http://eaceditor.blogspot.com.br/ 
eac.editor@gmail.com 
EAC 
Editor 
mailto:eac.editor@gmail.com
 
 
 
Dedicatória 
 
 
Ao ilustre Prof. Dr. Carlos Alberto Alves de Souza (UFAC), 
 
Pelo gesto de respeito e solidariedade acadêmica em ter “elogiado” esta 
obra e, consequentemente o autor dela, antes mesmo de ela ter sido publi-
cada, ou seja, fez seus comentários “engrandecedores” mesmo sem ter lido 
uma linha sequer. Atitudes como esta “devem” ser compartilhadas, pois são 
dignas de um homem de respeito. A manifestação de seu “honroso” juízo de 
valor prévio nas redes sociais serviu-me de grande incentivo na finalização 
desta obra. Mesmo correndo o risco de ele mudar a opinião, espero que o 
mesmo agora possa lê-lo. A ele eu dedico esta obra e só não anexo cópia 
dos comentários que fez para poupá-lo de excessiva bajulação. 
 
Os erros e acertos desse “Resumão” podem ser 
depositados na minha conta, afinal, não tive 
ajuda de bolsistas ou de estagiários da UFAC 
nem para pesquisar e nem para redigir esta obra 
[...] sou 100% autor e editor dela. 
 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
PREFÁCIO 06 
 
Parte 1 – ACRE EM DATAS 07 
 
Parte 2 - POVOS INDÍGENAS EM TERRITÓRIO ACRIANO 11 
 
Parte 3 - PROCESSO DE ABRASILEIRAMENTO DO TERRITÓ-
RIO QUE HOJE CHAMAMOS DE ACRE 
15 
 
Parte 4 - “EVOLUÇÃO” ECONÔMICA DO ACRE 23 
 
4.1 Primeiro Surto da Borracha 27 
4.2 Sistema de Aviamento da borracha 30 
4.3 Segundo Surto da Borracha 33 
4.4 Expansão (agro)pecuária e os movimentos de defesa da floresta 
no Acre 
36 
4.5 Agricultura no Acre: das colônias agrícolas aos projetos de as-
sentamento dirigidos 
41 
4.6 Desenvolvimento sustentável e reservas extrativistas 44 
 
PARTE 5 - “EVOLUÇÃO” POLÍTICA E ADMINISTRATIVA DO 
ACRE MOVIMENTO AUTONOMISTA ACRIANO 
48 
 
PARTE 6 - ASPECTOS SÓCIO-GEOGRÁFICOS DO ACRE 58 
 
6.1 Demografia 58 
6.2 Educação 58 
6.3 Transporte 59 
6.4 Energia 60 
6.5 Comunicação 61 
6.6 Solo 61 
6.7 Clima 62 
6.8 Relevo 62 
6.9 Vegetação 62 
6.10 Hidrografia 63 
6. 11 Fuso horário 63 
 
PARTE 7 - FLUXOS MIGRATÓRIOS NO ACRE 65 
 
PARTE 8 - GLOSSÁRIO 67 
 
PARTE 9 - QUESTÕES DE CONCURSO RESPONDIDAS 68 
Prof. Dr. Eduardo Carneiro. História do Acre: resumão para concurso | 6 
 
PREFÁCIO 
 
Este livro foi escrito para ajudar os concurseiros a terem êxito 
nas provas que contenha História do Acre. Por isso, procurei redigi-lo 
em forma de síntese, resumão mesmo, com uma linguagem simples e 
fazendo uso de “mapas mentais” para potencializar o aprendizado. Ao 
final, respondi algumas questões sobre o Acre de concursos anteriores. 
O interesse pela redação do mesmo aconteceu devido ao fato 
de inúmeros amigos e internauta solicitarem um material de estudo 
mais didático e direto. Relutei por alguns dias, mas as cobranças au-
mentaram e foi assim que escrevi esse Resumão em praticamente dez 
dias. A rapidez da redação não implica em perda na qualidade, uma 
vez que os assuntos abordados aqui ainda estavam “frescos” na me-
mória, pois além de já ter livros publicados sobre a História do Acre, 
também já tive a oportunidade de lecionar tal disciplina no curso de 
História da UFAC. 
Foram dez dias de abnegação e dedicação aos concurseiro. Es-
pero que tamanho sacrifício seja retribuído com uma postura anti-
plágio, incentivando, com isso, o escritor a novos projetos autorais. 
Portanto, que o leitor tenha a honestidade de não repassar este material 
aos concorrentes, estimulando os mesmos a adquirirem diretamente 
com o autor. Afinal de contas, é justo que a minha iniciativa seja re-
compensada. A versão impressa ficará pronta ainda nesse semestre e 
a versão digital estará on line logo após o concurso. 
Desejo boa sorte a todos os concurseiros. 
 
Rio Branco, 22 de março de 2017. 
 
Prof. Dr. Eduardo de Araújo Carneiro 
 
Prof. Dr. Eduardo Carneiro. História do Acre: resumão para concurso | 7 
 
PARTE 1 
 
1493 – Bula Papal Intercoetera (o território que 
hoje pretende ao Acre passou a ser da Espanha). 
1494 – Tratado de Tordesilhas (o Acre continua 
sendo área da Espanha). 
1542 – O padre espanhol Gaspar de Carvajal na-
vega o Rio Amazonas. 
1616 – Os portugueses começam a (des) povoar 
a Amazônia. Desrespeitam o Tratado de Tordesi-
lhas e fundam o Forte do Presépio em Belém. 
1750 – Tratado de Madri (passa a vigorar o uti 
possidetis). O Acre ainda pertencia à Espanha. 
Foi este tratado que primeiro mencionou a linha 
Madeira-Javari. 
1761 – Tratado de Prado (os limites voltam ao 
prescrito pelo Tratado de Tordesilhas). 
1777 – Tratado de Santo Idelfonso (territórios já 
conquistados seriam dos Portugueses). O Acre 
ainda espanhol, pois pertencia ao Vice-Reino do 
Peru. 
1809-25 – Independência da Bolívia (Desligou-
se do Vice-Reino do Peru). 
1822 – Independência do Brasil. 
1839 – A descoberta da VULCANIZAÇÃO, fun-
damental para a economia da borracha. 
1844 – A Bolívia tenta franquear o rio Amazonas 
à navegação internacional. 
1850 – 5 de setembro (Criação da Província do 
Amazonas, desmembrada do Pará). 
1852 – A região do Acre é administrada pelo Es-
tado do Amazonas, fazendo parte da comarca do 
Rio Negro. 
1854 – João da Cunha Correia (expedição explo-
ratória no Juruá). 
1860\66 – Manuel Antônio da Encarnação (expe-
dição exploratória no Purus, percorre o Rio 
Acre). 
1864 – William Chandless trafega o Juruá; 
1867 – Tratado de Ayacucho. 
1874 – Tentativa de definição de fronteiras entre 
Bolívia e Peru. 
1877 - Grande seca no Nordeste. 
1878 – João Gabriel de Carvalho e Melo faz o 
primeiro povoamento oficial na região. 
1894 – Relatório de Pando sobre a ocupação das 
terras pelos brasileiros. 
1895 - Protocolo Medina-Carvalho. Instruía a co-
missão mista a traçar uma linha geodésica entre 
os rios Madeira e Javari, passando pelo rio Acre 
e avançando preferencialmente por terra. 
1897 - Thaumaturgo de Azevedo pede demissão 
da comissão demarcatória e torna público o seu 
relatório, afirmando que o Brasil perderia o Acre. 
1897 – O ministro brasileiro Dionísio Cerqueira 
autoriza Cunha Gomes a fazer nova exploração 
do Rio Javari para identificar o ponto em extremo 
oeste da linha demarcatória entre o Brasil e a Bo-
lívia, tendo por base o Tratado de Ayacucho. 
1898 - Cunha Gomes é nomeado chefe da Comis-
são de Limites. 
1898 – Foi traçada a Linha Cunha Gomes, o Acre 
seria terras estrangeiras. 
Prof. Dr. Eduardo Carneiro. História do Acre: resumão para concurso | 8 
1898 - O Ministro do Exterior do Brasil, General 
Dionísio Cerqueira autoriza os bolivianos a cons-
truírem uma alfândega em Puerto Alonso (atual 
Porto Acre). 
1898 - Olinto de Magalhães substitui Dionísio 
Cerqueira no Ministério das Relações Exteriores. 
1899 – Os bolivianos implantam uma alfândega 
em Puerto Alonso, tributando a produção da bor-
racha na região. 
1899 – O General Pando assume a presidência da 
Bolívia. 
1899 – É organizada a Junta Revolucionária no 
Acre. 
1988, 01 de maio de 1899, José Carvalho lidera 
aquilo que ficou chamado de Primeira Insurrei-
ção Acriana. 
1899 – A Bolívia negocia com consórcio interna-
cional o

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.