A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Cadeia Produtiva da Suinocultura e da Avicultura

Pré-visualização | Página 1 de 3

Disciplina: Cadeia Produtiva da Suinocultura e da Avicultura (AGR10) 
Avaliação: Avaliação I - Individual FLEX ( Cod.:514421) ( peso.:1,50) 
Prova: 19122595 
Nota da Prova: 7,00 
Legenda: Resposta Certa Sua Resposta Errada 
1. O grau de exploração e o aumento da produtividade fizeram com que os rebanhos 
ficassem cada vez mais vulneráveis do ponto de vista sanitário. Assim, o surgimento 
de novas doenças tornou fatores como o bem-estar animal e a ambiência essenciais 
para a produtividade e para a viabilidade da suinocultura. Associado ao bem-estar e à 
ambiência, o fluxo de produção bem conduzido é de fundamental importância na 
manutenção da atividade estável e em constante melhoria. Sobre o fluxo de 
produção, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas: 
 
( ) O vazio sanitário reduz significativamente o potencial de infecção e a 
transmissão de agentes patogênicos de um lote para outro, melhorando a saúde geral 
do rebanho e a performance produtiva, diminuindo o uso de medicamentos. 
( ) Um aspecto importante na prevenção e controle das doenças dos sistemas de 
produção dos suínos é a programação de lotes no sistema all in/all out (todos 
dentro/todos fora) nas fases de maternidade, creche, recria e terminação. 
( ) A concepção e o fluxo das instalações devem considerar a capacidade de 
investimento do produtor, o tamanho do rebanho, o nível de produtividade e status 
sanitário desejados, o manejo a ser adotado e a viabilidade econômica. 
( ) O vazio sanitário é definido como o período em que determinada instalação fica 
livre de doenças e não necessita ser lavada e desinfetada antes da entrada de outro 
lote. 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA: 
 a) V - V - F - V. 
 b) F - F - V - F. 
 c) V - V - V - F. 
 d) F - V - V - V. 
 
2. Ao prover pessoas ou selecionar pessoas, a definição do perfil dos cargos é 
fundamental para o sucesso da contratação e para a montagem de uma equipe eficaz. 
Por se tratar de uma atividade com características próprias, com alta tecnologia e 
ritmo industrial, mas realizada no meio rural, a suinocultura exige que o perfil dos 
colaboradores para contratação seja muito bem definido. Sobre o perfil dos 
colaboradores da suinocultura, analise as sentenças a seguir: 
 
I- Trabalhar em equipe e gostar de animais. 
II- Escolaridade mínima não é exigida. 
III- Ter comprometimento com resultados. 
IV- Ter experiência anterior, dependendo do cargo. 
 
Assinale a alternativa CORRETA: 
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMTc4NA==&action2=QUdSMTA=&action3=NTE0NDIx&action4=MjAyMC8x&prova=MTkxMjI1OTU=#questao_1%20aria-label=
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMTc4NA==&action2=QUdSMTA=&action3=NTE0NDIx&action4=MjAyMC8x&prova=MTkxMjI1OTU=#questao_2%20aria-label=
 a) Somente a sentença I está correta. 
 b) Somente a sentença IV está correta. 
 c) As sentenças II e III estão corretas. 
 d) As sentenças I, III e IV estão corretas. 
 
3. O manejo de matrizes e leitões durante a maternidade é extremamente importante 
não somente para manter o conforto, mas também para o sucesso da produção de 
suínos. O desempenho dos leitões na maternidade está diretamente relacionado com 
a qualidade destes nas fases de creche, recria e terminação. Com relação às matrizes, 
o manejo adequado nessa fase leva a melhores condições fisiológicas nas gestações 
subsequentes. Neste sentido, o bem-estar é um termo extenso que inclui uma 
somatória de elementos que contribuem para a qualidade de vida do animal, levando-
os a um estado de harmonia com o seu ambiente, caracterizados por condições 
físicas e fisiológicas adequadas. Considerando esse contexto, avalie as asserções a 
seguir e a relação proposta entre elas: 
 
I- A maior temperatura exigida para o conforto térmico dos leitões se deve ao fato 
dos animais jovens terem ainda seu sistema termorregulador pouco desenvolvido, 
possuírem superfície em contato com o ambiente relativamente grande, reserva 
energética baixa e porcentagem de gordura subcutânea, em torno de 1 a 2%, o que 
confere pequeno isolamento térmico, em função destes fatores, o leitão recém-
nascido tem facilidade para perder calor corporal rapidamente. 
 
PORQUE 
 
II- O grande desafio da maternidade é manter um conforto térmico ideal para a 
porca, devido às altas temperaturas na maior parte do ano e os leitões contam com 
um espaço exclusivo para eles, o escamoteador, mantendo o controle do ambiente 
para duas categorias distintas de animais, que possuem diferentes faixas de conforto 
térmico alojadas em um mesmo espaço. 
 
Assinale a alternativa CORRETA: 
 
FONTE: COUTINHO, G. S.; MAGALHÃES, P. C. M.; FORMIGONI, A. S.; 
VALLE, G. R.; MOREIRA, A. H. Conforto térmico e manejo de suínos na 
maternidade levando em consideração o bem-estar animal. REVISTA 
ELETRÔNICA, n. 232, v. 11 p. 3109-3119, 2014. Disponível em: 
https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/ARTIGO232.pdf. Acesso 
em: 6 nov. 2019. 
 a) As asserções I e II são proposições falsas. 
 b) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I. 
 c) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira. 
 d) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa. 
 
4. Alguns defeitos na carne suína podem ocorrer devido à velocidade de queda do pH 
muscular associada à temperatura, como a carne PSE e DFD. Em algumas espécies, 
como bovinos, prevalece o DFD, enquanto em outras, como suínos e aves, prevalece 
o defeito PSE. O pH final da carne é estabelecido em diferentes períodos no post 
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMTc4NA==&action2=QUdSMTA=&action3=NTE0NDIx&action4=MjAyMC8x&prova=MTkxMjI1OTU=#questao_3%20aria-label=
https://portaldoalunoead.uniasselvi.com.br/ava/notas/request_gabarito_n2.php?action1=RkxYMTc4NA==&action2=QUdSMTA=&action3=NTE0NDIx&action4=MjAyMC8x&prova=MTkxMjI1OTU=#questao_4%20aria-label=
mortem, dependendo da espécie, tipo de músculo e nível de estresse a que o animal 
foi submetido no manejo pré-abate (LUDTKE et al., 2014). Com relação à queda do 
pH, assinale a alternativa INCORRETA: 
 
FONTE: LUDTKE, C.; BUENO, A. D.; CIOCCA, J. R. Manual de industrialização 
dos suínos. Interações entre manejo pré-abate e qualidade de carne em suínos. 
Brasília: Associação Brasileira de Criadores de Suínos, 2014. 
 a) O tipo de PSE não está associado ao estresse extremo. 
 b) Auxiliar na determinação do sabor e odor. 
 c) Retardar o desenvolvimento de microrganismos. 
 d) Promover a maciez da carne, pois algumas enzimas são dependentes do pH ácido 
para atuar na maturação. 
 
5. A taxa de conversão do glicogênio em ácido lático é um fator fundamental nos 
processos metabólicos e pode afetar a capacidade de retenção de água e a coloração 
final da carne. No entanto, segundo Ludtke et al. (2014), a reserva de glicogênio 
muscular que cada animal possui antes do abate pode ser gasta devido a vários 
fatores. Com relação aos fatores que aceleram o metabolismo das reservas de 
glicogênio, assinale a alternativa INCORRETA: 
 
FONTE: LUDTKE, C.; BUENO, A. D.; CIOCCA, J. R. Manual de industrialização 
dos suínos. Interações entre manejo pré-abate e qualidade de carne em suínos. 
Brasília: Associação Brasileira de Criadores de Suínos, 2014. 
 a) Manejo agressivo e linhagens genéticas suscetíveis ao estresse. 
 b) Curtos períodos de transporte e descanso adequado. 
 c) Jejum associado a exercício intenso e brigas. 
 d) Densidade inadequada e tempo de descanso insuficiente. 
 
6. Nas atividades produtivas, inclusive na suinocultura, os gerentes e supervisores 
precisam transformar recursos e capacidades das pessoas em alto desempenho, 
obtendo ótimos resultados, melhorando continuamente competências, processos