correntesdemalha
4 pág.

correntesdemalha

Pré-visualização1 página
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA 
 
 
 
 
 
 
 
CHARLES JUNIO FRANCISCO CERRANO 
 
 
 
 
 
 
MÉTODO DAS CORRENTES DE MALHA: RESOLVENDO SISTEMAS LINEARES 
COM AUXÍLIO DO EXCEL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
JATAÍ-GO 
2020 
 
 
Usando o método das correntes de malha para determinar as correntes ia - ie, 
temos: 
 
 
 
 
 
 
 
Montagem do sistema de equações lineares a partir do circuito: 
 
-128 + 5ia + 60(ia - ic) = 0 \u2013 MALHA I 
60(ic \u2013 ia) + 4ic + 80(ic \u2013 ie) = 0 \u2013 MALHA II 
80(ie \u2013 ic) + 10ie + 320 = 0 \u2013 MALHA III 
 
Realizando as operações distributivas encontramos as equações abaixo: 
 
65ia \u2013 60ic + 0ie = 128 
-60ia + 144ic \u2013 80ie = 0 
0ia \u2013 80ic + 90ie = -320 
 
Utilizando o EXCEL: 
 
 
 
 
Portando: 
 
ia = -6,8 A 
ic = -9,5 A 
ie = -12 A 
ib = ia \u2013 ic = 2,7 A 
id = ic \u2013 ie = 2,5 A 
 
 
 
Usando o método dos nós (análise nodal) para determinar as correntes ia - ie, 
temos: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Conclusão 
 
Diante do exposto, podemos concluir que, nesse caso, a resolução do circuito 
apresentado foi mais rápida pelo método das malhas, pois o resultado do valor das 
correntes é apontado de forma direta logo após a solução do sistema de equações 
lineares. Nesse caso, utilizamos Lei de Kirchhoff para tensão. 
É importante ressaltar que, em determinados casos, é mais prático e rápido 
utilizarmos o método das tensões de nós como, por exemplo, quando o objetivo é 
encontrar as tensões nodais, ou seja, a diferença de potencial entre dois nós de um 
circuito. Nesse caso, utilizamos Lei de Kirchhoff para corrente. 
 
	CHARLES JUNIO FRANCISCO CERRANO