A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
98 pág.
ASPECTOS DE DIREITO CONSTITUCIONAL - AULA02

Pré-visualização | Página 7 de 8

ao Presidente da República: X – 
decretar e executar a intervenção federal” (BRASIL, 1988). No 
decreto devem estar previstos a amplitude, prazo e condições da 
intervenção.
PODER E DIVISÃO DE PODERES
“O conceito de forma de governo relaciona-se à maneira como se dá 
a instituição do poder na sociedade e como se dá a relação entre 
governantes e governados. O intuito do conceito é, portanto, 
estabelecer quem deve exercer o poder e como este se exerce” 
(PAULO; ALEXANDRINO, 2017, p. 88).
A característica formal das repúblicas que mais chama a nossa 
atenção é a necessidade de alternância no poder. Entretanto, não é 
suficiente essa formalidade para que tenhamos uma república em 
seu sentido mais nobre.
PODER E DIVISÃO DE PODERES
A alternância no poder pode ser entendida como a relação direta 
com a democracia. A ação garante a participação das escolhas 
políticas e das decisões dos projetos que podem definir o futuro das 
nações. Dentre as manifestações da democracia: a liberdade de 
expressão, a dignidade humana e o direito de defesa. “O conceito de 
república, hoje, encontra-se irremediavelmente imbricado com o 
princípio democrático e com o princípio da igualdade (ausência de 
privilégios em razão de estirpe)” (PAULO; ALEXANDRINO, 2017, p. 
88). Segundo Dallari (1998, p. 147), "um povo que governar sempre 
bem não necessitará de ser governado [...]. Se existisse um povo de 
deuses, ele se governaria democraticamente. Tão perfeito governo 
não convém aos homens". 
PODER E DIVISÃO DE PODERES
No livro III de A Política, Aristóteles faz a classificação dos governos, 
dizendo que o governo pode caber a um só indivíduo, a um grupo, 
ou a todo o povo. Esclarece que o nome de cidadão só se deveria dar 
com propriedade àqueles que tivessem parte na autoridade 
deliberativa e na autoridade judiciária. Diz, taxativamente, que a 
cidade-modelo não deverá jamais admitir o artesão no número de 
seus cidadãos. A virtude política, que é a sabedoria para mandar e 
obedecer, só pertence àqueles que não têm necessidade de 
trabalhar para viver, não sendo possível praticar a virtude quando se 
leva a vida de artesão ou mercenário (DALLARI, 1998). 
PODER E DIVISÃO DE PODERES
Segundo Bonavides (2001, p. 267), em relação à república e à 
democracia:
Pareto, ao pedir a significação exata do termo "democracia", acaba 
por reconhecer que é ainda mais indeterminado que o termo 
completamente indeterminado religião. Enquanto Bryce, dando a 
mais larga e indecisa amplitude, chega a defini-lo, de modo um tanto 
vago, como a forma de governo na qual “o povo impõe sua vontade 
de todas as questões importantes”.
PODER E DIVISÃO DE PODERES
Já Kelsen, também divagando sobre a democracia, pôs a situação de 
manifesto em uma de suas obras fundamentais. No preâmbulo fez 
ponderada advertência sobre os desacordos pertinentes a esse 
conceito.
Para Kelsen, a democracia é, sobretudo, um caminho: o da 
progressão para a liberdade (BONAVIDES, 2001). A base do conceito 
de Estado Democrático e, consequentemente, a base do conceito de 
princípio democrático é a noção de governo do povo revelado pela 
própria etimologia do termo democracia do grego "demos", povo e 
"kratos", poder. 
PODER E DIVISÃO DE PODERES
Em relação ao princípio da igualdade, a Constituição da República 
Federativa do Brasil aborda, de forma clara, a igualdade formal e a 
material. Quando utiliza a expressão "todos são iguais perante a lei", 
observamos a igualdade formal e a aplicação da lei a todos de forma 
indiscriminada.
Ainda, na Constituição, há a igualdade material, que busca a 
erradicação da pobreza e da marginalização, além da redução das 
desigualdades sociais e regionais. 
PODER E DIVISÃO DE PODERES
Como prevê a Constituição Federativa do Brasil de 1988:
Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia 
Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, 
destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a 
liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade 
e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, 
pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e 
comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução 
pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a 
seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 
(BRASIL, 1988).
PODER E DIVISÃO DE PODERES
"Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, 
garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a 
inviolabilidade do seu direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à 
propriedade" (BRASIL, 1988). Segundo Nery Junior (1999, p. 42), o princípio da 
igualdade pressupõe que as pessoas colocadas em diferentes situações sejam 
tratadas de forma desigual: “Dar tratamento isonômico às partes significa 
tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na exata medida de 
suas desigualdades”. Todos devem ser tratados de forma igual e, diante de 
qualquer situação inconveniente, há um tipo de aplicação. Podemos dar como 
exemplo as regras tributárias das empresas de pequeno porte. Todas essas 
empresas têm o mesmo tratamento, mas as empresas de grande porte não 
podem ter justamente pela aplicação do princípio da igualdade, uma vez que 
estas não são consideradas iguais.
O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
Em suas origens, o conceito de "Estado de Direito" estava ligado 
somente à ideia de limitação do poder, além da sujeição do governo 
a leis gerais e abstratas. Seria o exercício das leis que estão 
disponíveis no intuito de limitar o poder dos governantes. Hoje em 
dia, o Estado de Direito é básico e muito importante para o 
desenvolvimento das sociedades. É dado como fundamento de 
aparelhamento da coletividade politicamente organizada. 
Atualmente, a concepção de "Estado de Direito" é indissociável do 
conceito de "Estado Democrático".
O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
Deve traduzir a ideia de um Estado em que todas as pessoas e todos 
os poderes estão sujeitos “ao império da lei e do Direito. Os poderes 
públicos devem ser exercidos por representantes do povo, visando 
assegurar a todos uma igualdade material (condições materiais 
mínimas necessárias a uma existência digna)” (PAULO; 
ALEXANDRINO, 2017, p. 88). “Não se satisfaz a cidadania enunciada 
com a simples atribuição formal de direitos políticos ativos e 
passivos aos brasileiros que atendam aos requisitos legais” (PAULO; 
ALEXANDRINO, 2017, p. 89). 
O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
É necessário que o poder Público atue, concretamente, a fim de 
incentivar e oferecer condições propícias à efetiva participação 
política dos indivíduos na condução dos negócios do Estado, fazendo 
valer seus direitos, controlando os atos dos órgãos públicos, 
cobrando de seus representantes o cumprimento de compromissos 
assumidos em campanha eleitoral, enfim, assegurando e oferecendo 
condições materiais para a integração irrestrita do indivíduo na 
sociedade política organizada.
O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
O Estado Democrático de Direito pode ser percebido em qualquer 
Estado que tem como objetivo a garantia e respeito das liberdades 
civis. Nesses Estados, o primordial é o respeito pelos direitos 
humanos e pelas garantias fundamentais. Nele todos devem 
respeitar a lei, ou seja, ele vale para todos os tipos de “pessoas”. Isto 
quer dizer que, para que um Estado atinja o objetivo de ser 
considerado um Estado democrático de direito, todos os direitos dos 
cidadãos devem ter proteção jurídica e ser garantidos pelo Estado.
O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
Na mesma linha tem-se a dignidade da pessoa humana como fundamento 
da República Federativa do Brasil, que aproveita o Estado como uma 
organização que tem como centro o ser humano. Pode-se afirmar que essa 
seria a maior razão do Estado brasileiro que não tem seus fundamentos na 
propriedade, em classes, em corporações, em organizações religiosas, 
tampouco no próprio Estado, mas sim na pessoa humana. São

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.