A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
DISCURSIVAS - SAÚDE E PREVIDÊNCIA SOCIAL

Pré-visualização | Página 3 de 3

da reforma sanitária e o redirecionamento do papel do estado. Comente sobre o projeto privatista da saúde que ocorreu nos anos de 1990.gabarito
Resp- o ajuste neoliberal dominou as ações governamentais Na década. Nessa perspectiva, o estado Deixa de ser o responsável direto pelo desenvolvimento sócio-econômico para se tornar protetor e regulador, transferindo ao setor privado atividades que anteriormente eram suas,, garantida apenas o mínimo aos que não podem pagar pelos serviços
..................................................................
Durante o regime militar das ações governamentais foram dominadas pelas tecnocratas civis e militares. Estes tiveram parcela de responsabilidade pelo milagre econômico que marcou o país entre 1968 e 1974 que criou uma falsa ilusão de desenvolvimento Nacional visto que na realidade o poder de compra do salário mínimo foi reduzido tornando ainda mais difícil a vida dos trabalhadores. Assim sendo o tratamento da questão social no período de 64/74 pelo Estado baseou sua intervenção no binômio repressão assistência. Explique esse binômio.gabarito
Resp. Podemos ver que com a criação da política assistencial, burocratizada e modernizado pelo aparato estatal. Visava ciclo com isso o aumento de regulação sobre a sociedade e a legitimação do regime, igual modo serviço de mecanismos de acumulação do capital.
.......................................................
Partindo dos conhecimentos adquiridos na aula 4 Vimos que a dimensão investigativa continua no trabalho do assistente social na saúde o diferencia enquanto profissional. Discorra sobre essa afirmação.gabarito
Resp- vimos dimensão investigativa continuar no trabalho do assistente social na saúde o diferencia, pois combina criticamente instrumentos no levantamento e na leitura de dados com o intuito de produzir análise de conjuntura fornecer respostas criativas e Teoricamente embasadas. A refletir sobre a realidade, o assistente social desenvolve Ações que permitem verificar as necessidades de ampliação e de universalização, compreendendo o direito como um campo que não se esgota na lei, mas como Campo aberto em que novas demandas podem se reconfigurar.
Segundo o material impresso da aula 4, pudemos entender que o Assistente Social ocupa um importante espaço na dinâmica do atual modelo de gestão de saúde, principalmente no campo da informação. Explique porquê.
O assistente social ocupa um importante espaço na dinâmica do atual modelo de gestão de saúde, pelo seu potencial de produção de informação e geração de conhecimentos, percebidos como um capital relevante nesse contexto. A busca pelo “novo”, na direção das demandas dos usuários, marca a inserção definitiva do assistente social na prática da pesquisa dentro das instituições (Sodré, 2010).
A inserção do Serviço Social na esfera da Política de saúde no Brasil se dá na década de 1940. Fale sobre como era essa prática inicial.
A prática inicialmente do Assistente Social era voltada para a triagem socioeconômica dos usuários, tendo como locais de trabalho os hospitais e ambulatórios (SPOSATI, 2013).
A criação do campo da saúde pública relaciona-se à presença e à intervenção do Estado na área. Vemos assim, no material estudado que em u m dado momento ocorre a distinção entre os termos Saúde Pública e Saúde Coletiva. Comente sobre o que cada uma delas se refere.
Saúde Pública se refere às formas de intervenção sanitária e de gestão política e governamental voltadas às necessidades sociais de saúde da população. A saúde coletiva desperta para o fato de que o motor do desenvolvimento das políticas públicas são os movimentos de resistência, e não a modernização proposta por mais industrialização (SODRÉ, 2010,p.461)
Partindo de nossos estudos, podemos entender que a sociedade civil é um espaço de lutas de interesses contraditórios entre setores que representam o capital e o trabalho em busca de hegemonia. Portanto, o Estado incorpora demandas de toda a sociedade e assim sendo, abre-se a possibilidade do Estado ser controlado também por essas classes, ocorrendo então o controle social que pode se efetivar no âmbito das políticas públicas. Com base no material impresso da aula 3, defina o que é controle social.
Entendemos que Controle Social é o termo utilizado para denominar a participação da sociedade na elaboração, implementação e fiscalização das políticas sociais. E m termos de concepção, estes canais institucionais de participação abrem à possibilidade de os setores organizados na sociedade civil que representam os interesses das classes subalternas obterem algum controle sobre as políticas sociais, a depender do seu poder de organização, mobilização, informação e articulação (CORREIA, 2009, p.129)