A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Digitálicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Digitálicos 
Inotrópicos positivos e vasodilatadores 
INTRODUÇÃO  
↳​ Oriundos de plantas do gênero Digitalis  
↳​ Inotrópicos positivos (com discreto efeito 
diurético)  
↳​ Digoxina e digitoxina são os principais 
FARMACOCINÉTICA  
↳​ Índice terapêutico muito estreito  
↳​ Digoxina na forma de comprimidos → 60% de absorção no intestino 
delgado  
↳​ Forma de elixir → 75% a 80% de absorção (diminuir em 20% a dose)  
↳​ Níveis séricos podem ser reduzidos em enteropatas, administração 
após refeições, forma de apresentação… 
FARMACOCINÉTICA  
↳​ Meia-vida de 36 horas  
↳​ Distribuição depende de alguns fatores  
↪​ Hipercalemia (​⬇ ​ absorção da digoxina na fibra miocárdica)  
↪​ Hipocalemia (​⬆ ​ absorção da digoxina na fibra miocárdica e o 
efeito inotrópico)  
↪​ Hipomagnesemia (​⬆ ​ absorção da digoxina na fibra miocárdica 
e o risco de intoxicação) 
MECANISMO DE AÇÃO  
↳​ Inibição da enzima Na+ -K + -ATPase (​⬆ ​ consequente do Ca2+ 
intracelular)  
↳​ ​⬆ ​ Na+ intracelular, o qual é trocado pelo Ca2+ , ​⬆ ​ influxo deste íon  
↳​ Além disso, ​⬆ ​ atividade parassimpática do NSA (nodo sinoatrial) e 
NAV (nodo atrioventricular) → ​⬇ ​ da frequência cardíaca 
 
INDICAÇÕES E EFEITOS COLATERAIS  
↳​ Utilizados em taquiarritmias supraventriculares e disfunção sistólica 
miocárdica  
↳​ Contraindicados em obstruções do fluxo ventricular esquerdo, 
tamponamento cardíaco, taquicardia ventricular e bloqueio 
atrioventricular  
↳​ Dosar níveis séricos de digoxina (3 a 5 dias após início do tratamento; 
6 a 8 horas após a última administração) 
INDICAÇÕES E EFEITOS COLATERAIS  
↳​ Diminuir dose nas seguintes situações o Animais obesos e caquéticos  
↳​ Interação com antiácidos, neomicina  
↳​ Insuficientes renais (excreção renal)  
↳​ Distúrbios eletrolíticos (cuidado com K + )  
↳​ Sinais de intoxicação (êmese, diarreia, anorexia, taquicardia 
ventricular, depressão da consciência)