A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL I

Pré-visualização | Página 1 de 3

Teixeira de Freitas 
2020 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ARI WARLID CARLOS PEREIRA SAMPAIO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SERVIÇO SOCIAL 
 
ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL I 
CARACTERIZAÇÃO SOCIOINSTITUCIONAL 
Teixeira de Freitas 
2020 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL I 
CARACTERIZAÇÃO SOCIOINSTITUCIONAL 
 
Trabalho de Produção Textual apresentado à 
Universidade Pitágoras Unopar, como requisito parcial 
para a obtenção de nota na disciplina: Estágio em 
Serviço Social I. 
 
Coordenadora do Curso: Valquíria Aparecida Caprioli 
Elias Barreiros; 
Supervisora de Campo: Rafaella Mota Ribeiro. 
 
 
ARI WARLID CARLOS PEREIRA SAMPAIO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 3 
1 CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA 
1.1 IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 
O campo de estágio escolhido está localizado na cidade de Lajedão 
– Bahia. A cidade de Lajedão possui 56 anos de emancipação política, apesar de ter 
sido fundada no ano de 1953 só no ano de 1962 foi emancipada politicamente. O 
município fica localizado no Extremo Sul da Bahia, sendo um dos menores 
municípios da Bahia, contando apenas com 3.997 habitantes. Um fato interessante 
sobre o município é que o mesmo conta com uma divisão, onde algumas ruas da 
cidade estão localizadas no estado de Minas Gerais, pertencendo assim à cidade de 
Serra dos Aimorés. 
O estágio em serviço social I foi realizado no Centro de Referência 
de Assistência Social – CRAS, no setor de Benefícios Eventuais. O CRAS é um 
equipamento da Assistência Social e o município de Lajedão possui 01 (um) Centro 
de Referência de Assistência Social – CRAS, que foi fundado em 17 de Janeiro de 
2011, pelo Ministério de Desenvolvimento Social, juntamente com a Gestão 
municipal, que na época tinha como prefeito, Srº Danilo Rodrigues Fraga. A unidade 
do CRAS é a responsável pelos serviços socioassistenciais do Sistema Único de 
Assistência Social – SUAS, nas áreas consideradas vulneráveis e com algum risco 
social no município. 
O CRAS é um órgão que faz parte da estrutura da Secretaria 
Municipal de Assistência Social – SMAS, que foi fundada no ano de 2005, na gestão 
da então prefeita Sr.ª Maria de Lurdes, a Secretaria de Assistência Social tem como 
objetivo atender todas as demandas sociais do município. Na gestão do atual 
prefeito, Srº Humberto Carvalho Cortes, a secretaria está localizada na Rua José 
Lucas Neto, s/n, tendo como Secretária Municipal a Srª Valesca Leles e conta com 
uma estrutura nova, devidamente equipada e prepara a fim de atender da melhor 
forma possível o seu público alvo, que são as famílias mais vulneráveis. 
O setor de Benefícios Eventuais, onde o estágio foi focado, são 
benefícios previstos pela Lei Orgânica de Assistência Social - LOAS e são 
regulamentados e oferecidos pelos municípios e Distrito Federal aos cidadãos e às 
suas famílias que não têm condições de arcar por conta própria com o 
enfrentamento de situações adversas ou que fragilize a manutenção do cidadão e 
sua família. Até o ano de 2018, os benefícios eventuais eram atendidos diretamente 
 4 
pela Secretaria Municipal de Assistência Social, já em 2019 foi integrado a estrutura 
do CRAS, passando então a ser executado pela equipe de referência da unidade. 
 
1.2 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 
O Centro de Referência de Assistência Social- CRAS integra a 
estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Assistência Social, que tem 
como gestora a Srª Valesca Leles, já a gestão do CRAS é de competência da Srª 
Helena Maria de Barros, que ocupa o cargo de Coordenadora da unidade. 
O CRAS é conhecido como a casa da família e porta de entrada da 
Assistência Social, é um espaço onde funcionam os serviços de atendimento 
psicossocial às famílias, tendo como finalidade a Proteção Social Básica, sua missão 
é prevenir que ocorra situações consideradas vulneráveis e de risco social na 
cidade. Seu principal trabalho é o PAIF (Serviço de Proteção e Atendimento Integral 
à Família), dando auxílio e orientações as famílias para prevenir situações de 
vulnerabilidade ou violência. Através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de 
Vínculos, eles buscam reunir pessoas que estão na mesma faixa etária (crianças, 
adolescentes ou idosos) para desenvolver determinadas ações em grupos. 
Também faz parte da estrutura do CRAS o setor de Benefícios 
Eventuais, que conta com uma Assistente Social exclusiva para atendimento do 
público alvo. A lei Municipal nº 433/2014 - Dispõe sobre a regulamentação e critérios 
para a concessão dos benefícios eventuais no âmbito da política pública de 
assistência social e dá outras providências, em virtude de nascimento, morte, 
situação de vulnerabilidade temporária, emergenciais e de calamidade pública. 
São considerados benefícios eventuais: 
1. Benefício auxílio funeral; 
2. Benefício auxílio cesta básica; 
3. Benefício auxílio documentação; 
4. Benefício auxílio viagem; 
5. Benefício auxílio natalidade; 
6. Benefício auxílio moradia. 
Em Lajedão, o CRAS está localizado em uma área de fácil acesso e 
próximo de outras áreas definidas com áreas de vulnerabilidade social, atende 
principalmente a sede do município, mas também toda sua região rural, que compõe 
a extensão demográfica do município. Possui um espaço físico adequado aos os 
 5 
serviços prestados e uma equipe composta de 03 assistentes sociais, 01 psicóloga, 
01 coordenadora, 02 assistentes administrativo, 04 educadores sociais e 01 
motorista, para atender os usuários. 
Abaixo é apresentado o organograma da Secretaria Municipal de 
Assistência Social, que mostra como se organiza sua estrutura organizacional, a 
qual o CRAS faz parte: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Figura: Organograma da Secretaria Municipal de Assistência Social de Lajedão – Bahia. 2018. 
 6 
2 OBJETIVO INSTITUCIONAL 
2.1 NATUREZA DOS PROGRAMAS E PROJETOS 
O CRAS representa a principal estrutura física local para a proteção 
social básica, desempenha papel central no território onde se localiza, possuindo a 
função exclusiva da oferta pública do trabalho social com famílias por meio do 
serviço de Proteção e Atendimento Integral a Famílias (PAIF) e gestão territorial da 
rede socioassistencial de proteção social básica. Tem como objetivo a prevenção de 
situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, o 
fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Seus programas, projetos e 
serviços destinam-se à população em situação de risco e vulnerabilidade social 
decorrente da pobreza, privação e/ou fragilização de vínculos. 
2.2 POLÍTICA SOCIAL 
O CRAS é uma unidade descentralizada que compõe a política de 
Assistência Social, sendo responsável pela organização e oferta dos serviços 
socioassistenciais da Proteção Social Básica do Sistema Único de Assistência Social 
(SUAS). Sua principal atividade é o PAIF (Serviço de Proteção e Atendimento 
Integral à Família), dando auxílio e orientações as famílias para prevenir situações 
de vulnerabilidade ou violência. Através do Serviço de Convivência e Fortalecimento 
de Vínculos, eles buscam reunir pessoas que estão na mesma faixa etária (crianças, 
adolescentes ou idosos) para desenvolver determinadas ações em grupos. 
Programas e projetos desenvolvidos no CRAS: 
• Oferta do serviço PAIF – Serviço de Proteção e Atendimento Integral 
à Família; 
• Serviço de convivência e fortalecimento de vínculos – SCFV 
• Orientações e consultas ao Cadastro Único e Programa Bolsa 
Família; 
• Programa Primeira Infância no SUAS (Criança Feliz); 
• Programa passe livre; 
• Benefícios Eventuais; 
 7 
• BPC – Benefício de Prestação Continuada; 
• Articulação e fortalecimento da rede de Proteção Social Básica local; 
• Prevenção de risco em toda a cidade; 
• Garantir direitos através de encaminhamentos e orientações