A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Vacinas 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

Larissa Leslye Ribeiro – Vacinas - 21/08/2019 
Vacinas – Aula 2 
 
→ Relembrando: a vacina oral da pólio, está sendo trocada pela vacina 
inativada da pólio. 
Pois na VOP o vírus é vivo atenuado/ Já a VIP é um vírus inativado – não é 
eliminada no meio ambiente 
Criança antes recebia: 2 m; 4m; 6m; 15m; 4 a 6 anos se dava a VOP 
Hoje em dia: 2m, 4m, 6m – VIP ; 15 m e 4 a 6 anos VOP 
Vacina que podem ser congeladas: febre amarela, tríplice viral, VOP 
Vacinas que não podem ser congeladas: toxoide tetânico; diftérico; duplo 
adulto; vacina antirrábica 
 
 
→ Uma pessoa que precisa de várias vacinas no mesmo dia, ela pode 
receber todas no mesmo dia, MAS tem algumas exceções → vacina da 
febre amarela: 
• Quando o produto for não vivo de uma vacina e o outro produto da 
vacina é tb, não vivo – vacina da hepatite B e dupla adulto – pode 
fazer no mesmo dia, cada uma em sua via de administração 
• Quando o vírus for atenuado e vivo e a oura vacina não vivo – 
tríplice viral e duplo adulto – podemos fazer também. 
• O problema é quando as duas vacinas são de vírus vivo atenuado. 
Ex: a vacina de febre amarela não pode ser administrada no mesmo 
dia do tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e da tetra viral 
(sarampo, caxumba, rubéola e varicela) 
Para crianças, quando é primo vacinação, JAMAIS devemos fazer tríplice 
viral e febre amarela no mesmo dia. Mas de repente se a mãe esqueceu, 
devemos aguardar o intervalo de trinta dias, administra primeiro a que for 
mais recomendada. 
Para o adulto isso vale também, mas houve um período de 2018 que a 
secretaria de saúde permitiu vacinas febre amarela e tríplice viral pois a 
Larissa Leslye Ribeiro – Vacinas - 21/08/2019 
preocupação na época era a febre amarela. Mas só o adulto poderia 
receber no mesmo dia se não tivesse outro jeito. Mas não é recomendado 
→ PERGUNTAR NA AULA PRÁTICA SE AINDA FAZ EM ADULTO FA E TV NO 
MESMO DIA 
 
VOP – vírus vivo atenuado – isso não vale para ela com nenhuma vacina. 
Elas não precisam de nenhum intervalo mesmo se for com febre amarela, 
já que é um vírus atenuado. 
 
VACINA DA HEPATITE B: quando ela foi introduzida no país só crianças de 
0 a 5 anos poderia tomar, até se estender de 0 até 59. E em 2016 o país 
implantou a vacina para hepatite B em qualquer faixa etária, pois essa 
doença é sexualmente transmissível, e hoje em dia os idosos tem 
aumentado a transmissão do vírus da hepatite B por essa via sexual, 
portanto aumentou-se a cobertura da vacina da hepatite B nessa faixa 
etária. 
 
CALENDÁRIO VACINAL DA CRIANÇA de 0 a 6 anos de 
idade – cai mais 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Larissa Leslye Ribeiro – Vacinas - 21/08/2019 
 
AO NASCER 
 
 
BCG (Bacilo Calmette-Guerin) – previne as formas graves de tuberculose, 
principalmente miliar e meníngea 
• Dose única. 
• É uma vacina LIOFILIZADA com diluente próprio; essa vacina uma 
ampola tem 10 doses. 
• Dose é: 0,1 ml 
• Via de administração é intradérmica (precisa formar uma pápula); 
no braço direito, na inserção inferior do deltóide 
 
CUIDADO: só pode ser aplicada intradérmica, se não for, vai causar 
complicações, pode abrir úlceras; o médico vai até usar 
medicamentos contra a tuberculose 
 
• A BCG é feita pelo Micobacterium boves vivos atenuados (mas na 
vdd o que causa a tuberculose é o Micobacterium tuberculosis). 
• Depois que ela é diluída dá para vacinar 10 crianças, mas essa 
vacina só pode deixar aberta sendo utilizada durante 6 horas, 
passando de seis horas ela deve ser descartada. 
 
• A BCG protege contra tuberculose, só que nesse primeiro ano de 
vida dessa criança a BCG protege principalmente contra dois tipos 
de tuberculose incidentes nessa faixa etária: tuberculose miliar 
(atinge vias hematogênicas) e tuberculose meningoencefálica 
 
Obs: A BCG é utilizada para comunicantes intradomiciliares (que 
convivem) de portadores de Hanseníase. Para proteger contra o bacilo da 
Hanseníase. 
 
Obs2: Ainda tbm é utilizada a BCG oral – usada no tratamento de câncer 
de bexiga. Ele insere a vacina no tumor da bexiga e os bacilos ajudam 
provocar mais imunidade contra as células do tumor. 
 
• Contra-indicações: 
. adiar quando houver afecções dermatológicas extensas no braço 
direito intensas 
 . peso inferior a 2.000g, essas crianças não podem receber a vacina 
Larissa Leslye Ribeiro – Vacinas - 21/08/2019 
• Evolução da reação vacinal: pápula - nódulo no local da aplicação - 
evolui para úlcera e crosta – duração média de 6 a 10 semanas - 
pequena cicatriz 
• Conservação: entre 2 e 8º c – inativa-se quando exposta a raios 
solares diretos - NÃO CONGELA 
 
Obs: É uma ampola é marrom, pois a vacina pode ser inativada na 
presença de raio solares 
 
 
 
 
Hepatite B – 
• Três doses – 0,2 e 6 meses; 
Se a criança é RN: 0,2, 4 e 6m. 
• Primeiras doze horas de nascimento; 
• Essa vacina é feita do antígeno de superfície do vírus B, chamado de 
HBS; pega esse antígeno de superfície HBS purificando e copiando, 
produzindo a vacina; então essa vacina não é o próprio vírus inteiro 
no frasco, é uma cópia; 
• É UMA VACINA DE APLICAÇÃO INTRAMUSCULAR – vasto lateral da 
coxa (em menores de dois anos); em adultos usamos o deltoide 
(não pode ser administrada no glúteo) 
• A dose é 0,5 ml quando for criança 
 
0 a 19 anos 11 meses e 29 dias: 0,5 ml 
20 anos e mais: 1 ml 
 
• CONTRA-INDICAÇÃO: Ocorrência de reação anafilática após dose 
anterior. 
• CONSERVAÇÃO: Entre 2 e 8º C: não deve ser congelada 
 
Algumas pessoas, essas doses dobram- transplantados; renais crônicos 
que fazem hemodiálise e HIV positivos, poois são pessoas vulneráveis aos 
vírus da hepatite B 
 
 
 
 
 
Larissa Leslye Ribeiro – Vacinas - 21/08/2019 
 
 
2 MESES 
 
Pentavalente – 
 
 D; P; T; Hib; HepB (previne: difteria, tétano, coqueluche – componente 
pertusis, hepatite B e infecções por HiB- Haemophilus influenzae do 
sorotipo B) 
 
• Difteria e tétano são feitas por toxóides (toxoide diftérico e toxoide 
tetânico) – feita a partir das toxinas das bactérias 
 
• Coqueluche – componente pertusis – bactéria inativada/morta, só 
que é a célula/bactéria inteira. Esse componente pertusis pode 
causar problemas, algumas crianças após receber a DTP pode ter 
alguns tipos de reações e essas reações são devido o componente 
pertusis. Quando ocorre essas reações e a criança tem que ser 
atendida pelo médico, o médico tem que avisar a mãe que essa 
criança não pode mais receber essa vacina, então ela vai tomar 
outra vacina no lugar da DTP que é a DTPa: 
 
DTPa: acelular, ou seja, não tem a célula inteira da bactéria, só partes 
dela. 
→A gestante tem que tomar na gestação a DTPa em doses para gestantes 
adultas. A gestante está tomando esse componente pertusis pois teve 
surto de coqueluche em RN (antes a preocupação era só o tétano 
neonatal, pois a primeira vacina de tétano que a criança toma é so com 
dois meses de idade). Ela pode receber a partir da vigésima semana 
gestacional. 
 
Hib: não é a bactéria inteira, são partes dessa bactéria, como proteínas, 
polissacarídeos, oligossacarídeo 
 
Hepatite B: antígeno de superfície e (HBS) purificado e copiado 
 
• A via de administração dessa vacina é intramuscular e a dose é 0,5 
ml 
• Essa vacina não se congela e é uma vacina que vem liquida 
• Não pode congelar 
Larissa Leslye Ribeiro – Vacinas - 21/08/2019 
Obs sobre a Hepatite B: as crianças tomam quatro doses (uma quando 
nasce e mais três com a pentavalente), existe um tipo de reação chamada 
púrpura trompocitopênica – se essa reação ocorrer em uma das doses, 
não pode prosseguir mais com a vacina da hepatite B. Esses sintomas são 
relacionados com a vacina atém dois meses de aplicação. 
 
Obs sobre o componente pertusis: crianças com convulsões só podemos 
vacinar a criança se esse quadro estiver estabilizado e com o parecer do 
médico. 
Crianças que apresentaram após uma aplicação anterior de penta, se 
apresentaram: convulsões até 72 hrs que contém esse componente, ela