A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
História da Psiquiatria

Pré-visualização | Página 1 de 1

HISTÓRIA DA 
PSIQUIATRIA 
 
 
ETAPAS DA HISTÓRIA DA 
PSIQUIATRIA BASEADAS EM FRANZ 
ALEXANDER: 
 
ETAPA PRÉ-TÉCNICA: 
• Dá origem da humanidade até séc. VI e V 
a.C. 
• Concepção mágico animista ou 
demológica; 
• A doença é consequência de maus 
espíritos ou de bruxarias; 
• Terapêutica: ritos de invocação de 
espíritos, cantos, danças e fórmulas 
mágicas 
 
 ETAPA PRÉ-CIENTÍFICA: 
• Psiquiatria Grego romana: 
◦ Prevalecia o critério de causas 
somáticas; 
◦ Terapêutica: massagens, dietas, 
sangrias e fricções locais. 
 
• Psiquiatria Medieval e Renascentista: 
◦ 1453-1600: Domínio dos magos, 
exorcistas e perseguidores de bruxas. 
Concepção demológica das doenças. 
◦ 1409: Surgimento do 1º Hospital 
Psiquiátrico da Europa; 
◦ 1567: Surgimento do 1º HP no 
continente americano, no México. 
 
• Psiquiatria Barroca: 
◦ 1600-1740: Os psicóticos 
continuavam encarcerados nos asilos. 
◦ Terapêutica: Sangrias, Purgantes e 
Dietas. 
 
 
 
 
ETAPA CIENTÍFICA: 
• Psiquiatria Ilustrada: 
◦ 1740-1800: A ilustração é um 
movimento das artes, filosofia e 
religião, que influencia a medicina; 
◦ Terapêutica: Imersão, doentes são 
girados até expelir sangue pelos 
orifícios da face. 
 
• Psiquiatria Romântica: 
◦ 1800: Quando inicia-se a Psiquiatria 
Científica, com Pinel; 
◦ A psiquiatria estreita relações com a 
medicina, em busca de causas 
somáticas para as enfermidades 
psíquicas; 
◦ Pinel propõe exercícios físicos e 
trabalhos mecânicos e desacorrenta 
os alienados na França (1973); 
◦ Terapêutica: Duchas, Terapias da Dor 
como o método giratório causando 
náuseas. 
 
• Psiquiatria Positivista: 
◦ Enfermidades psíquicas eram 
enfermidades cerebrais; 
◦ É a época de Wernicke, Kraepelin, 
Jaspers, Freud, Breuler e 
Krestschemer; 
◦ Se impõe a observação e o 
experimento. 
 
• Psiquiatria do século XX: 
◦ 1933: Choque Insulínico (Aplicação 
de insulina até estado torporoso e 
reversão do quadro antes do coma – 
utilizado para os pacientes saírem da 
crise); 
◦ 1938: ECT – Eletroconvulsoterapia 
(Choque elétrico com alta voltagem 
sem anestesia, muitas vezes chegava 
a quebrar os ossos do paciente); 
◦ 1952: Clorpromazina (Antipsicótico 
mais sedativo) 
Priscila Behrens 
Psicopatologia 
◦ 1956: Haloperidol (Antipsicótico 
eficaz, mas tem que ter cuidados 
pelos efeitos extrapiramidais); 
◦ 1957: Imipramina (1º antidepressivo 
usado); 
◦ Década 80 e 90: Antipsicóticos 
atípicos; Boom dos antidepressivos 
◦ 1989 – Projeto de Lei Paulo Delgado 
(Reforma Psiquiátrica) 
 
HISTÓRIA DA PSIQUIATRIA 
BASEADA EM FOUCAULT: 
Livro: História da Loucura 
 
• No século XVII, na Europa Ocidental, a 
loucura substituiu a lepra num espaço 
moral de exclusão; 
• A internação é uma criação institucional 
própria ao século XVII, sendo seu marco, 
o decreto de fundação, em Paris, do 
Hospital Geral, em 1656; 
• No século XVII existiam casas de 
internamento que misturavam 
vagabundos, pobres, marginais, 
desempregados, libertinos, doentes 
venéreos e doentes mentais (todos às 
margens da sociedade), sem qualquer tipo 
de restrição de distanciamento e zonas 
pré-determinadas; 
• As casas de internamento que eram 
considerados como prisão da miséria, 
desaparecem em toda a Europa no 
começo do século XIX e a partir daí, 
nascem os manicômios. 
 
BIRMAN, 1992: 
Livro: Psiquiatria sem Hospício 
 
“Ao mesmo tempo em que o louco tornou-se 
enfermo, com direito à assistência e tratamento, 
sob a proteção do Estado, se autorizou a sua 
exclusão e a destituição dos seus direitos sociais. 
A loucura foi excluída do espaço social por 
representar uma ameaça à ordem social. A 
instituição psiquiátrica e o Estado passaram a 
definir os destinos sociais dos doentes mentais no 
lugar da instituição familiar.” 
 
JACOBINA, 2003: 
 
• O manicômio judiciário é invenção do 
século XIX e iniciou na Inglaterra; 
• No Brasil, a história do manicômio é, 
pelo menos, no primeiro momento, a 
história da própria psiquiatria. 
• O século XIX marca o nascimento da 
psiquiatria no Brasil com a inauguração 
do primeiro Hospício (D. Pedro II), em 
1852. 
 
ORIGEM DOS TERMOS: 
• Manicômio se origina do grego: Mania = 
Loucura e Kómeo = Lugar onde se cuida, 
se trata; 
• Hospício do latim Hospitiu = Lugar onde 
se hospedam ou loucos; 
• Asilo se origina do grego: Ásilos = Casa 
de recolhimento de pobres ou 
desabonados como os mendigos, órfãos, 
loucos, etc. 
 
MANICÔMIO JUDICIÁRIO: 
• É uma instituição ambígua, considerado 
hospício e prisão pois hospeda os doentes 
mentais, mas também é uma prisão pois 
nele também estavam pacientes 
psiquiátricos que cometeram crimes. 
• A Lei Federal de Assistência aos 
Alienados de 01.02.1903, tornava 
obrigatória a construção de manicômios 
criminais nos Estados ou de pavilhões 
específicos para alienados criminosos, 
proibindo a reclusão dos alienados em 
cadeias públicas. O “manicômio criminal” 
só surgiu em 1921 com o Manicômio 
Judiciário do Distrito Federal. 
 
 
 
BAHIA: 
Priscila de A. C. Behrens Transcrição 
Psicopatologia 2020.1 
Priscila de A. C. Behrens Transcrição 
Psicopatologia 2020.1 
• Na Bahia, o pavilhão Manoel Vitorino do 
Hospital Juliano Moreira (antigo 
Hospício São João de Deus-1874), era 
reservado para alienados criminosos e 
psicopatas perigosos; 
• 1967: O Manicômio Judiciário da Bahia 
começou a funcionar em um prédio 
construído desde 1937 para Presídio de 
Segurança Máxima. A partir de 1991: 
Passou a ser chamado de Hospital de 
Custódia e Tratamento. (Rel. de Inspeção 
do HCT/BA, 2003).