A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
APOL 3 - INTRODUÇÃO GERAL À FILOSOFIA

Pré-visualização | Página 2 de 3

de prazer e felicidade. 
 
C É um traço marcante da alienação que o trabalhador não reconheça o mundo objetivo produzido e engendrado pelo 
seu trabalho como o resultado de sua ação no mundo. 
Você acertou! 
Esta é a alternativa correta. A alienação é caracterizada justamente pelo não-reconhecimento do trabalhador naquilo que produz. 
De acordo com o livro-base: “A nova forma de produção imposta pelo capitalismo seria responsável, de certa forma, por afetar 
a visão do trabalhador em relação ao valor do produto do seu esforço. Desse modo, o trabalhador acaba tornando-se incapaz de 
reconhecer esse valor e, por isso, se mantém estagnado e sem perspectiva real de mudança. Essa nova forma de produção é 
vista por ele como uma substituição do ‘homem humano’ pelo ‘homem máquina’. Na função de máquina, o homem repete seu 
esforço diariamente, sem pensar sobre seu trabalho, sem refletir sobre sua condição; há apenas um esforço contínuo e repetitivo 
[...]” (livro-base, p. 203). 
 
D Segundo Marx, o homem que tem consciência de sua situação alienada, assim como o trabalhado, também tem 
consciência que é explorado. 
 
E Para o teórico alemão, Karl Marx toda a riqueza da produzida pelo trabalhado voltam em benefícios para o 
proletariado. 
 
Questão 6/10 - Introdução Geral à Filosofia 
Leia o excerto de texto: 
“Apesar de ser um exagero de dúvidas, convém lembrar que todos os sentidos podem nos enganar, porque 
o que vemos pode não ser exatamente o que é; da mesma maneira, o que escutamos pode não ser 
exatamente aquilo que foi dito e assim por diante”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SILVA, Roseane Almeida. Caminhos da filosofia. Curitiba: InterSaberes, 2017. p. 185. 
Considerando o excerto de texto e os conteúdos do livro-base Caminhos da filosofia sobre 
Descartes, assinale a alternativa correta: 
Nota: 10.0 
 
A O pensamento cartesiano é baseado no idealismo. 
 
B Para Descartes, o único responsável pelo pensamento são as sensações. 
 
C Descartes valoriza os sentidos em detrimento da racionalidade. 
 
D Para Descartes, se penso é porque existo. 
Você acertou! 
Esta é a alternativa correta. De acordo com o livro-base: "Ora, se pensamos é porque existimos. Essa conclusão leva Descartes a 
sua máxima: 'penso, logo existo' ('cogito, ergo, sum'). Se não podemos duvidar que pensamos, então nosso pensamento, nossa 
razão, nossa racionalidade é o que devemos seguir, seguramente. Esse é o cogito cartesiano [...]" (livro-base, p. 185). 
 
E O racionalismo de Descartes não se trata do pensamento em si. 
 
Questão 7/10 - Introdução Geral à Filosofia 
Leia a passagem de texto: 
“Além do convívio com Platão e de ter compreendido as teorias de diversos filósofos de seu período e mesmo 
antecessores, Aristóteles também teve grande participação na atividade política”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SILVA, Roseane Almeida. Caminhos da filosofia. Curitiba: InterSaberes, 2017. p. 162. 
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Caminhos da Filosofia sobre 
Aristóteles, assinale a alternativa correta: 
Nota: 0.0 
 
A Aristóteles foi um filósofo sem sucesso, que viveu à sombra de Platão. 
 
B Esse filósofo não se aprofundou em metafísica. 
 
C A metafísica para Aristóteles era inútil. 
 
D A filosofia de Aristóteles pode ser resumida em metafísica. 
Esta é a alternativa correta. De acordo com o livro-base: "[...] se quiséssemos resumir rapidamente a filosofia do último dos 
filósofos clássicos, essa palavra seria metafísica" (livro-base, p. 164). 
 
E Aristóteles vem antes de Platão e exerce influência sobre ele. 
 
Questão 8/10 - Introdução Geral à Filosofia 
Leia o fragmento de texto 
“Um dos tópicos mais importantes d filosofia e que gera polêmica no âmbito filosófico é sem dúvida a 
delimitação da sua própria definição. Muitos são os conceitos e pontos de vista”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SILVA, Roseane Almeida. Caminhos da filosofia. Curitiba: InterSaberes, 2017. p. 71. p. 64. 
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Caminhos da filosofia sobre 
epistemologia, assinale a alternativa correta: 
Nota: 10.0 
 
A A epistemologia tem duas linhas de raciocínio, a idealista e a existencialista. 
 
B A epistemologia tem duas linhas de raciocínio: moralista e religiosa. 
 
C A epistemologia tem duas linhas de raciocínio, a empirista e a racionalista. 
Você acertou! 
Esta é a alternativa correta. De acordo com o livro-base: “Assim, a epistemologia tem duas linhas de raciocínio: empirista e 
racionalista" (livro-base, p. 66). 
 
D Epistemologia nada tem a ver com filosofia da ciência e as duas nunca se confundem. 
 
E Epistemologia é uma disciplina desnecessária, pois não discute coisas importantes sobre filosofia. 
 
Questão 9/10 - Introdução Geral à Filosofia 
Leia a passagem de texto: 
“A idade média foi o período que se estendeu de 476 d. C. até 1453. Essa época foi caracterizada pela 
economia rural, que era formada pelos feudos. A sociedade era dividida, [...] em três níveis: 1) Clero; 2) 
Nobreza; 3) servos”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SILVA, Roseane Almeida. Caminhos da filosofia. Curitiba: InterSaberes, 2017. p. 169 
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Caminhos da Filosofia sobre 
Agostinho, assinale a alternativa correta: 
Nota: 0.0 
 
A Agostinho, desde o início de sua vida, era religioso e boa pessoa. 
 
B Agostinho era maniqueísta e não cristão. 
 
C Para Agostinho, o homem pode receber o conhecimento apenas de Deus. 
Esta é a alternativa correta. De acordo com o livro-base: "Agostinho demonstra que somente de Deus o homem pode receber o 
conhecimento, como em um evento de iluminação" (livro-base, p. 174). 
 
D A teoria da iluminação é da idade média, mas não é de Agostinho 
 
E Para Agostinho, o homem é capaz de pensar por si só e sem Deus. 
 
Questão 10/10 - Introdução Geral à Filosofia 
Leia o fragmento de texto: 
“O pensamento de Karl Marx está fundamentado no conceito de práxis, palavra de origem no latim, que, na 
linha marxista, significa 'teoria aliada à prática'”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SILVA, Roseane Almeida. Caminhos da filosofia. Curitiba: InterSaberes, 2017. p. 200. 
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Caminhos da filosofia sobre o 
pensamento e a filosofia de Marx, é correto afirmar que: 
Nota: 0.0 
 
A Para Marx, o materialismo dialético é constituído pela interação entre a base social e as superestruturas que essa base 
engendra. 
Esta é a alternativa correta. De acordo com o livro-base: "'Marx, de fato, preocupou-se muito mais em transformar o mundo do 
que interpretá-lo'. Essa postura também se insere no conceito de materialismo histórico proposto pelo filósofo alemão. Marx 
acreditava que as condições materiais da sociedade eram determinantes para a o curso da história. [...] Assim, as forças materiais 
de uma sociedade, que são as forças econômicas, sociais e políticas, são as únicas capazes de provar quaisquer mudanças nessa 
sociedade e, consequentemente, mudanças na história. Marx chamou de bases da sociedade a essas forças materiais. A 
economia, a organização social e a política sustentam, portanto, toda a condição de vida da sociedade: sua forma de pensar, sua 
religião, sua arte, entre outros elementos. A esses fatores Marx chamou de superestruturas. Há uma relação entre a base e a 
superestrutura, que precisam se comunicar para alcançar seus objetivos. Há também uma tensão, pois é necessário que a base 
continue permitindo a sustentação da superestrutura em uma relação dialética. Nesse sentido, Marx percebe as mudanças na 
história como precedentes de um materialismo dialético (livro-base, p. 201). 
 
B O materialismo histórico