A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
APOL OBJETIVA - LIBERDADE E FILOSOFIA

Pré-visualização | Página 2 de 2

pelos estoicos. 
Nota: 0.0 
 
A A morte era ser vista como algo ligado à fantasia. 
 
B A morte era vista como absurdo da existência. 
 
C A morte era exercitada cotidianamente. 
Comentário: “No entanto, para os filósofos estoicos, a morte por ser uma fatalidade, deve ser ‘exercitada cotidianamente', deve ser vista como algo sempre 
eminente que pode ocorrer a qualquer instante”. (Livro-Base, p. 43). 
 
D A morte só existe para os que não tem fé. 
 
E A morte não existe 
 
Questão 8/10 - Liberdade e Filosofia - Eletiva IX 
Leia o fragmento do texto: 
“É bem verdade que na nossa vida, não podemos fazer tudo aquilo que gostaríamos. Mas devemos fazer 
tudo aquilo que depende de nós, para aproveitarmos ao máximo o tempo que ainda nos resta”. 
Após esta avaliação caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em FERREIRA, Alexandre de Oliveira. Liberdade e filosofia, da antiguidade a Kant. Curitiba, Intersaberes, 2013. p. 44. 
Considerando o fragmento do texto e os conteúdos do livro-base: Liberdade e Filosofia, como a questão 
do destino era vista pelos estoicos? 
Nota: 0.0 
 
A O destino é igual para todos os homens. 
 
B O destino não existe. 
 
C O destino existe para alguns. 
 
D O destino é eu que faço. 
 
E Lidar com aquilo que não podemos controlar. 
Comentário: “Devemos ser fortes o suficiente para lidar com aquilo que não podemos controlar. Para os estóicos, itens como emprego, cargos políticos, alguns 
acontecimentos sociais, guerras, etc., não dependem 100% de nossas ações, sendo, em partes obras do destino”. (Texto-Base, p. 44). 
 
Dimensão de Bloom: Lembrar (C); Receptividade (A) 
 
Questão 9/10 - Liberdade e Filosofia - Eletiva IX 
Considere o fragmento a seguir: 
“Não devemos confundir a dialética platônica com os conceitos de dialética de Hegel e Marx”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FERREIRA, Alexandre de Oliveira. Liberdade e filosofia: da antiguidade a Kant. Curitiba: InterSaberes, 2013. p.15. 
Conforme o fragmento do texto e os conteúdos do livro-base Liberdade e filosofia: da antiguidade a 
Kant, o método dialético de Platão também pode ser chamado de: 
Nota: 0.0 
 
A Método analítico. 
 
B Método dialógico. 
Comentário: Esta é alternativa correta: "Dialética significa, aqui, 'diálogo'; logo, o método dialético de Platão pode também ser denominado método dialógico". 
(livro-base, p.15). 
Dimensão de Bloom: Lembrar (C); Receptividade (A) 
 
C Método sociológico. 
 
D Método argumentativo. 
 
E Método sincrético. 
 
Questão 10/10 - Liberdade e Filosofia - Eletiva IX 
Leia o fragmento do texto: 
 
“Com a descoberta do cogito, Descartes opera um deslocamento fundamental na noção de sujeito”. 
Após esta avaliação caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em FERREIRA, Alexandre de Oliveira. Liberdade e filosofia, da antiguidade a Kant. Curitiba, Intersaberes, 2013. p. 58. 
Considerando o fragmento do texto e os conteúdos do livro-base: Liberdade e Filosofia, assinale a 
alternativa que apresenta corretamente a noção de sujeito em Descartes. 
Nota: 10.0 
 
A Designa o homem como puro pensamento. 
Você acertou! 
Comentário: “A partir de Descartes, a noção de sujeito passa a designar apenas o homem como puro pensamento”. (Texto-Base, p. 58). 
Dimensão de Bloom: Lembrar (C); Receptividade (A) 
 
B Designa o homem como lobo do homem. 
 
C Designa o homem como capital e trabalho. 
 
D Designa o homem como contrato social. 
 
E Designa o homem com sua anatomia.

Acesse esse e outros materiais grátis

Ao se conectar, você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade.

Já tem cadastro?