A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Atividade A3- gestão em serviços de saúde

Pré-visualização | Página 1 de 1

Pergunta:
“Os hospitais são sistemas complexos, constituídos de diferentes áreas que interagem e servem de suporte ao atendimento de pacientes e clientes internos. A UTI é subsistema dentro do hospital, podendo ser considerado um dos setores de maior complexidade da organização. Apresenta-se como cliente de várias áreas e presta serviços para médicos do corpo clínico e externos, centro cirúrgico, pronto atendimento, setores de internação incluindo maternidades, tendo como cliente externo mais importante o paciente, clinico e/ou cirúrgico. O mapeamento de processos se torna fundamental na análise de valor gerado ao cliente”.
FERNANDES, H. S. et al. Gestão em terapia intensiva: conceitos e inovações. Rev Bras Clin Med. São Paulo, v. 9, n. 2, p. 129-137, 2011. Disponível em: http://files.bvs.br/upload/S/1679-1010/2011/v9n2/a1829.pdf. Acesso em: 16 jun. 2020.
Considerando essas informações e os conteúdos estudados escolha um hospital, geral ou especializado, e descreva as principais interações entre as áreas de enfermagem e faturamento. Você pode utilizar como fonte de informações estudos publicados, websites das instituições, entre outros. Você pode descrever as atividades principais de cada área e depois mostrar como as atividades de uma delas afeta a outra. Se a instituição escolhida for muito complexa, você selecionar uma especialidade dentro desses setores.
Resposta:
De acordo com o tema abordado na Unidade 3 do programa, a área de enfermagem hoje é responsável pelo faturamento do hospital, isto é, fechamento das contas, auditoria das contas, envio da cobrança das contas para operadora, paciente e envio das glosas. É o setor que pega as informações dos prontuários feito pelo médico e o transforma em uma informação financeira.
Englobando de quantos dias o paciente ficou no hospital, os honorários médicos, o uso de equipamentos como gases, taxas, se utilizou do serviço de apoio e diagnóstico terapêutico, quais foram os materiais e medicamentos, se fez uso de uma OPME e etc...
É importante ter essas informações feitas de uma maneira precisa, pois para ser cobrado a fatura a operadora do plano de saúde ou para o SUS saber o quanto aquele hospital público está gastando naquela região, tem que ser detalhado de forma minuciosa para o repasse da verba pública e privada ser feito. 
Desta forma também, o hospital consegue se organizar de maneira a atender a demanda e de entender aonde deve ser alocado médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e etc, para fazer um trabalho competente. 
No SUS as AIH- Autorização de Internação Hospitalar- são utilizadas para a fazer o faturamento utilizando a tabela que o próprio SUS fornece, e com os códigos de tais procedimentos da tabela irão compor os valores a serem recebidos.
Para que não haja divergência na auditoria interna como a externa o enfermeiro escolhido para auditar as contas deverá fazer de uma maneira correta, para que não haja perdas nos custos e que as informações sejam precisas, para que o hospital não seja prejudicado e o atendimento continue com o mesmo patamar de qualidade e infraestrutura. 
Referências Bibliográficas:
file:///Users/anacarolinamach/Downloads/234419-114417-1-PB.pdf
https://cmtecnologia.com.br/blog/faturamento-hospitalar/
https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672013000200016
https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/enfermagem/atividades-do-enfermeiro-auditor/11281
https://www.ceen.com.br/as-6-especialidades-em-enfermagem-mais-buscadas-em-hospitais/