A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Apostila Gestão do Conhecimento III

Pré-visualização | Página 1 de 4

Gestão do Conhecimento
Material Teórico
Responsável pelo Conteúdo:
Prof. Dr. Antonio Carlos da Fonseca Bragança Pinheiro
Revisão Textual:
Prof.ª Dr.ª Selma Aparecida Cesarin
Inteligência Competitiva em Organizações do Século XXI
• Introdução;
• Processo de Inteligência Competitiva;
• Gestão de Pessoas para a Inteligência Competitiva Organizacional;
• Gestão e Retenção do Capital Intelectual Organizacional;
• Vantagens Competitivas com Capital Humano Organizacional.
• Apresentar a importância do comportamento das pessoas nas Empresas para obter 
vantagens competitivas;
• Conceituar a Inteligência Competitiva nas organizações, citando o macroambiente e 
o microambiente de negócios;
• Apresentar o processo de Inteligência Competitiva para a criação da cultura organizacional;
• Apresentar a gestão de pessoas para a Inteligência Competitiva organizacional, 
mostrando o processo de aprendizagem organizacional e as atividades do Departa-
mento de recursos humanos para a retenção do capital intelectual organizacional e 
obtenção de vantagens competitivas com o capital humano organizacional.
OBJETIVOS DE APRENDIZADO
Inteligência Competitiva em 
Organizações do Século XXI
Orientações de estudo
Para que o conteúdo desta Disciplina seja bem 
aproveitado e haja maior aplicabilidade na sua 
formação acadêmica e atuação profissional, siga 
algumas recomendações básicas: 
Assim:
Organize seus estudos de maneira que passem a fazer parte 
da sua rotina. Por exemplo, você poderá determinar um dia e 
horário fixos como seu “momento do estudo”;
Procure se alimentar e se hidratar quando for estudar; lembre-se de que uma 
alimentação saudável pode proporcionar melhor aproveitamento do estudo;
No material de cada Unidade, há leituras indicadas e, entre elas, artigos científicos, livros, vídeos e 
sites para aprofundar os conhecimentos adquiridos ao longo da Unidade. Além disso, você tam-
bém encontrará sugestões de conteúdo extra no item Material Complementar, que ampliarão 
sua interpretação e auxiliarão no pleno entendimento dos temas abordados;
Após o contato com o conteúdo proposto, participe dos debates mediados em fóruns de discus-
são, pois irão auxiliar a verificar o quanto você absorveu de conhecimento, além de propiciar o 
contato com seus colegas e tutores, o que se apresenta como rico espaço de troca de ideias e 
de aprendizagem.
Organize seus estudos de maneira que passem a fazer parte 
Mantenha o foco! 
Evite se distrair com 
as redes sociais.
Mantenha o foco! 
Evite se distrair com 
as redes sociais.
Determine um 
horário fixo 
para estudar.
Aproveite as 
indicações 
de Material 
Complementar.
Procure se alimentar e se hidratar quando for estudar; lembre-se de que uma 
Não se esqueça 
de se alimentar 
e de se manter 
hidratado.
Aproveite as 
Conserve seu 
material e local de 
estudos sempre 
organizados.
Procure manter 
contato com seus 
colegas e tutores 
para trocar ideias! 
Isso amplia a 
aprendizagem.
Seja original! 
Nunca plagie 
trabalhos.
UNIDADE Inteligência Competitiva em Organizações do Século XXI
Introdução
Em ambientes globalizados, com alta competição organizacional, é estratégi-
co saber quais são os fatores intervenientes no comportamento das pessoas nas 
Empresas, para que possam ser adequadamente compreendidos e, se possível, 
previstos e potencializados, para obter vantagens competitivas (Figura 1).
Figura 1 – Comportamento de pessoas e vantagens competitivas
Fonte: Acervo do Conteudista
A Inteligência Competitiva (IC) é o processo que investiga o ambiente em que 
a Empresa está inserida, com o propósito de descobrir oportunidades e reduzir 
riscos, bem como diagnosticar o ambiente interno organizacional, visando ao es-
tabelecimento de estratégias de ação em curto, médio e longo prazos (Figura 2).
Figura 2 – Inteligência Competitiva
Fonte: Acervo do Conteudista
A Inteligência Competitiva é associada à ideia de processo contínuo. Sua com-
plexidade está relacionada ao estabelecimento de relações e conexões, de forma a 
gerar a capacidade de conhecer, compreender e aprender das Organizações. Essa 
8
9
condição gera a Inteligência Competitiva, que cria estratégias para atuar em cená-
rios futuros, possibilitando mais segurança e assertividade ao processo decisório.
Para que ocorra o processo de Inteligência Competitiva de forma adequada, as 
Organizações devem estar atualizadas em relação às informações referentes aos 
seus ambientes externo (macroambiente) e interno (microambiente) de negócios.
O macroambiente de negócios é o ambiente em que as Empresas não têm domínio 
sobre seu comportamento, sendo composto por:
• Ambiente Econômico – Está relacionado às características econômicas (cotação 
de moedas, Bolsa de Valores etc.);
• Ambiente Político Legal – Está relacionado à legislação existente nos ambientes 
de negócios (leis, tributação etc.);
• Ambiente Sócio Cultural – está relacionado aos hábitos da população (costumes, 
Religião etc.);
• Ambiente Natural – Está relacionado à natureza (clima, catástrofes naturais etc.);
• Ambiente Tecnológico – está relacionado à Tecnologia existente (computadores, 
transportes, Internet, televisão, telefonia etc.);
• Ambiente Demográfico – Está relacionado às características da população de 
determinada região (idade, ocupação, sexo, densidade, natalidade etc.).
O microambiente de negócios é o ambiente em que as Empresas têm domínio 
sobre seu comportamento, sendo constituído por seus ambientes interno e externo.
Ambiente interno
• Setores da Empresa (Produção, Financeiro, Comercial, Recursos Humanos, 
Administração etc.);
• Produtos.
Ambiente externo
• Púbico;
• Clientes;
• Fornecedores;
• Intermediários;
• Concorrentes.
Por isso os gerentes devem ter informações precisas e atuais de seus negócios 
de maneira formal e sistemática (Figura 3).
9
UNIDADE Inteligência Competitiva em Organizações do Século XXI
Figura 3 – Informações gerenciais
Fonte: Acervo do Conteudista
Processo de Inteligência Competitiva
A Inteligência Competitiva (IC) é utilizada nos ambientes corporativos com a inten-
ção de identificar oportunidades e reduzir riscos. Por meio do processo da Inteligência 
Competitiva, as Empresas conhecem melhor os ambientes interno e externo de seus 
negócios, possibilitando o estabelecimento de ações estratégias. 
O Processo de Inteligência Competitiva Organizacional (ICO) é estruturado 
continuamente a partir de dados, informações e conhecimentos diversos:
• Dados – São de simples observação. São facilmente estruturados e quantificados;
• Informações – São relevantes e têm algum propósito. Precisam ter consenso 
em relação a seus significados;
• Conhecimentos – São informações relevantes. São frequentemente tácitos, 
com difícil estruturação e transferência. O conhecimento é um recurso estra-
tégico organizacional intangível; por isso, tem como maior característica sua 
complexidade. Quanto mais for utilizado e compartilhado, mais possibilitará a 
geração de novos conhecimentos. 
Em ambientes de negócios globalizados, em rápidas e constantes transformações, 
a demanda crescente necessita de novas e criativas opiniões que sejam capazes de 
auxiliar as Empresas nas tomadas de decisões. Essa realidade presente nos ambientes 
de negócios foi um dos fatores que mais influenciou o reconhecimento da importân-
cia das atividades da Inteligência Competitiva (IC).
10
11
Por meio da Inteligência Competitiva (IC), as Empresas realizam a verificação da 
validade dos dados, informações e conhecimentos associados a itens como, por exem-
plo, confiabilidade, confidencialidade, consistência, obsolescência e utilidade (Figura 4).
Figura 4 – Validação de dados, informações e conhecimentos
Fonte: Acervo do Conteudista
Nem todos os dados, informações e conhecimentos obtidos do Mercado, ou inter-
namente, são importantes para serem incorporados e gerar Inteligência Competitiva. 
Para isso, é necessário que cada Organização preste atenção a seus objetivos de ne-
gócios