A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
doença hemorroidária - hemorroidas

Pré-visualização | Página 3 de 3

que não aguenta procedimento no consultório ou que tomam anticoagulantes 
• Paciente com hemorroidas externas: 
✓ Sintomática e refratária a outros tratamentos 
✓ Hemorroida grande ou grave 
• Hemorroida mista grave 
• Paciente com hemorroidas internas: 
✓ Hemorroidas internas prolongadas que podem ser reduzidas manualmente (Grau III), principalmente 
se mais de uma coluna estiver envolvida 
✓ Hemorroidas internas prolongadas e encarceradas (Grau IV) 
✓ Hemorroidas internas sintomáticas refratária a outros tratamentos 
• Pacientes que farão cirurgia anorretal por outra comorbidade, podem fazer a hemorroidectomia 
concomitante 
− HEMORROIDECTOMIA EXTERNA 
• As hemorroidas externas trombosadas são melhor tratadas com excisão de hemorroidas, em vez de incisão 
e evacuação simples do coágulo, uma abordagem que geralmente deve ser evitada 
− HEMORROIDECTOMIA INTERNA 
• A hemorroidectomia convencional extirpa o tecido hemorroida com um bisturi ou eletrocautério 
• Pode-se fazer grampeamento e ligação da artéria hemorroida 
 
− A cirurgia pode ocorrer na técnica de Milligan-Morgan ou Ferguson 
− Na cirurgia de Milligan-Morgan, se deixa a incisão aberta 
• A lesão fecha por segunda intenção 
− Na de Fergunson, se dá um ponto para fechar a incisão 
• Aqui se facilita a cicatrização e melhora o pós-operatório 
• A complicação é que pode ocorrer estenose cicatricial, diminuindo muito a qualidade de vida 
− A incontinência fecal é um risco, ao se lesar a musculatura ou fibras nervosas da região 
 
 
9 
 
 
− Referências: Resumos do Sanar Flix e Livro de Cirurgia do Sabiston