A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Avaliação Psicológica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação 
Psicológica 
Especificação 
Classificação simples 
O exame compara a amostra de comportamento do examinado com 
os resultados de outros sujeitos da população, com condições demo-
gráficas equivalentes. Os resultados são quantitativos. 
Descrição 
Ultrapassa a classificação simples, pois interpreta diferentes esco-
res, identificando forças e fraquezas e descrevendo o desempe-
nho do paciente. Ex.: avaliação neuropsicológica. 
Classificação nosológica 
Hipóteses iniciais são testadas, com critérios diagnósticos. Resulta-
dos do exame descritivo, da história clínica e da história pessoal 
permitem atender ao objetivo de classificação nosológica. A con-
tribuição da classificação nosológica, além de facilitar a comunica-
ção entre profissionais, contribui com o levantamento de dados epi-
demiológico de uma comunidade. 
Diagnóstico Diferencial 
São investigadas irregularidades ou inconsistências do quadro sin-
tomático, para diferenciar alternativas diagnósticas, níveis de fun-
cionamento ou à natureza da patologia. O psicólogo investiga irregu-
laridades e inconsistências do quadro sintomático e/ou dos resultados 
dos testes para diferenciar categorias nosológicas e nível de funcio-
namento. 
Avaliação Compreensiva 
É determinado o nível de funcionamento da personalidade são exa-
minadas as funções do ego em especial a de insight, condições do 
sistema de defesa, para facilitar a indicação de recursos terapêuticos 
e prever a possível resposta aos mesmos. Envolve algum tipo de 
classificação, já que a determinação do nível de funcionamento é 
especialmente importante para a indicação terapêutica. 
Entendimento Dinâmico 
Permite chegar a explicações de aspectos comportamentais, a an-
tecipação de fontes de dificuldades na terapia e à definição de 
focos terapêuticos. Pode ser considerado como uma forma de avali-
ação compreensiva, já que enfoca a personalidade de maneira global, 
mas pressupõe um nível mais elevado de inferência clínica. 
Prevenção 
Procura identificar precocemente, avaliar riscos, fazer uma esti-
mativa de força fraquezas do ego, e sua capacidade para enfrentar 
situações novas, difíceis, estressantes. Não pressuposto maior pro-
fundidade no levantamento de certos indícios de possível patologia, 
apenas para dar fundamentação ao desenvolvimento de programas 
preventivos, com grupos maiores. 
Prognóstico 
Determina o curso provável do caso. Depende fundamentalmente 
da classificação nosológica. Pode avaliar condições que possam ter 
influência no curso do transtorno. 
Perícia Forense 
Fornece subsídios para questões sobre insanidade, competência 
para o exercício como cidadão. 
Msc. Elisangela Cordts Longo Dainez

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.