A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Aula03MetabolismodaFrutoseecontrolehormonal

Pré-visualização | Página 1 de 2

05/02/2021
1
O que nós iremos aprender ao 
longo desse curso
• Descomplicar, apredender, desmistificar e prescrever
carboidratos com mais segurança e resultados na dieta dos
nossos pacientes
• Avisos importantes:
• Acesso às aulas e materiais pdf
• Acesso ao certificado
O que nós iremos discutir na aula 
de hoje?
• O que é a galactose e como funciona o seu metabolismo
• Metabolismo da frutose e o seu papel na síndrome metabólica
• Como funciona o controle hormonal da glicose
05/02/2021
2
Metabolismo da galactose
• A galactose e a glicose
apresentam os mesmos átomos
organizados de forma diferentes
• A galactose é ingerida ligada à
glicose na lactose que, por ação
da lactase intestinal, sofre
hidrólise
• De forma geral, a galactose
absorvida é rapidamente
convertida em glicose no fígado
DAVID L. NELSON, MICHAEL M. COX L. Princípios de bioquímica de Lehninger. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.
Metabolismo da galactose
• É relativamente simples
• 1º passo – A galactose recebe um
fosfato no carbono 1 com gasto
de ATP formando a galactose-1-
fosfato
• 2º passo – Ligação de uma
molécula de UDP vinda da UDP-
glicose (aquela mesma da
glicogênese) formando UDP-
galactose
• 3º passo – Conversão de UDP-
galactose em UDP glicose
Galactosemia
• Condição caracterizada pela incapacidade do organismo de
metabolizar a galactose em glicose
• Acúmulo de galactose e formação de compostos tóxicos
05/02/2021
3
E a frutose, professor?
Por que existe tanto terrorismo 
relacionado a frutose?
Existe relação entre o consumo 
excessivo de frutose e doenças 
metabólicas?
Nutrition (2010), vol. 26, pp. 1044-1049
05/02/2021
4
Antes de extrapolar, vamos 
refletir!
• Será que o problema é da frutose em si ou do excesso da
ingestão?
• Será que a frutose, em qualquer quantidade, pode representar
risco à saúde?
• Ai vem a grande questão: Como eu faço para responder essas
duas perguntas com segurança?
Estudando o 
metabolismo da frutose!
O que é a frutose
• Assim como a galactose, a frutose também apresenta os
mesmos átomos da glicose, só que organizados de formas
diferentes
• Na alimentação pode ser encontrada em sua forma livre ou
ligada a glicose formando a sacarose
05/02/2021
5
Metabolismo da frutose
• Após absorção, a frutose é
rapidamente captada pelo fígado
(GLUT2)
• Fosforilação (F1P) e depois quebra
em duas moléculas com 3
carbonos cada
• Gliceraldeído, dihidroxiacetona-P
e gliceraldeído3-P
DAVID L. NELSON, MICHAEL M. COX L. Princípios de bioquímica de Lehninger. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.
Destinos da frutose no 
hepatócido
• Possíveis caminhos:
• A maior parte das trioses são
convertidas em glicose
• Podem ser utilizadas para a
geração de ATP
• Podem ser convertidas em
lactato e liberadas na
corrente sanguínea
• Pode ser usada para a síntese
de ácidos graxos e glicerol
nos hepatócitos
J Clin Invest. 2018;128(2):545–555.
Então quer dizer que nem 
toda a frutose ingerida 
gera gordura?
05/02/2021
6
Parando para analisar...
• Os caminhos metabólicos da frutose no hepatócito são os
mesmos da glicose
• Gerar a própria glicose em si
• Piruvato e depois energia
• Piruvato e depois lactato
• Piruvato  Acetil coA  Gorduras
Mas por que esse terrorismo em 
cima da frutose?
• O estado metabólico celular e o estado energético regulam
rigidamente glicólise (via PFK), que limita o fluxo glicolítico
hepático
• O metabolismo da frutose não sofre regulação pela PFK,
gerando trioses de forma irrestrita
• Substratos aumentados para todas as vias do metabolismo
central de carbono
• Glicólise, glicogênese, gliconeogênese, lipogênese e fosforilação
oxidativa
Metabolic effects of fructose and the worldwide increase in obesity." Physiological reviews90.1 (2010): 23-46.
Metabolismo hepático da frutose
• Além da não regulação
pela PFK
• A frutoquinase apresenta
um baixo Km e não é
regulada pelo ATP ou
citrato (feedback
negativo)
• Fluxo desregulado de
carbonos para a síntese
hepática de AGs
Frutose e a Síndrome Metabólica: Monografia: Fructose and the Metabolic Syndrome." (2010).
05/02/2021
7
Visão geral da síntese de ácidos 
graxos no hepatócito a partir de 
monossacarídeos
Oxaloacetato
Citrato
ATP
ATP
ATP
ATP
ATP
ATP
ATP
Insulina
Via das pentoses
A
m
in
o
ác
id
o
s
Resumindo...
• Tanto a glicose como a frutose podem ser convertidas em
gorduras
• Mas, o controle sobre a frutose é menor
• Quanto mais frutose, mais gorduras serão produzidas numa taxa
superior ao excesso de glicose
Quanto de frutose seria em 
excesso?
• Uma dieta rica em frutose é aquela que apresenta mais de 25%
do valor calórico proveniente de frutose
• Média de 100 a 125g de frutose/dia
• Até 50g/dia a literatura não mostra prejuízos metabólicos
• Entre 50 a 100g os resultados são controversos
The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism 100.6 (2015): 2434-2442.
05/02/2021
8
Quantidade média de frutose 
nas frutas
Além do mais, precisamos 
considerar isso...
• Os prejuízos do consumo excessivo estão relacionados a
alimentos industrializados, ricos em frutose adicionada e dentro
de um contexto alimentar inadequado
• Quais os riscos (ou o quanto seria arriscado) de consumir frutose
em excesso das frutas (ou de alimentos in natura) considerando
que esses alimentos, além da frutose, apresentam nutrientes e
compostos associados a redução do stress oxidativo e de
marcadores inflamatórios quadros característicos da esteatose
hepática e síndrome metabólica decorrente do excesso de
frutose?
E o papel do exercício físico?
05/02/2021
9
Existem estudos associando 
positivamente o consumo de 
frutas ou suco de frutas a 
doenças?
• Resumindo a conclusão
• A ingestão de frutas e vegetais foi associada à redução do
risco de doença cardiovascular, câncer e mortalidade por
todas as causas.
• Esses resultados apoiam as recomendações de saúde
pública para aumentar o consumo de frutas e vegetais
para a prevenção de doenças cardiovasculares, câncer e
mortalidade prematura.
• Pontos chaves
• Embora uma alta ingestão de frutas e verduras tenha sido recomendada
para a prevenção de doenças, ainda restam dúvidas em relação às
quantidades e tipos de frutas e vegetais mais fortemente associados.
• Nesta meta-análise de 95 estudos (142 publicações), foram observadas
reduções no risco de doença cardiovasculares e mortalidade por todas
as causas até uma ingestão de 800g/dia de frutas e vegetais
combinados, enquanto para câncer nenhuma redução adicional foi
observada acima de 600 g/dia.
• Associações inversas foram observadas entre a ingestão de maçãs,
peras, frutas cítricas, vegetais de folhas verdes/saladas e vegetais
crucíferos e doenças cardiovasculares e mortalidade, e entre vegetais
verde-amarelos e vegetais crucíferos e risco total de câncer.
• Estima-se que 5,6 e 7,8 milhões de mortes em todo o mundo em 2013
podem ser atribuídas a uma ingestão de frutas e vegetais abaixo de 500
e 800 g/dia, respectivamente, se as associações observadas forem
causais.
05/02/2021
10
• Coletivamente, os dados apresentados nesta revisão sugerem
que os potenciais marcadores de prevenção de doenças
relacionadas com o consumo de suco de fruta puro como parte
de uma dieta balanceada, SÃO MELHORADOS.
• No entanto, ensaios clínicos bem controlados e com poder
adequado para demonstrar resultados claros são fundamentais
para o avanço da compreensão da sua relação com a saúde.
Pontos importantes
• De fato a ingestão excessiva de frutose (NÃO DE FRUTAS OU
SUCO DE FRUTAS) associada a um ambiente hipercalórico pode
estar associada a distúrbios metabólicos
• Suco de frutas/frutas in natura não apresentam apenas frutose,
por isso os resultados dos estudos que avaliaram frutose isolada
ou bebidas adicionadas de frutose não podem,
necessariamente, ser extrapolados para esse grupo alimentar
• O risco maior para a população é a baixa ingestão atual de frutas
• Orientar a redução de consumo de frutas e/ou suco de frutas in
natura baseado no metabolismo isolado da frutose é um
DESSERVIÇO À