A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Conformidade normativa

Pré-visualização | Página 1 de 1

Conformidade normativa 
Em geral, o conceito de conformidade significa conformidade 
com um padrão, como uma especificação, política, padrão ou lei. 
A conformidade descreve o objetivo que as organizações 
aspiram em seus esforços para garantir que conheçam e tomem 
medidas para cumprir as leis, políticas e regulamentos relevantes. 
 
Devido ao número crescente de regulamentações e à 
necessidade de transparência operacional, as organizações estão 
adotando cada vez mais o uso de conjuntos consolidados e 
harmonizados de controles de conformidade. Essa abordagem é 
usada para garantir que todos os requisitos de governança 
necessários possam ser atendidos sem duplicação desnecessária 
de atividades de esforço e recursos. 
O Compliance assenta no conceito de “cultura corporativa de 
compliance” e consiste num mecanismo ou procedimento de 
prevenção de não conformidades, irregularidades ou infrações 
nas organizações. 
O compliance não se reduz à mera adoção formal de um código 
de ética ou de boas práticas, mas deve ser implementado como 
um processo ou mecanismo composto pela elaboração de um 
mapa ou diagnóstico de risco, um código de boas práticas 
publicado e aceito por todos os membros. 
Um canal de reclamações para alertar sobre qualquer não 
conformidade, um responsável pela conformidade supervisionar 
o bom funcionamento do sistema, verificar e responder às 
reclamações e à formação inicial e contínua de toda a 
organização sobre o funcionamento, implicações e 
consequências do sistema de compliance. 
A vantagem de uma organização que adota mecanismos 
eficientes de compliance é a possibilidade de utilizá-los como 
mitigadores ou exoneradores de responsabilidade penal, 
administrativa e até civil. 
Muitas seguradoras têm exigido a implementação de sistemas de 
compliance em suas apólices para empresas, administradores e 
executivos