A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Implantação/Nidação - Semana 1 e 2 do Desenvolvimento Embrionário

Pré-visualização | Página 1 de 1

IMPLANTAÇÃO/NIDAÇÃO
● conexão superficial do blastocisto na parede uterina
● normalmente ocorre no endométrio da região superior do corpo do útero
● + frequente na parede posterior do que na parede anterior do útero
● DIA 6: blastocisto se adere frouxamente ao endométrio normalmente adjacente ao polo embrionário:
adjacente ao embrioblasto DIA 20 CICLO DE 28 DIAS -------- trofoblasto se prolifera rapidamente
● à medida que o blastocisto se implanta ele orienta o embrioblasto em direção ao endométrio
● DIA 7: blastocisto fortemente aderido ao endométrio --- ampliação glândulas uterinas --- angiogênese
no endométrio
● AINDA DIA 7: hipoblasto: camada de células, parte do disco bilaminar aparece na superfície do
embrioblasto voltada para a cavidade blastocística
● AINDA DIA 7: diferenciação trofoblasto em sinciciotrofoblasto + citotrofoblasto
● sinciciotrofoblasto: camada externa de massa protoplasmática multinucleada sem limite celular
● citotrofoblasto: camada interna mitoticamente ativa --- forma novas células que migram para o
crescente sinciciotrofoblasto onde se fundem e perdem suas membranas celulares
● AINDA DIA 7: sinciciotrofoblasto adentra o tec conj endometrial + provoca a erosão do tecido
endometrial --- blastocisto começa a se implantar mais firmemente no endométrio
● FIM PRIMEIRA SEMANA: blastocisto superficialmente implantado na camada compacta do
endométrio --- obtém sua nutrição dos tecidos maternos erodidos
● implantação ocorre entre dia 6 e 10 após ovulação e fecundação
● DIA 8-9: geração de lacunas no sinciciotrofoblasto
● embriotrofo: fluido dos espaços lacunares --- mistura de sangue materno dos capilares endometriais
rompidos + restos celular das glândulas uterinas
● AINDA DIA 8-9: hCG produzido pelo sinciciotrofoblasto entra na circulação sanguínea materna pelas
lacunas; mantém a atividade hormonal do corpo lúteo no ovário durante a gestação
● DIA 10: blastocisto secreta enzimas penetra o endométrio + concepto: embrião e membranas
completamente implantado no endométrio uterino ------ totalmente circundados pelo endométrio
● prolongamentos digitiformes do sinciciotrofoblasto se estendem pelo epitélio endometrial e invadem o
tecido conjuntivo
● expansão sinciciotrofoblasto altamente invasivo e erosivo pelo polo embrionário --- produção enzimas
que erodem os tecidos maternos --- possibilidade de implantação do blastocisto no endométrio
● células endometriais: controlam a profundidade da penetração do sinciciotrofoblasto --- sofrem
apoptose facilitando a invasão
● mecanismos moleculares da implantação: sincronização entre o blastocisto invasor e um endométrio
receptivo
● microvilosidades das células endometriais + moléculas de adesão celular (integrinas) + citocinas +
prostaglandinas + hCG + progesterona + fatores de crescimento + enzimas da MEC +
metaloproteinases de matriz + proteína quinase A = papel de tornar o endométrio mais receptivo
● AINDA DIA 10: falha superficial no epitélio endometrial logo fechada por um tampão: coágulo
sanguíneo fibrinoso
● DIA 10-11: formação da rede lacunar pela fusão de lacunas adjacentes --- aparência esponjosa ao
sinciciotrofoblasto
● DIA 11-12: o sinciciotrofoblasto provoca a erosão dos vasos sanguíneos endometriais --- sangue
materno entra e sai da rede lacunar --- surgimento da circulação uteroplacentária primitiva
● circulação uteroplacentária primitiva: sangue materno oxigenado flui para rede lacunar através das
artérias endometriais espiraladas --- O2 + substâncias nutritivas passam para o embrião --- sangue
pouco oxigenado é removido das lacunas pelas veias endometriais
● as redes lacunares, principalmente ao redor do polo embrionário, são os primórdios dos espaços
intervilosos da placenta
● capilares endometriais ao redor do embrião implantado dilatam --- formação sinusóides maternos
(influência estrogênio + progesterona)
● o trofoblasto absorve o fluido nutritivo proveniente da rede lacunar, que é transferido para o embrião
● DIA 12-13: falha do epitélio endometrial reparada --- epitélio quase totalmente regenerado recobre o
tampão --- ação AMPc + progesterona
● DIA 13-14: desenvolvimento vilosidades coriônicas: vilosidades que florescem na placenta a partir dos
córion, membrana extra-embrionária que existe durante a gravidez e que forma a parede externa dos
blastocisto, de forma a permitir o máximo de área de contacto com o sangue materno durante uma
gravidez primárias
reação decidual
● ocorre com a implantação do concepto --- endométrio agora conhecido como decídua
● reação decidual: transformações das células do tec conj endometrial --- função de fornecer nutrientes
para o embrião + local imunologicamente privilegiado pro concepto
● influência progesterona: acúmulo de glicogênio + lipídios no citoplasma --- células incham + aspecto
poliédrico ------ esses depósitos fornecerão a nutrição para o embrião em desenvolvimento enquanto a
placenta: conexão materno-fetal está se desenvolvendo
● influência estrogênio + progesterona: diferenciação em células deciduais --- proporcionam ambiente
favorável para a nutrição do embrião + criam camada especializada que facilita a separação da
placenta da parede uterina ao término da gravidez
● algumas células deciduais se degeneram nas proximidades do sinciciotrofoblasto invasor ---
sinciciotrofoblasto capta essas células que servem como uma rica fonte de nutrientes para o embrião
● decídua basal: entre embrião e estrato basal do útero --- fornece glicogênio + lipídios para o
embrião/feto em desenvolvimento ---- se torna parte da placenta no futuro
● decídua capsular: entre o embrião e a cavidade uterina
● decídua parietal: endométrio modificado remanescente que reveste as áreas não envolvidas do
restante do útero
● com aumento do embrião/feto decídua capsular se projeta para a cav uterina e funde com parietal
● 27 SEMANAS: a decídua capsular degenera e desaparece