A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Suporte Básico de Vida

Pré-visualização | Página 1 de 1

Suporte
Básico 
de Vida
Discentes: Arthur Albuquerque, Emilly Gomes, Gabriela Gusmão,
Gabrielle Elvira, Inessa Barros, Lavínia Lamenha, Louise Nunes, Lucas
de Jesus, Marília Araújo, Paloma Mikaely, Tiago Peixoto, Wedson
Silveira.
O OBJETIVO DESSE TRABALHO É APLICAR
OS CONHECIMENTOS DO SBV A PARTIR DE
UM CASO CLÍNICO.
Objetivo:
Você está trabalhando no departamento de
Urgência/Emergência e é chamado para examinar uma
criança de 10 anos de idade com dificuldade para
respirar 10-15 minutos após se alimentar. 
CASO CLÍNICO 
Procedimentos
a serem
seguidos:
Avaliação de Segurança;
Avalição Primária;
Avaliação Secundária;
Avaliação de Responsividade;
Avaliação de Segurança
Avaliação feita do ambiente que será desenvolvido
à prática bem como os acompanhantes;
Utilização dos equipamentos de proteção
individual;
Avaliação de Responsividade
Avalia quanto o paciente se mantém
responsivo;
Manteve-se responsivo e acordado.
Avaliação Primária
Identificar riscos e condições imediato à morte.
Avaliação das vias aéreas.
Avaliação da ventilação.
Avaliação do estado circulatório.
A partir das avaliações foram identificadas as
seguintes informações sobre o paciente :
Estridor inspiratório.
Avaliação Primária
Avaliação Primária
Esforço inspiratório, com retrações supra-esternais
profundas, batimentos de asa de nariz. AR: aeração
fraca na ausculta. 
Avaliação Primária
Pulso periférico aparentemente acelerado, tempos
de enchimento capilar de 2''. Pele pálida. 
Nesse momento será realizada a entrevisa
SAMPLA para corroborar com o diagnóstico e o
tratamento.
Avaliação Secundária
S-
A-
M-
P-
L-
A-
Sinais vitais
Alergias
Medicação
Passado médico
Líquidos
Ambientes do evento
 
FR: 30 ipm
FC: 130bpm
PA: 115/75mmHg
T: 37,5°C
SAT O2: 90% em ar ambiente
Glicemia: capilar: 91 
Sinais vitais
A-
M-
P-
L-
A-
Alergia a amendoim.
Nenhuma medicação.
Anteriormente saudável. 
Líquidos, além de um doce oferecido
pelo vizinho.
Em casa, minutos após a ingestão do
doce oferecido pelo vizinho.
 
Não havia presença de corpos estranhos.
O paciente apresentava um quadro de obstrução de
vias aéreas superiores.
Edema de glote.
Conclusões 
Oferta de O2 logo após a verificação da ausência de
corpo estranho nas vias respiratórias.
Realizar a administração de medicamentos, a fim de
interromper a obstrução.
Verbalizar a preparação de uma intubação.
Conduções
Sinais vitais
FR: 30 ipm
FC: 130 bpm
PA: 115/75mmHg
T: 37,5°C
SAT O2: 90% em ar ambiente
Glicemia: capilar: 91 
Referências
PROTOCOLO SUPORTE BÁSICO DE VIDA - MINISTÉRIO DA SAÚDE. Disponível
em:http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolo_suporte_basico_vi
da.pdf 
American Heart Association. Suporte Básico de vida. Manual do Profissional.
Versão em português. AHA [Internet]. 2015. Disponível
em:https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5003552/mod_resource/conten
t/1/SBV%20-%20Suporte%20Basico%20de%20Vida%20-
%20Manual%20do%20Profissional-1.pdf
Suporte
Básico 
de Vida
Discentes: Arthur Albuquerque, Emilly Gomes, Gabriela Gusmão,
Gabrielle Elvira, Inessa Barros, Lavínia Lamenha, Louise Nunes, Lucas
de Jesus, Marília Araújo, Paloma Mikaely, Tiago Peixoto, Wedson
Silveira.