A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
N1 - MECANISMOS DE AGRESSÃO E DEFESA

Pré-visualização | Página 1 de 2

N1 – MECANISMOS DE AGRESSÃO E DEFESA
	Conhecida há séculos pela ciência, a microbiota tem recebido cada vez mais atenção de pesquisadores devido ao recente desenvolvimento de metodologias de análise e sequenciamento genético que permitem medir a quantidade, qualidade e função desse ambiente ecológico formado por 100 trilhões de microrganismos, principalmente bactérias, de mais de 3 mil espécies. Muitas pesquisas permitiram associar diferentes assinaturas microbiológicas a muitos estados de saúde e de doença, com destaque para diversas enfermidades sistêmicas, entre as quais síndrome metabólica, obesidade, doenças autoimunes e até mesmo transtornos mentais, como ansiedade, depressão e autismo.
Sabendo que existe uma série de eventos que alteram nossa microbiota, defina e diferencie microbiota suplementar (residente) e a microbiota transitória:
Resposta:	
A microbiota residente é constituída por alguns microrganismos que estabelecem uma relação harmônica com nosso organismo. São encontrados frequentemente em determinadas áreas e em condições normais não causam doenças. Por exemplo, a bactéria da espécie Escherichia Coli, que é encontrada no intestino delgado. 
Já a microbiota transitória são microrganismos provenientes do ambiente, que habitam a pele e superfícies mucosas e permanecem por determinado tempo, que pode ser algumas horas ou semanas. Essa microbiota é passível de remoção, como por exemplo, quando fazemos a assepsia das mãos.
Em relação a morfologia bacteriana e suas características, marque a opção correta:
I - Espirilos: Forma de hélice, saca-rolha ou espiralar. Ex: Gonorréia
II - Bastonetes ou bacilos: Bastonetes longos ou curtos com extremidade reta ou de ponta arredondada, ou ainda curvos. Ex: Tuberculose.
III - Estreptococos: vários cocos dispostos em cadeia, similar a um cordão de pérolas.
IV - Estafilococos: Cocos agrupados de forma única, semelhante ao formato de um cacho de uvas (divisão em poucos planos).
V - Sarcinas: Grupos de 8 espirilos unidos, de forma semelhante a um cubo (divisão em 3 planos).
		Resposta Selecionada:
	 
As opções I, IV e V estão incorretas.
	Respostas:
	 
As opções I, IV e V estão incorretas.
	
	As opções I, IV e V estão corretas.
	
	Todas estão incorretas.
	
	As opções II, III e V estão corretas.
	
	Todas estão corretas.	
	
Os vírus não possuem um aparato enzimático suficiente para a replicação, necessitando, assim, da maquinaria celular para completar o seu ciclo replicativo, o que o torna um parasita intracelular obrigatório. Sua fragilidade “aparente”, por ser estritamente dependente da célula, é descartada pela capacidade de controle e redirecionamento do metabolismo celular para o seu próprio benefício. 
Apesar da baixa complexidade estrutural, pode causar grandes danos à célula hospedeira, mesmo apresentando morfologicamente apenas o material genético, um capsídeo e, em alguns vírus, um envelope.
Os vírus são organismos obrigatoriamente parasitas, uma vez que só se reproduzem quando no interior de seus hospedeiros. 
Sobre os vírus, é correto afirmar que:
		Resposta Selecionada:
	 
são seres simples e acelulares, que não possuem núcleo, são formados simplesmente por uma cápsula proteica que envolve o ácido nucleico DNA ou RNA e capazes de se reproduzir somente pela invasão das células.
	Respostas:
	 
são seres simples e acelulares, que não possuem núcleo, são formados simplesmente por uma cápsula proteica que envolve o ácido nucleico DNA ou RNA e capazes de se reproduzir somente pela invasão das células.
	
	apresentam características fundamentais dos seres vivos: estrutura celular, reprodução e mutação. 
	
	são seres maiores que as bactérias, pois não atravessam filtros que permitem a passagem de bactérias. 
	
	são todos parasitas animais, pois não atacam células vegetais.
	
	são capazes de se reproduzir de forma autônoma.
	As doenças transmitidas por vetores são causadas por patógenos e parasitas em populações humanas. Todos os anos há mais de um bilhão de casos e mais de um milhão de mortes por doenças transmitidas por vetores mundialmente, como malária, dengue, esquistossomose, tripanossomíase africana, leishmaniose, doença de Chagas, febre amarela ente outras.
Fatos principais:
*Doenças transmitidas por vetores são responsáveis por mais de 17% de todas as doenças infecciosas, causando mais de um milhão de mortes anualmente.
*Mais de 2,5 bilhão de pessoas em mais de 100 países estão em risco de contrair dengue.
*A malária causa mais de 600 mil mortes por ano em todo o mundo, a maioria delas em crianças menores de cinco anos.
*Outras doenças como a doença de Chagas, leishmaniose e esquistossomose afeta centenas de milhões de pessoas no mundo.
*Muitas dessas doenças são evitáveis através de medidas de proteção informadas.
Fonte: http://www.rets.epsjv.fiocruz.br/doencas-transmitidas-por-vetores. Acesso em: 29/03/2021
Nesse contexto, os termos vetores e agentes etiológicos são bastante utilizados quando se trata sobre doenças. Entretanto, apesar de seu uso frequente, muitas pessoas confundem os dois termos. 
Sobre esse assunto, assinale a alternativa correta:
		Resposta Selecionada:
	 
O vetor serve de veículo para o agente etiológico que é o organismo causador da doença.
	Respostas:
	 
O vetor serve de veículo para o agente etiológico que é o organismo causador da doença.
	
	A AIDS é transmitida pela picada de um mosquito, ou seja, necessita de um vetor para ser transmitida.
	
	Agente etiológico diz respeito ao agente vetor causador da doença.
	
	Os vetores são os cauadores das doenças.
	
	Quando uma doença é transmitida por agentes vetores, é possível que a transmissão seja realizada de uma pessoa para outra.
	A designação de fungos engloba uma grande variedade de organismos que apresentam um talo unicelular e pluricelular, com um núcleo celular, e sem clorofila, a sua alimentação heterotrófica é do tipo saprófita ou parasita. É característica a presença de filamentos celulares chamados hifas, cujo conjunto constitui uma espécie de tecido próprio dos fungos, o micélio. A membrana celular dos fungos é formada na maioria dos casos, por quitina, e em outros, por celulose.
Os fungos são organismos importantes na cadeia alimentar, pois, juntamente a bactérias, são responsáveis pelo processo de decomposição. 
Algumas espécies nutrem-se de matéria orgânica morta, sendo chamadas de: 
		Resposta Selecionada:
	 
Sapróbios, isto é, eles vivem na matéria orgânica em decomposição. Muitos fungos são economicamente importantes para o homem como destruidores de alimentos estocados e outros materiais orgânicos
	Respostas:
	 
Sapróbios, isto é, eles vivem na matéria orgânica em decomposição. Muitos fungos são economicamente importantes para o homem como destruidores de alimentos estocados e outros materiais orgânicos
	
	Parasitas, isto é, eles vivem na matéria orgânica em decomposição. Muitos fungos são economicamente importantes para o homem como destruidores de alimentos estocados e outros materiais orgânicos
	
	Autótrofos, isto é, eles vivem na matéria orgânica em decomposição. Muitos fungos são economicamente importantes para o homem como destruidores de alimentos estocados e outros materiais orgânicos
	
	Comensais, isto é, eles vivem na matéria orgânica em decomposição. Muitos fungos são economicamente importantes para o homem como destruidores de alimentos estocados e outros materiais orgânicos
	
	Patogênicos, isto é, eles vivem na matéria orgânica em decomposição. Muitos fungos são economicamente importantes para o homem como destruidores de alimentos estocados e outros materiais orgânicos.
	O corpo de um fungo multicelular é formado por filamentos que recebem o nome de 1. O conjunto desses filamentos forma o 2 , que constitui o corpo do fungo, entretanto essa estrutura não é considerada um tecido verdadeiro. Marque a alternativa que indica corretamente os nomes indicadas pelos números 1 e 2. 
		Resposta Selecionada:
	 
1 hifas; 2 micélio. 
	Respostas:
	 
1 hifas; 2 micélio. 
	
	1 micélio; 2 hifas