A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
ANTIBIOTICOTERAPIA

Pré-visualização | Página 4 de 8

esteja bem compreendida para 
facilitar o entendimento dessa etapa. 
Lembrem-se sempre dos mecanismos de ação de cada classe para facilitar a compreensão da 
indicação de uso de cada fármaco. Serão explanados aqui também a forma de tratamento de 5 
infecções graves bastante frequente nos ambulatórios: Tuberculose, Infecções do Trato Urinário, 
Meningite, Pneumonia Adquirida na Comunidade e Sífilis. 
 
Aula 12 – Princípios da Antibioticoterapia 
Parte 2 
 
Fabiana de Abreu Getulino, Nathalia Campos Palmeira, Eduardo Gauze Alexandrino – LACCAD/FURG 
 
PENICILINAS: 
PENICILINA G BENZATINA (Benzetacil) 
Características Gerais: 
- Administração: Intramuscular 
(IM); 
- Meia vida longa: 
aproximadamente 20 dias; 
- Uso em infecções prolongadas e 
profilaxias; 
- Penetração ruim no SNC; 
- Segura na gestação e lactação. 
Cobertura: 
Estrepto e Enterococos, Neisseria 
(meningococo), Anaeróbios e outros 
(Treponema pallidum); Não cobre 
Estáfilos. 
Aplicação Prática: 
- Tratamento para Sífilis; 
- Profilaxia para Febre reumática 
secundária à faringoamigdalites de 
repetição por S. pyogenis; 
- Profilaxia para Endocardite por S. 
viridans. 
PENICILINA G CRISTALINA 
Características Gerais: 
- Administração: Intravenosa (IV); 
- Meia vida mais curta: 
aproximadamente 4-6 horas. 
- Uso em infecções agudas e graves; 
- Boa penetração no SNC; 
- Segura na gestação e lactação. 
Cobertura: 
Estrepto e Enterococos, Neisseria 
(meningococo), Anaeróbios e outros 
(Treponema pallidum); Não cobre 
Estáfilos. 
Aplicação Prática: 
- Infecções por: S. pneumoniae 
(IVAS, PAC e meningites); S. 
pyogenis (piodermites e 
faringoamigdalites); S. agalactie 
(meningite e sepse do RN); S. 
viridans (endocardite). 
OXACILINA 
Características Gerais: 
- Administração: via parenteral; 
- Segura na gestação e lactação. 
Cobertura: 
Estafilococos (MSSA- 
Sthaphylococcus aureus Sensível à 
Meticilina/Oxacilina) 
Aplicação Prática: 
- Infecções de pele e partes moles, 
abcessos, pneumonias 
estafilocócicas. 
AMINOPENICILINAS: 
AMOXICILINA; AMPICILINA 
Características Gerais: 
- Administração: Via oral (VO) ou 
IV; 
- Cruzam a BHE inflamada; 
- Segura na gestação e lactação. 
Cobertura: 
Estreptococos, Enterococos, 
Listeria, Neisseria (meningococo), 
Hemófilos. 
 
Aplicação Prática: 
- S. pneumoniae: IVAS 
(rinossinusite, otite), PAC, 
meningite do RN; S. pyogenis: 
piodermites e faringoamigdalites; S. 
agalactie: meningite e sepse do RN; 
S. viridans: endocardite 
PENICILINAS DE AMPLO ESPECTRO: 
PIPERACILINA; CARBENICILINA; TICARCILINA 
Características Gerais: 
- Administração: IV; 
- Uso intra-hospitalar; 
Cobertura: 
Pseudomonas, Enterobactérias, 
Proteus 
Aplicação Prática: 
- Infecções graves por bactérias 
sensíveis gram negativas, como 
sepse, pneumonias, infecções intra-
abdominais. 
AMOXICILINA - CLAVULANATO (Clavulin) 
Características Gerais: 
- Administração: VO ou IV; 
Cobertura: 
MSSA, Estreptococos, Enterococos, 
Hemófilos, Neisserias 
Aplicação Prática: 
- Sinusite, IVAS, Pé diabético 
infectado, mordedura de animais 
AMPICILINA - SULBACTAM 
Características Gerais: 
- Administração: VO ou IV; 
Cobertura: 
Idem ao Clavulin + Boa cobertura p/ 
Acinetobacter. 
Aplicação Prática: 
Idem ao Clavulin 
PIPERACILINA - TAZOBACTAM (Tazocin) 
Características Gerais: 
- Administração: IV; 
 
Cobertura: 
Enterobactérias e Pseudomonas 
Aplicação Prática: 
- Infecções intra-abdominais por 
cepas produtoras de beta-lactamases 
 
CLASSES DE ANTIBIÓTICOS, SEUS REPRESENTANTES E CARACTERÍSTICAS: 
 
Fabiana de Abreu Getulino, Nathalia Campos Palmeira, Eduardo Gauze Alexandrino – LACCAD/FURG 
CEFALOSPORINAS: 
CEFALOSPORINAS DE 1ª GERAÇÃO: 
CEFALEXINA; CEFADROXILA; CEFAZOLINA; CAFALOTINA 
Características Gerais: 
- Administração: VO e IV; 
- Penetração ruim no SNC; 
- Não costumam ser usadas em 
infecções graves; 
Cobertura: 
Gram positivos: Estáfilos e 
Enterococos comunitários. 
Aplicação Prática: 
- Infecções de pele e partes moles, 
ósseas e de articulações; 
- Profilaxias cirúrgicas; 
- Infecções por S. pneumoniae; S. 
pyogenis; S. agalactiae; S. viridans; 
CEFALOSPORINAS DE 2ª GERAÇÃO: 
CEFACLOR; CEFOXITINA; CEFUROXIMA 
Características Gerais: 
- Administração: VO, IV, IM 
- Apenas a Cefuroxima costuma 
ter boa penetração em SNC. 
 
Cobertura: 
Anaeróbios e com espectro 
ampliado para gram negativos, 
principalmente Hemófilos e 
Enterobactérias. Atividade limitada 
contra gram positivos. 
 
Aplicação prática: 
- Infecções por anaeróbios, 
hemófilos e enterobactérias 
comunitárias; 
- Profilaxias cirúrgicas; 
CEFALOSPORINAS DE 3ª GERAÇÃO: 
CEFTAZIDIMA; CEFTRIAXONE (Rocefin); CEFOTAXIMA 
Características Gerais: 
- Administração: IV, IM 
 
Cobertura: 
Expandem o espectro contra gram 
negativos e perdem atividade contra 
os Estafilococos e anaeróbios. 
Cobrem: Enterobactérias, Neisserias 
(meningococo e gonococo), 
Estreptococos, Pseudomonas. 
* Com ação anti-pseudomonas: 
Ceftazidima; 
* Sem ação anti-pseudomonas: 
Ceftriaxone; Cefotaxima; 
Aplicação Prática: 
- Neisseria (gonococo) / Gonorreia 
pode ser tratada com Ceftriaxone; 
- PAC por S. pneumoniae pode ser 
tratada com Ceftriaxone; 
- Infecções por Estreptococos e 
Enterobactérias pode - se tratar com 
Ceftriaxone; 
- Infecções por Pseudomonas, tratar 
com a Ceftazidima. 
CEFALOSPORINAS DE 4ª GERAÇÃO: 
CEFEPIME 
Características Gerais: 
- Administração: IV 
- Cruzam a BHE 
- Trata - se de um antibiótico 
“pesado”. Deve - se avaliar e fazer 
seu uso de forma restrita nos casos 
de maior necessidade. 
Cobertura: 
Excelente atividade contra gram 
negativos; Boa atividade contra 
Gram positivos; Não possui 
atividade significativa contra 
germes anaeróbios 
Aplicação Prática: 
- Uso preferencial em infecções 
hospitalares graves; 
- Uso em infecções hospitalares 
como: pneumonias nosocomiais, 
infecções por MSSA, neutropenia 
febril. 
CEFALOSPORINAS DE 5ª GERAÇÃO: 
CEFTAROLINA; CEFTOBPROLE 
Características Gerais: 
- Administração: IV 
- São fármacos novos. A 
Ceftarolina é a única disponível 
no Brasil e ainda com custo 
elevado. 
Cobertura: 
MRSA; Enterococos; Sem ação 
contra anaeróbios; Ceftarolina não 
tem ação contra Pseudomonas. 
Aplicação Prática: 
- Indicados para tratar germes mais 
resistentes e graves; 
 
 
SNC- Sistema nervoso central 
IVAS – Infecção das vias aéreas superiores 
PAC – Pneumonia adquirida na comunidade 
RN- Recém nascido 
BHE – Barreira hematoencefálica 
MSSA – Staphylococcus aureus suscetível à meticilina 
MRSA - Staphylococcus aureus resistente à meticilina 
 
 
Fabiana de Abreu Getulino, Nathalia Campos Palmeira, Eduardo Gauze Alexandrino – LACCAD/FURG 
MONOBACTÂMICOS 
ASTREONAM 
Características Gerais: 
- Administração IV e IM 
- Beta-lactâmico monocíclico 
Cobertura: 
Sua atividade é restrita às bactérias 
gram-positivas. 
Aplicação Prática: 
- Alternativa para pacientes 
alérgicos a outros beta- lactâmicos. 
 
 
 
CARBAPENÊMICOS: 
 
IMIPENÉM 
Características Gerais: 
- A administração: IV 
- É comercializado associado à 
Cilastatina - (pois essa associação 
aumenta a biodisponibilidade 
plasmática do Imipeném, além de 
agregar efeito nefroprotetor). 
- Uso é restrito e controlado: o 
Imipeném, assim como os outros da 
classe, deve ser usado nos casos de 
infecções por germes resistentes; 
- Não tem boa penetração no SNC; 
Cobertura: 
Possui espectro extremamente 
amplo, podendo ser utilizado contra 
microrganismos gram positivos, 
gram negativos e anaeróbios. 
Aplicação Prática: 
- Infecções nosocomiais por 
organismos multirresistentes; 
- Tratamento empírico de pacientes 
previamente tratados com múltiplos 
antibiótico; 
- Infecções polimicrobianas; 
- Infecções intra-abdominais e de 
partes moles;