A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Manual de orientação_ produção de pôster para salão de iniciação científica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Manual de orientação: produção de pôster para salão de iniciação científica.
Gabriela Medeiros Araújo
Monitora da disciplina de Metodologia de Pesquisa 2020/01
Caros colegas,
Me chamo Gabriela e atualmente sou monitora de vocês na disciplina de
Metodologia da Pesquisa 2020/01, conforme conversado em aula.
Por meio deste documento venho trazer dicas para produção de pôster para salões
de iniciação científica com base na experiência que tive no ano passado no IX Salão de
Iniciação Científica da FMP, na qual fiquei na primeira colocação na linha de pesquisas de
Tutelas a Efetivação de Direitos Públicos Incondicionados.
Irei explicar sobre como utilizei as informações do edital para a produção do pôster e
disponibilizarei o boletim de avaliação do mesmo.
Como vocês sabem, assim como vocês sou aluna e não possuo domínio sobre a
área da pesquisa (inclusive, na minha avaliação é possível identificar que não fiquei com
nota máxima), contudo, deixo aqui meu relato para tentar auxiliar vocês na medida do
possível. Fico a disposição e espero encontrá-los nos próximos salões!
Att. Gabriela Medeiros Araújo
Primeiramente, gostaria de compartilhar com vocês o link para leitura do edital do IX
Salão de Iniciação Científica: https://fmp.edu.br/event/ix-salao-de-iniciacao-cientifica/
Através deste link vocês conseguem baixar o edital e acessar todas as pesquisas
selecionadas para apresentação oral do evento, seus resumos e pôsteres.
Vamos então falar apenas sobre o capítulo II do edital (art. 23 até o art. 29), na
qual trata-se sobre o pôster.
Do art. 23 ao art. 26 são as orientações a respeito do formato do pôster, na qual é
muito comum em muitos salões ainda utilizar o pôster impresso, contudo, neste caso
estamos trabalhando com pôster virtual (é exposto na tela que temos nas salas de aula).
EDIÇÃO DO PÔSTER:
Analisaremos artigo por artigo para saber como editar o pôster:
● ART. 24 e ART. 25: No art. 24 é passado a norma ABNT NBR 15437, norma
na qual é estipulado que o projeto gráfico é de responsabilidade do autor, ou
seja, o aluno é livre para escolher sua fonte e tamanho. (Link para baixar a
ABNT NBR 15437:
http://faculdadefilos.com.br/wp-content/uploads/2019/11/ABNT-NBR-154
37-P%C3%B4steres-T%C3%A9cnicos-e-Ci%C3%AAntificos.pdf). Com
isso, deve-se ressaltar a importância de escolher fontes que fiquem bem
legíveis (cuidar com o tamanho dela também). Muitas fontes tem o traço mais
grossinho, o que pode dificultar para o leitor, por isso, a dica é abrir o seu
pôster onde ele será exibido e verificar se ele é legível à uma distância de
pelo menos um metro, como recomendado na norma ABNT NBR 15437 e no
art. 25.
https://fmp.edu.br/event/ix-salao-de-iniciacao-cientifica/
http://faculdadefilos.com.br/wp-content/uploads/2019/11/ABNT-NBR-15437-P%C3%B4steres-T%C3%A9cnicos-e-Ci%C3%AAntificos.pdf
http://faculdadefilos.com.br/wp-content/uploads/2019/11/ABNT-NBR-15437-P%C3%B4steres-T%C3%A9cnicos-e-Ci%C3%AAntificos.pdf
● ART. 26: No art. 26 ele passa a proporção do pôster que é obrigatória, ou
seja, não é necessário seguir aquelas medidas, o pôster pode ser maior ou
menor, contudo, deve seguir aquela escala. Tal informação vem como dica
para os alunos que pretendem dar zoom no pôster durante a apresentação
oral, por exemplo, para manter a qualidade da imagem. Lembrando da dica
anterior, sempre é válido testar seu pôster no local de apresentação para ver
a qualidade da imagem.
ITENS OBRIGATÓRIOS:
● ART. 27: No art. 27 é reforçado alguns itens da norma ABNT NBR 15437,
são coisas básicas como nome, orientador, logo da instituição e o trabalho
em si.
BREVES OBSERVAÇÕES SOBRE A EDIÇÃO DO MEU PÔSTER
RELACIONADAS AO ART. 24 AO ART. 27 DO EDITAL: :
Vocês podem acessá-lo através deste link:
https://fmp.edu.br/wp-content/uploads/2019/11/Gabriela-Medeiros-Araujo-Poster.pdf
Nele é possível observar que mantive uma paleta de cores para ficar mais
harmônico visualmente, utilizei uma tabela para facilitar a visualização das mudanças entre
as sanções penais referente ao tráfico de animais no passar dos anos e prezei por dar
espaço ao texto, utilizando apenas uma imagem (que é pequena) no canto superior do
pôster, com intuito de que, apenas visualmente, o leitor possa identificar o tema (tentei
manter a paleta de cores na imagem).
Um dos erros que cometi foi colocar o meu nome e o dos orientadores ao lado do
título, sendo que o previsto na norma ABNT NBR 15437 é que fique logo abaixo do título
(não sei se recebi desconto por isso, mas é um erro que identifiquei).
Para a edição utilizei, por razões pessoais, o programa Adobe Illustrator, contudo, é
possível preparar um pôster no powerpoint. Nas configurações é possível alterar o tamanho
do slide, ele também possui diversas ferramentas de design que permitem que sejam feitas
todas edições necessárias para um pôster visualmente agradável.
Contudo, não trata-se apenas de visual, o conteúdo dele é a parte principal. Vamos,
então, falar sobre a avaliação do pôster e o seu conteúdo:
https://fmp.edu.br/wp-content/uploads/2019/11/Gabriela-Medeiros-Araujo-Poster.pdf
● ART. 29: Este artigo trata sobre a avaliação do pôster e nele, vemos pela
primeira vez, sobre o conteúdo do pôster, na qual se preza a objetividade do
texto, ou seja, um pôster tem que ter textos curtos, porém, suficientes para
compreender o estudo realizado.
BREVE ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO E ESCRITA DO MEU PÔSTER:
Vou relatar brevemente sobre como organizei textualmente o meu pôster:
● INTRODUÇÃO: de forma objetiva tentei abordar a importância do
tema e delimitar o tema de estudo.
- Breve introdução do tema: “meio ambiente está cada vez mais
popular no meio jurídico brasileiro”.
- Delimitação do tema: tráfico de animais.
- Importante estudar pois: o Brasil se destaca nesta
problemática devido sua rica biodiversidade.
● OBJETIVO: tentei ser o mais objetiva possível sobre o que eu ia fazer
no estudo = analisar a legislação atualmente vigente (bem claro no
título do trabalho também).
● METODOLOGIA: de forma bem objetiva fiz a classificação do meu
projeto (conforme vocês vão ter em aula).
● DESENVOLVIMENTO: estou fazendo meu trabalho em forma de
artigo e recortei dele os principais pontos. Pontos, estes, que
identifiquei como os principais para explicar o que encontrei durante
os estudos. Infelizmente, ficou longe de abordar no pôster todas
argumentações que eu acho necessário, contudo, tive que selecionar
para o pôster o principal (que lendo de para compreender) e o
restante deixei para a apresentação oral.
● CONCLUSÃO: tudo que tiver na conclusão tem que ter sido abordado
de alguma maneira anteriormente. Por isso, terminei o
desenvolvimento falando sobre a inconstitucionalidade e iniciei a
conclusão com o mesmo argumento, para que o leitor possa seguir a
linha de raciocínio das minhas conclusões.
● REFERÊNCIAS: Conforme as normas ABNT NBR 15437 botar as
referências é um item opcional, ou seja, coloca se tu quiser. Eu optei
por colocá-las e segui a norma da ABNT de referências (não sei o
número dela, mas vocês vão ter em aula) e por falta de espaço não
botei todas referências que utilizei (isso é errado, não façam),
coloquei apenas as principais.
Para finalizar, a título de informação, deixo aqui o boletim da avaliação que recebi do
meu pôster: