A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
GE - Gestão da Captação e Retenção de Talentos_02

Pré-visualização | Página 7 de 7

da criatividade e inovação por parte dos mesmos.
A aprendizagem continua vem permitindo às organizações a expandirem cada vez mais as fronteiras que 
23
as separam da realização das suas metas e objetivos. 
veja o vídeo!
Para ilustrar os efeitos da globalização do conhecimento escolhemos este vídeo de 
aproximadamente 3 minutos. 
Grandes empresas como: Google e Facebook entre tantas outras, passaram a desenvolver e apoiar a 
ideia do surgimento de Universidades Corporativas, que estimula um acompanhamento mais rígido dos 
processos de aprendizagem, auxilia na retenção de talentos e são totalmente moldáveis aos padrões e 
politicas distintos de cada empresa, ou seja, permitindo que as mesmas programem suas estratégias 
diretamente em cima da obtenção dos resultados. Para um melhor entendimento deste fenômeno dentro 
do mundo corporativo, sugiro a leitura das páginas: 60 a 64 do seu livro-texto. 
desafiando barreiras 
Diante de um cenário tão competitivo, é notório que as organizações exijam cada vez mais de si mesma 
e todos os seus colaboradores. O mercado muda radicalmente de conceitos e pede constantes inovações 
para revolucionar a forma de se fazer negócios e lhe dar com os clientes. Dentro desses parâmetros, é 
possível perceber que as pessoas estão sujeitas a diversos ciclos de mudanças para que facilitem às 
organizações a atingirem de maneira mais ágil e eficiente seus reais objetivos. 
Gerir conhecimentos é também em outras palavras, gerir mudanças, essa talvez seja a grande pedrinha 
que aperta o “sapato” das grandes empresas, e em diversos momentos pode ser considerada também, 
como: “falha” por parte das mesmas.
Muitas organizações almejam grandes reconhecimentos e destaque no cenário mercantil, através de 
estratégias bem consolidadas, práticas de benchmarking, percentuais elevados de lucro e rentabilidade, 
etc. Esse também é o objetivo mais desejado por todos os profissionais do mundo, independente do nível 
de conhecimento, mais vencer as barreiras da gestão moderna e gerar fluxos de conhecimentos contínuos 
fica muitas vezes travado na visão dos gestores e principalmente na condução dos modelos de negócio e 
gestão das organizações. 
A forte preocupação diária com a aquisição de recursos e mais clientes, a não valorização de ideias por 
parte dos colaboradores e a escassez de perfis empreendedores são alguns dos exemplos dos quais 
podemos chamar de Barreiras ao Conhecimento, que se estendem ainda mais ao nos defrontarmos com os 
próprios paradigmas, normas e políticas engessadas que várias empresas impõem aos seus comandados. 
Esse é um problema que vai mais além do que a própria criação de conhecimento e geração de valor para 
as organizações. Ao visualizar um ambiente corporativo com esses fatores, os colaboradores tendem a 
despertar a desmotivação e as organizações a perderem a credibilidade dos seus clientes internos. O que 
pode tornar este um fator contagioso capaz de gerar sérios danos e potenciais prejuízos. 
https://www.youtube.com/watch?v=EIw63BJop34
24
leITURa CoMPleMeNTaR
Para um melhor entendimento do assunto, sugiro a leitura deste artigo. 
PalavRas do PRofessoR
Assim finalizamos mais uma unidade! Espero que você tenha aproveitado ao máximo 
todo o nosso conteúdo. 
Vamos fazer uma pequena revisão? Bom, nesta unidade estudamos um pouco sobre a Gestão do 
Conhecimento que passou a ser avaliado na Grécia antiga no séc. IV, pelos grandes filósofos gregos. 
Analisamos também como essa ciência começou a ser utilizada e estudada há milhares de anos 
e a importância da armazenagem desse fator (conhecimento) de forma empírica e tácita, e como as 
organizações utilizam a Aprendizagem Organizacional e a Gestão do Conhecimento para inovação e 
criação de valor entre os seus produtos e serviços.
Peço que realize a atividade solicitada no ambiente, e leia o seu livro texto, no capítulo que se refere a 
este assunto!
Na nossa terceira unidade vamos dar continuidade a nossos estudos, estudando O 
CONHECIMENTO COMO FONTE DE INOVAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA.
Vemos-nos na unidade III.
Um abraço e até lá!
http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/3933/34040

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.