A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
APOL 100 Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional

Pré-visualização | Página 5 de 6

2017.
A partir do trecho lido e dos conteúdos do texto-base Gênero, sexualidade e educação: das afinidades políticas às tensões teórico-metodológicas quanto aos novos temas pesquisados na academia, leia as sentenças a seguir, assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas.
I. ( ) Os estudos sobre temas que antes eram marginalizados são agora frequentes e sistematizados, todavia, as fontes necessárias para tais temas devem ser exclusivas e de estabelecimentos oficiais, isto é, fornecidas pelo Estado.
II.( ) Os estudos sobre os grupos chamados “minoritários” passaram a ocupar maior espaço na academia e centro universitários.
III. ( ) Os estudos sobre temas como: família, relações amorosas, erotismo, prazer, dentre outros, são exemplos de temas que ganharam espaço no campo acadêmico/universitário.
Agora, marque a sequência correta:
Nota: 10.0
	
	A
	V – V – V
	
	B
	V – F – F
	
	C
	F – F – V
	
	D
	F – F – F
	
	E
	F – V – V
Você acertou!
A afirmação I é falsa. “Mobilizam-se, frequentemente, outras estratégias e métodos de estudo e análise, reinventam-se técnicas de investigação, valorizam-se ‘fontes’ até então desprezadas. Tenho argumentado que as transformações trazidas por esses campos provavelmente ultrapassam o terreno dos gêneros e da sexualidade e podem nos levar a pensar, de um modo renovado, a cultura, as instituições, o poder, as formas de aprender e de estar no mundo (Louro, 2004b).”
(Artigo: “Gênero, sexualidade e educação: das afinidades políticas às tensões teórico-metodológicas”, p. 8)
Questão 7/10 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Leia o trecho a seguir:
“Ao focalizar os jovens negros e brancos que passam cada vez mais a frequentar a EJA nos últimos anos e localizá-los na prática específica de uma escola da rede municipal de ensino de Belo Horizonte, aproxima-se de um fenômeno cada vez mais intenso e ainda pouco discutido na pesquisa educacional: o rejuvenescimento ou juvenilização da EJA”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <www.fumec.br/revistas/paideia/article/download/951/722>. Acesso em: 29 mar. 2017.
A partir do trecho acima e principalmente dos conteúdos do texto-base Educação de Jovens e Adultos: um campo de direito à diversidade e de responsabilidade das políticas públicas educacionais, analise as afirmativas a seguir:
I. No referido artigo, observou-se que a EJA (Educação de Jovens e Adultos) em Belo Horizonte presenciou um processo de rejuvenescimento ou juvenilização.
II. No referido artigo, observou-se que a EJA (Educação de Jovens e Adultos) em Belo Horizonte presenciou um público cada vez mais heterogêneo do ponto de vista geracional.
III. No referido artigo, observou-se que a EJA (Educação de Jovens e Adultos) em Belo Horizonte presenciou uma busca maior por parte dos jovens pela maior qualidade de ensino comparada ao ensino regular convencional.
São corretas apenas a(s) afirmativa(s):
Nota: 10.0
	
	A
	I, II e III
	
	B
	I
	
	C
	I e III
	
	D
	II e III
	
	E
	I e II
Você acertou!
As afirmativas I e II são verdadeiras. A afirmativa III é falsa. “Tem sido muito comum nas narrativas de docentes que atuam na EJA nas mais diversas regiões do país o alerta, as reclamações e os conflitos causados por um público cada vez mais heterogêneo do ponto de vista geracional, com um aumento paulatino da presença de jovens, quer seja pela busca da EJA como estratégia mais rápida de conclusão do ensino médio, quer como resultado da exclusão implementada pelas escolas de ensino regular dos estudantes de faixa etária mais avançada do que o público infantil ou adolescente e considerados ‘indisciplinados’ ou ‘indesejáveis’” (Artigo: “Educação de Jovens e Adultos: um campo de direito à diversidade e de responsabilidade das políticas públicas educacionais”, p. 211).
Questão 8/10 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Considere a seguinte citação: 
“Os dados comprovam o que educadores já sabiam: a fronteira entre a escola e a violência das ruas deixou de existir. Vandalismo, agressões, confronto entre gangues, roubos, tráfico e até assassinatos passaram a fazer parte da rotina escolar. De acordo com a pesquisa, intitulada ‘Violência nas escolas: o olhar dos professores’, 72% dos professores já presenciaram briga de alunos”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/violencia-nas-escolas-das-ruas-para-a-sala-de-aula.htm>. Acesso em: 29 mar. 2017.
Considerando estas informações e os conteúdos do texto-base O bê-á-bá da intolerância e da discriminação sobre as principais características que identificam a violência escolar, assinale a alternativa correta.
Nota: 10.0
	
	A
	Desrespeito às autoridades, pouco uso da tecnologia e pobreza.
	
	B
	Direitos humanos, conselho tutelar e entidades civis.
	
	C
	Doenças sexualmente transmissíveis e gravidez na adolescência.
	
	D
	Manifestações políticas, grêmios estudantis e associações discentes.
	
	E
	Uso de drogas, formação de gangues e porte de armas.
Você acertou!
“O fenômeno da violência no cenário escolar é mais antigo do que se pensa. Prova disso é o fato de ele ser tema de estudo nos Estados Unidos desde a década de 1950. Porém, com o passar do tempo, ele foi ganhando traços mais graves e transformando-se em um problema social realmente preocupante. Hoje, relaciona-se com a disseminação do uso de drogas, o movimento de formação de gangues – eventualmente ligadas ao narcotráfico – e com a facilidade de portar armas, inclusive as de fogo. Tudo isso tendo como pano de fundo o fato de que as escolas perderam o vínculo com a comunidade e acabaram incorporadas à violência cotidiana do espaço urbano.” (Artigo: “O bê-á-bá da intolerância e da discriminação”, p. 29)
Questão 9/10 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Leia o fragmento de texto a seguir:
“Era ensinada aos negros cativos por escravos que eram capturados e voltavam aos engenhos. Os movimentos de luta foram adaptados às cantorias africanas e ficaram mais parecidos com uma dança, permitindo assim que treinassem nos engenhos sem levantar suspeitas dos capatazes. Durante décadas, [...] foi proibida no Brasil. A liberação da prática aconteceu apenas na década de 1930, quando uma variação (mais para o esporte do que manifestação cultural) foi apresentada ao então presidente Getúlio Vargas, em 1953, pelo Mestre Bimba. O presidente adorou e a chamou de ‘único esporte verdadeiramente nacional’”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.brasil.gov.br/cultura/2009/10/cultura-afro-brasileira-se-manifesta-na-musica-religiao-e-culinaria>. Acesso em: 06 abr. 2017. 
De acordo com o texto-base Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos, podemos afirmar que a demanda curricular de introdução obrigatória do ensino de História da África e das culturas afro-brasileiras nas escolas da educação básica exige:
Nota: 10.0
	
	A
	mudança de práticas e descolonização dos currículos da educação básica e superior em relação à África e aos afro-brasileiros.
Você acertou!
“É nesse contexto que se encontra a demanda curricular de introdução obrigatória do ensino de História da África e das culturas afro-brasileiras nas escolas da educação básica. Ela exige mudança de práticas e descolonização dos currículos da educação básica e superior em relação à África e aos afro-brasileiros. Mudanças de representação e de práticas. Exige questionamento dos lugares de poder. Indaga a relação entre direitos e privilégios arraigada em nossa cultura política e educacional, em nossas escolas e na própria universidade”, p. 100).
	
	B
	conservação dos ideais pedagógicos disseminados na escola tradicional, e controle ideológico da cultura brasileira.
	
	C
	mudança das raízes religiosas dos alunos, como maneira de preservar as religiões de matriz africana.
	
	D
	preservação do currículo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.