A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Cascata de coagulação

Pré-visualização | Página 1 de 1

A cascata de coagulação é basicamente dividida em 3 vias, que são INTRÍNSECA E EXTRÍNSECA E A VIA COMUM (OU 
FINAL) ... 
Nas vias intrínsecas e extrínsecas fazem a conversão para a ativação do fator X. Ligação do fator tecidual, exposto 
após lesão vascular, ao fator de coagulação VIIa e cálcio, assim gerando a conversão do fator X para o fator Xa para 
iniciar a via comum (ou chamada de via final). 
OBS1: TODOS ESSES FATORES DA CASCATA SÃO PRODUZIDOS NO FÍGADO (mas o fator VIII pode também ser 
produzido fora do fígado) 
Uso na prática médica: Se o paciente tiver uma doença hepática, obviamente vai ter um distúrbio de coagulação do 
sangue. 
OBS 2: Esse “a” ao lado da numeração romana do fator, quer dizer que é o fator ativado. 
Exemplo: Fator I →“ênio” é sinônimo de inativação, logo, fibrinogênio é a fibrina inativada, então quando o fator I é 
ativado, ele se torna o Fator Ia, que é a fibrina! 
FATORES DA CASCATA: 
Fator I → Fibrinogênio 
Fator Ia → Fibrina 
Fator II → Protrombina 
Fator IIa →Trombina 
Fator III →Fator tecidual 
Fator IV → Cálcio 
 
 
 
 
 
Resumo geral da cascata de coagulação: 
• São três vias, a intrínseca, a extrínseca e a comum (ou final). 
 Via intrínseca→ é a via de contato, é preciso ter CONTATO COM COLAGENO e outras substancia ativadoras do 
local da lesão, para poder desencadear a via intrínseca da cascata. 
 
Via extrínseca→ é a via de exposição ao fator III (fator tecidual), então, é quando a corrente sanguínea é exposta 
ao fator III. 
 
• Recapitulando, quando tem um contato do sangue com o colágeno, tem a ativação do fator XIIa -12 ativado-. 
• A via intrínseca começa com o fator XIIa. 
• Tudo que for feito a partir de agora, é para chegar até a via final(comum), para ter a ativação do fator X(10) 
em fator Xa (10a) 
OBS: A via intrínseca vai passar por varias cascatas de transformação, de ativação, até que chegar e culminar na 
ativação do fator X em Xa. 
• A via extrínseca: Quando o fator VII é exposto ao fator 7, ele desencadeia a via extrínseca da cascata. 
• O fator VII é muito importante para a pratica medica. 
OBS: O fator VII é o marcador do início da via extrínseca. 
• O fator VII se transforma em fator VIIa, e o VIIa juntamente com o cálcio, transforma o X em Xa. 
• Chegando no fator Xa, o caminho é “reto”, aí temos: protrombina é transformada em trombina; 
• Trombina ativa o fibrinogênio transformando em fibrina. 
• Fibrina vai fazer as redes de fibrina pra poder estabilizar a placa de coágulo dentro daquela lesão tecitual. 
 
RETOMANDO OS FATORES MARCADORES: 
FATOR XII → início da via intrínseca. 
FATOR VII → início da via extrínseca 
FATOR IIa→ Trombina 
FATOR X (10a) 
 
EXAMES DE PROVA DE COAGULAÇÃO: 
Os exames de prova de coagulação, estão baseados em 3 coisas, ou vai ser avaliado a via intrínseca, ou a via 
extrínseca ou a via final (comum). 
TTPa→ tempo (em segundos) de tromboplastina ativada (ou seja, ANÁLISE DA VIA INTRINSECA) 
TP → tempo (em segundos) de protrombina (análise da via extrínseca) 
FIBRINOGÊNIO → analisa a via final (comum) 
 
 
 
DOENÇAS QUE ALARGAM TTPa: (80 a 180 segundos) 
• Quanto maior os segundos, mais coagulopatia, logo, mais grave será o quadro desse paciente... 
• Esse alargamento de TTPa pode ser causado por distúrbio de coagulação geral (ausência de fatores da 
coagulação), principalmente da via intrínseca. 
 
• HEMOFILIA A e B (a hemofilia A é causada pela ausência do fator VIII e a hemofilia B é causada pela 
ausência do fator IX. 
 
• CIVD (Coagulação intravascular disseminada) : alarga todas as vias da cascata, é um distúrbio de coagulação 
generalizado. 
 
• USO DE HEPARINA não fracionada: é usada com pacientes com trombose, pois, em pacientes com 
trombose é preciso usar a heparina justamente para alargar a TTPa (propositalmente) porque paciente com 
trombose precisa estar ANTICOAGULADO. 
 
• HEPATOPATIAS: Já que todos os fatores da cascata de coagulação são produzidos pelo fígado, se o 
paciente tiver uma hepatopatia ele “acaba” com os fatores de coagulação. 
 
ALGUNS ANTICOAGULANTES ORAIS → 
Fármaco: Xarelto (subst.: Rivaxabana) 
Fármaco: Pradaxa (subst.: Dabigatrana) 
Fármaco: Eliquis (subst.: Apixabana) 
Fármaco: Lixiana (subst.: Edoxabana) 
TODOS ESSES ANTICOAGULANTES AGEM NA VIA FINAL (COMUM) DA CASCATA DE COAGULAÇÃO!! 
Macete do “x” → Essas substancias que têm o x (Rivaxabana, Apixabana, Edoxabana vão inibir o fator Xa da 
cascata); e a Dabigatrana vai inibir a trombina. 
 
DOENÇAS QUE ALARGAM O TP (via extrínseca) 
• CIVD (Coagulação intravascular disseminada) : alarga todas as vias da cascata, é um distúrbio de coagulação 
generalizado. Logo, também é comum aqui no TP. 
• HEPATOPATAS (se os fatores da cascata são produzidos pelo fígado, pacientes hepatopatas vão ter as vias 
prejudicadas) 
• DEFICIÊNCIA DA VITAMINA K : Existem fatores da cascata que são dependentes da vitamina K, logo, se o 
paciente tem essa deficina da vitamina K, ele vai ter a ausência desses fatores. Os fatores são: 2,7,9,10 
→MACETE: 2+7=9, parabéns, tirou 10! 
De cara, se não tem o fator 7, a via extrínseca está sendo prejudicada!