A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Afetividade e Sexualidade na Educação Inclusiva 2

Pré-visualização | Página 1 de 2

Acadêmico:
	Valdilene Oliveira Sousa (1156182)
	
	Disciplina:
	Afetividade e Sexualidade na Educação Inclusiva (LEE18)
	Avaliação:
	Avaliação II - Individual ( Cod.:676630) ( peso.:1,50)
	Prova:
	32656653
	Nota da Prova:
	10,00
	
	
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	Silva e Ribeiro (2011, p. 531) explicitam que "a seção Sexo da revista Capricho pode atuar como um importante artefato pedagógico, no sentido de discutir a sexualidade não apenas pelo viés de uma ciência sexual, como vem sendo apresentado nos livros didáticos, nos PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) e também em outros artefatos culturais, mas também como uma produção que se dá a partir de comportamentos, atitudes, prazeres, desejos, valores, que, ao serem inscritos nos corpos, definem a sexualidade e as próprias pessoas". No que tange às relações entre sexualidade e os PCN, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Os PCN explicitam que a sexualidade é um benefício exclusivo aos casados, portanto, reforçam o discurso favorável à virgindade. Os PCN vem sendo criticados porque estão mais vinculados à Bíblia do que à cultura vigente.
(    ) Nos PCN, a sexualidade é considerada como algo inerente à vida e à saúde, que se expressa no ser humano, do nascimento até a morte. Relaciona-se com o direito ao prazer e ao exercício da sexualidade com responsabilidade.
(    ) Um dos objetivos dos PCN é conscientizar sobre os temas relacionados à sexualidade. Contempla a relação com o corpo, os gêneros, a identidade sexual e as doenças sexualmente transmissíveis (DST).
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: SILVA, Benícia Oliveira da; RIBEIRO, Paula Regina Costa. Sexualidade na sala de aula: tecendo aprendizagens a partir de um artefato pedagógico. Rev. Estud. Fem., Florianópolis, 2011.
	 a)
	V - V - F.
	 b)
	F - V - V.
	 c)
	V - F - F.
	 d)
	F - V - F.
	2.
	"As entidades chamaram atenção para a igualdade de gênero e fim das discriminações referentes à sexualidade, compromissos nos quais o Brasil é signatário. As forças políticas que apoiaram o PNE argumentavam que reduzir os contextos de desigualdades de gênero e orientação sexual nas escolas é um compromisso democrático que deve orientar a formulação de políticas" (BRANDÃO; LOPES, 2018, p. 111). Com relação aos debates sobre sexualidade e o espaço escolar, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) É importante discutir sobre temas da sexualidade nas escolas a fim de quebrar com preconceitos e estereótipos que causam violências e desinformação, principalmente no que se refere ao corpo e suas transformações, inclusive na adolescência, onde é maior o interesse pela temática.
(    ) Os assuntos relacionados à sexualidade não devem estar presentes no âmbito escolar, já que, a abordagem desses temas incita a permissividade sexual nas crianças. A família é a instituição incumbida de fornecer informações sobre sexualidade, para as pessoas assim que ultrapassam a fase da adolescência.
(    ) O papel esclarecedor sobre o que diz respeito à sexualidade e suas implicações na vida social e individual, é da escola. Assim, estará prevenindo vários fatores, como doenças, gravidez indesejada, abusos e violências sexuais, bem como disponibilizando o conhecimento biológico sobre o organismo humano.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: BRANDAO, Elaine Reis; LOPES, Rebecca Faray Ferreira. "Não é competência do professor ser sexólogo" O debate público sobre gênero e sexualidade no Plano Nacional de Educação. Civitas, Rev. Ciênc. Soc., Porto Alegre, 2018.
	 a)
	V - F - V.
	 b)
	F - V - F.
	 c)
	V - F - F.
	 d)
	F - F - V.
	3.
	"Da antigüidade à idade média, eram os pais que cuidavam do casamento dos filhos. O casamento não consagrava um relacionamento amoroso. Era um negócio de família, um contrato que dois indivíduos faziam não para o prazer, mas a conselho de suas famílias e para o bem delas. O principal papel do casamento era servir de base a alianças cuja importância se sobrepunha ao amor e à sexualidade. Escolha e paixão não pesavam nessas decisões, e a sexualidade para a reprodução era parte da aliança firmada" (ARAUJO, 2002). Tendo em vista os quatro tipos principais de conduta sexual desenvolvidos na concepção dos gregos, associe os itens utilizando o código a seguir:
I- Dietética.
II- Econômica.
III- Erótica.
IV- Filosófica.
(    ) A propósito do corpo.
(    ) A propósito dos rapazes.
(    ) A propósito da verdade.
(    ) A propósito do casamento.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: ARAUJO, Maria de Fátima. Amor, casamento e sexualidade: velhas e novas configurações. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 22, n. 2, p. 70-77, jun. 2002.
	 a)
	II - IV - II - I.
	 b)
	I - III - IV - II.
	 c)
	I - IV - III - II.
	 d)
	III - II - I - IV.
	4.
	Joly (2017, p. 6) realizou um estudo sobre a liberdade e a escravidão no pensamento estoico romano e uma de suas constatações foi a de que "a liberdade cívica adquirida pelo liberto não o torna, de imediato, livre do ponto de vista moral". Sobre as influências que o pensamento estoico deixou nos costumes relacionados à sexualidade, assinale a alternativa CORRETA que apresenta o significado da palavra estoico:
FONTE: JOLY, Fábio Duarte. LIBERDADE E ESCRAVIDÃO NO PENSAMENTO ESTOICO ROMANO: uma leitura da Consolatio Ad Polybium, de Sêneca. Rev. Hist., São Paulo,  2017.
	 a)
	Ardor, calor, paixão, influxo, crescente.
	 b)
	Austero, impassível, inflexível, rígido, insensível.
	 c)
	Estouro, estrépito, estrondo, traque, troada.
	 d)
	Tolerante, permissivo, complacente, desregrado, aberto.
	5.
	"A sexualidade assumiu a condição de centralidade subjetiva pelo entrecruzamento de diversos demarcadores da Modernidade, como a legitimação do saber-verdade da ciência, a afirmação da individualidade e a institucionalização dos segmentos infanto-juvenis" (BARROS; COLACO, 2013, p. 59). Acerca da sexualidade na Modernidade, associe os itens utilizando o código a seguir:
I- Movimento Renascentista.
II- Período Vitoriano.
(    ) A ciência natural disseca, abre, fecha, vira e desvira o corpo humano à procura da verdade empírica e de como governar a natureza - essa que não é mais transcendental e sim explicável, e pronta para ser conhecida pela razão. O mesmo acontece com a sexualidade.
(    ) Nasce uma ciência da sexualidade, que torna o que era aconselhado pela moral algo prescrito pela ciência, e, para isso, criam-se mecanismos de controle e parâmetros de conduta, colocando aqueles que não correspondem a essa norma como anormais.
(    ) Introduz na Inglaterra uma maneira mais puritana e romântica, molda uma estratégia discursiva e econômica de que o sexo estava sendo reprimido. Com isso, quem falasse sobre ele estava transgredindo a moral social imposta.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: BARROS, João Paulo Pereira; COLACO, Veriana de Fátima Rodrigues. "Meu prazer agora é risco": sentidos sobre sexualidade entre jovens de um grupo sobre saúde.Fractal, Rev. Psicol., Rio de Janeiro, 2013.
	 a)
	I - II - II.
	 b)
	II - II - I.
	 c)
	II - I - I.
	 d)
	I - I - II.
	6.
	"Ao longo da história, a atividade sexual sempre foi objeto de preocupação moral e, como tal, submetida a dispositivos de controle das práticas e comportamentos sexuais. Como esses dispositivos são construídos com base nos valores e ideologias predominantes na sociedade, eles assumem formas diferentes à medida que a sociedade muda" (ARAUJO, 2002). Além da sexualidade, a linguagem, muitos de nossos conceitos e referenciais estéticos, éticos, as noções de corpo (soma) e de alma (psiqué), e de educação recebeu grande influência de quais culturas?
FONTE: ARAUJO, Maria de Fátima. Amor, casamento e sexualidade: velhas e novas configurações. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 22, n. 2, p. 70-77, jun. 2002.
	 a)
	Espartana e alemã.
	 b)
	Asteca e portuguesa.