Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Atlas

Pré-visualização | Página 1 de 1

DPOC: 
Doença Pulmonar Obustrutiva Crônica 
UNIP – Universidade Paulista
Fisioterapia 
Mariana B. Aguiar
Profª: Natasha Matsunaga 
Definição
“A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma enfermidade respiratória prevenível e tratável, caracterizada pela obstrução crônica do fluxo aéreo, que não é totalmente reversível. A obstrução do fluxo aéreo é geralmente progressiva e está associada a uma resposta inflamatória anormal dos pulmões à inalação de partículas ou gases tóxicos. Embora a DPOC comprometa os pulmões, ela também produz conseqüências sistêmicas significativas. O processo inflamatório crônico pode produzir alterações dos brônquios (bronquite crônica), bronquíolos (bronquiolite obstrutiva) e parênquima pulmonar (enfisema pulmonar). “
- GOLD 2004
Fator de Risco 
Tabagista 
Inflamação crônica da VA 
Anormalidades alveolares, morte de tecido, Alteração mucociliar
Limitação de Fluxo 
Aprisionamento de ar 
Sinais e Sintomas 
Epidemiologia
Problema de Saúde Publica 
Aproximadamente 15% dos fumantes desenvolvem DPOC.
Alta morbidade
A DPOC nos últimos anos vem ocupando da 4ª à 7ª posição entre as principais causas de morte no Brasil 
Não se tem uma base de epidemiológica, apenas estudos e questionários 
Fatores de Risco
Genético
Deficiencia de alfa 1-antitripisina
Ambiental
Fumantes, Trabalhos em usinas, gases poluentes, etc...
Sinais e Sintomas 
Espirometria 
Achados Radiologicos
Resposta ao BD
HMP e HMA 
 DIAGNÓSTICO
Para descartar outras doenças
Tórax em tonel 
Hiperinsulflado
Diafragma achatado
Sinais e Sintomas 
Espirometria 
Achados Radiologicos
Resposta ao BD
HMP e HMA 
Para descartar outras doenças
Tórax em tonel 
Hiperinsulflado
Diafragma achatado
Diferencial da asma
Não apresenta reversibilidade
 DIAGNÓSTICO
Sinais e Sintomas 
Espirometria 
Achados Radiologicos
Resposta ao BD
HMP e HMA 
Para descartar outras doenças
Tórax em tonel 
Hiperinsulflado
Diafragma achatado
Diferencial da asma
Não apresenta reversibilidade
A espirometria é obrigatória na suspeita clínica de DPOC, 
devendo ser realizada antes e após administração de BD. A existência de limitação do fluxo aéreo é definida pela presença da relação VEF1/CVF <0,70 pós-broncodilatador. 
 DIAGNÓSTICO
Sinais e Sintomas 
Espirometria 
Achados Radiologicos
Resposta ao BD
HMP e HMA 
Fumante? Mora com alguém que fuma? Onde trabalha? 
A espirometria é obrigatória na suspeita clínica de DPOC, 
devendo ser realizada antes e após administração de BD. A existência de limitação do fluxo aéreo é definida pela presença da relação VEF1/CVF <0,70 pós-broncodilatador. 
Diferencial da asma
Não apresenta reversibilidade
Para descartar outras doenças
Tórax em tonel 
Hiperinsulflado
Diafragma achatado
 DIAGNÓSTICO
Sinais e Sintomas 
Espirometria 
Achados Radiologicos
Resposta ao BD
HMP e HMA 
Tosse, secreção, sibilo, dispneia, SDR
Fumante? Mora com alguém que fuma? Onde trabalha? 
A espirometria é obrigatória na suspeita clínica de DPOC, 
devendo ser realizada antes e após administração de BD. A existência de limitação do fluxo aéreo é definida pela presença da relação VEF1/CVF <0,70 pós-broncodilatador. 
Diferencial da asma
Não apresenta reversibilidade
Para descartar outras doenças
Tórax em tonel 
Hiperinsulflado
Diafragma achatado
 DIAGNÓSTICO
Espirometria
 
VEF1
VEF1/CV 
Objetivos do tratamento FISIOTERAPEUTICO:
Remoção de secreções (se houver);
Melhorar expansão pulmonar ;
Melhorar CVF;
Melhorar condicionamento cardiorrespiratório;
Prevenir exacerbações;
Diminuir SDR;
redução da mortalidade.
 
.MsftOfcThm_Accent1_Fill {
 fill:#4A66AC; 
}
.MsftOfcThm_Accent1_Stroke {
 stroke:#4A66AC; 
}
 
 
.MsftOfcThm_Accent1_Fill {
 fill:#4A66AC; 
}
.MsftOfcThm_Accent1_Stroke {
 stroke:#4A66AC; 
}