A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Sistema Urinário

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material Sistema Urinário - página 1
Pre-visualização do material Sistema Urinário - página 2
Pre-visualização do material Sistema Urinário - página 3

Sistema Urinário

1 Anatomia II | Bárbara C. Rovaris 
 
O sistema urinário é responsável por executar várias 
funções importantes para o funcionamento do 
organismo dos animais, entre elas as principais são: 
 Filtração do sangue, é através dessa função 
que os resíduos metabólicos, que não devem 
retornar para circulação geral, são 
eliminados. 
 Além de eliminar os resíduos metabólicos do 
organismo, o sistema urinário é responsável 
pela eliminação do excesso de água, para 
manter o equilíbrio de água do corpo. 
 Outra função importante desse sistema é a 
regulação do volume sanguíneo e, também, a 
produção de hormônios. 
O sistema urinário é composto por: 
um par de rins, dois ureteres, a 
bexiga urinária e a uretra. Além 
desses órgãos, as glândulas 
adrenais são descritas junto ao 
sistema urinário, uma vez que ficam 
localizadas na porção medial dos 
rins. 
O rim é uma glândula par, ou seja, cada animal 
possui dois rins. Eles ficam localizados no teto da 
cavidade abdominal dos animais domésticos. Além 
disso, a coloração normal dos rins é de vermelho 
escuro a amarronzado. 
Os rins são órgãos filtradores, porque eles são os 
responsáveis por realizar a filtração do plasma 
sanguíneo. É através da filtração do sangue que os 
rins produzem a urina. Sendo assim, os rins regulam 
a concentração hídrica e salina, e, também, retiram 
substâncias da circulação sanguínea. 
A morfologia dos rins, na maioria das espécies, se 
assemelha ao formato de um grão de feijão. Porém, 
ela varia um pouco de acordo com cada espécie de 
animal doméstico. 
no caso dos equinos, há diferenças 
morfológicas do rim direito para o rim esquerdo. 
Sendo assim, o rim direito desses animais tem 
formato triangular, e possui ângulos arredondados. 
Já o rim esquerdo dos equinos possui o formato 
semelhante a um grão de feijão. Porém, ambos os 
rins possuem a superfície lisa. 
os rins dos bovinos possuem uma 
característica bem particular, eles são lobulados. Ou 
seja, a sua superfície possui sulcos que delimitam 
lóbulos, que podem variar em tamanho e em número. 
Além disso, os rins desses animais são alongados. 
 
Sistema Urinário 
 
 
 
2 Anatomia II | Bárbara C. Rovaris 
no caso dos suínos, ambos os rins possuem a 
superfície lisa. Além disso, eles 
são longos e são achatados 
dorsoventralmente. Uma outra 
característica particular dos 
suínos é que, diferentemente 
das outras espécies, o rim 
esquerdo fica mais 
cranialmente na cavidade 
abdominal do que o rim direito. 
os rins dos carnívoros, como na maioria 
das espécies de animais domésticos, possuem a 
superfície lisa. Além disso, ambos os rins possuem o 
formato similar a um grão de feijão, porém eles são 
um pouco mais arredondados. Outra característica 
dos rins dos carnívoros é que eles são relativamente 
grandes e palpáveis. 
no caso de 
ovinos e caprinos, os rins, 
também, possuem o formato 
similar a de um grão de feijão e 
ambos possuem a superfície lisa. 
Os rins são divididos em duas extremidades: polo 
caudal e polo cranial; em duas faces: dorsal e 
ventral; e, ainda, em duas bordas: medial (convexa, 
arredondada) e lateral. Sendo que cada uma dessas 
partes do rim entra em contato com diferentes 
estruturas do corpo do animal. 
no caso do rim direito dos equinos, a face 
dorsal entra em contato com os músculos 
sublombares, entre eles o músculo psoas; além 
disso, entra em contato com o diafragma. Já a face 
ventral do rim direito entra em contato com o fígado, 
com o pâncreas, com o ceco e com a adrenal. Em 
relação as bordas, a medial entra em contato com 
adrenal, com a cava e com o ureter. Além disso, na 
borda medial se encontra o hilo renal. A borda 
lateral, por sua vez, entra em contato com a parede 
da cavidade abdominal. Já no caso das 
extremidades, o polo cranial é aplanado, devido ao 
contato com o fígado. Já o polo caudal é mais afilado 
e delgado. 
no caso do rim esquerdo dos equinos, a 
face dorsal entra em contato com os músculos 
psoas, com o diafragma e com o baço. A face ventral 
entra em contato com o pâncreas, com o cólon 
menor, com o duodeno e com a adrenal. A borda 
medial entra em contato com o ureter, com a aorta e 
com a adrenal. E, além disso, possui o hilo renal. Já 
a borda lateral entra em contato com o baço. A 
extremidade cranial é afilada e tem contato com o 
estômago, com o baço e com pâncreas. Já a 
extremidade caudal é mais ampla e larga. 
 
O hilo renal é uma fenda localizada na borda 
medial de ambos os rins. Ele tem como função 
permitir a entrada e a saída de outras estruturas 
desse órgão. Sendo assim, através do hilo renal 
ocorre a entrada de artérias e nervos renais, e a 
saída de veias renais e dos ureteres. 
 
 
 
 
 
 
Hilo Renal 
 
 
 
3 Anatomia II | Bárbara C. Rovaris 
CONFORMAÇÃO DOS RINS DE EQUINO
LOCALIZAÇÃO E RELAÇÃO DOS RINS NA CAVIDADE ABDOMINAL.
 Bordas laterais 
 Bordas mediais 
 Polo cranial 
 Polo caudal 
 
4 Anatomia II | Bárbara C. Rovaris 
Os rins, nos animais domésticos, localizam-se na 
parede dorsal da cavidade abdominal. Entrando em 
contato com o diafragma e com os músculos 
sublombares. Além disso, na maioria das espécies, o 
rim direito fica mais cranial que o rim esquerdo. Uma 
exceção é no caso dos suínos, nos quais o rim 
esquerdo é mais cranial que o direito. 
o rim direito dos equinos fica à direita, 
ventralmente as 2ª/3ª última costela ao 1º processo 
transverso lombar. Já o rim esquerdo fica à 
esquerda, ventralmente a última costela aos 3 três 
primeiros processos transversos. 
o rim direito dos bovinos vai da última 
costela até os 2/3 primeiros processos transversos 
lombares. O rim esquerdo é dito flutuante, uma vez 
que a sua localização é variável devido ao grau de 
repleção do rúmen. Porém, na maioria das vezes ele 
fica caudoventralmente, entre a 3ª e 5ª vértebra 
lombares. 
o rim direito dos ovinos e 
caprinos fica entre os três primeiros processos 
transversos lombares. E o rim esquerdo fica entre o 
3º e o 5º processo transverso lombar. 
os rins dos suínos são alongados, e localizam-
se entre os quatro primeiros processos transversos 
lombares. Sendo que o esquerdo é um pouco mais 
cranial que o direito. 
o rim direito dos carnívoros está 
localizado entre os três primeiros processos 
transversos lombares. E o rim esquerdo fica entre o 
2º e o 4º processo transverso lombar. 
A fixação dos rins é feita de duas formas: através dos 
órgãos adjacentes, ou seja, através da pressão 
exercida pelos órgãos da vizinhança dos rins. E, 
também, através da fáscia renal, uma cápsula 
fibrosa opaca que recobre os rins externamente. 
 
 
Os rins são formados por várias camadas, sendo 
elas: 
 é a camada mais externa, 
formada pela junção da gordura perirenal e 
da fáscia renal. 
 é a camada mais interna, 
formada por tecido conjuntivo fibroso. É uma 
camada muito resistente e elástica. Além 
disso, ela está aderida ao parênquima renal 
e recobre, também, o seio renal. 
As veias estreladas ou veias capsulares são 
veias que ficam na superfície externa do rim de 
todos os animais domésticos. Porém, elas são 
mais evidentes nos rins de felinos, nos quais elas 
formam sulcos. Além desses animais, as veias 
estreladas podem ser observadas no hilo renal 
dos rins dos pequenos ruminantes. E as veias 
estreladas são constantes nos equinos. 
 
 
5 Anatomia II | Bárbara C. Rovaris 
 é a glândula propriamente 
dita. 
O parênquima renal, por sua vez, é subdivido em 
córtex e medula, cada região com características e 
funções diferentes. 
 é a camada mais externa do 
parênquima renal, tem aspecto granuloso e 
radiado. Além disso, a sua coloração é de 
vermelho pardo. No córtex, estão presentes 
os corpúsculos renais, que são estruturas 
responsáveis pela filtração do sangue. Eles 
são formados pela junção do glomérulo com 
a cápsula.