A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Sinal Vital- Respiração

Pré-visualização | Página 1 de 1

Respiração 
Exame físico
Mecanismo que o corpo utiliza para trocar 
gases:
Atmosfera
Sangue
Células 
Ventilação 
Perfusão 
Disfusão
O sistema respiratório em conjunto com o sistema circulatório, são 
responsáveis pelo fornecimento de quantidade adequada de sangue 
oxigenado para todos os tecidos 
- Ventilação: 
Inspiração: 
O diafragma contrai-se e baixa: 
músculo inter-costais contraem-
se e elevam as costelas; o 
volume da caixa torácica 
aumenta.
Os pulmões distendem-se 
A pressão dentro dos pulmões 
diminuiu relativamente a 
pressão atmosférica 
O ar atmosférico entra nas vias 
respiratórias e chega aos 
pulmões.
Expiração:
O diafragma relaxa e eleva-se; os 
músculos inter-costais relaxam e 
baixam as costelas o volume da 
caixa torácica diminui
Os pulmões contraem-se
A pressão dentro dos pulmões 
aumenta relativamente a pressão 
atmosférica 
O ar se encontra nos pulmões sai 
para o exterior, passando pelas 
vias respiratórias 
-Complacência: é a medida da elasticidade, expansibilidade, distensibilidade dos pulmões e das estruturas 
torácicas.
Quando os pulmões e tórax estão enrijecidos existe uma complacência baixa ou diminuída.
Ex: pneumotórax, hemotórax, edema pulmonar, atelectasia, fibrose pulmonar, SARA, 
paralisia dos músculos intercostais ou diafragma…
-Tipos de respiração 
✔
Abdominal: observada nas crianças até os7 anos e nos homens. Predomina a ação diafragmática na 
respiração, com movimentação dos músculos costais e protusão abdominal.
✔
Costodiafragmático ou costoabdominal: ocorre mesma intensidade tanto na parede torácica quanto na 
abdominal 
✔
Costal ou torácica: observada em mulheres. Predomina a ação da musculatura intercostal, com 
movimentação da metade superior do tórax.
Sinal vital
:
t
t
t
t
t
I
=Fatores de interferência: idade- maior em crianças e menor na 
fase adulta até o período senil-; exercicio físico; emoções; 
circunstâncias patológicas do sistema respiratório 
=Aspectos avaliados na verificação na respiração: movimentos respiratórios; amplitude- profunda, normal, 
superficial-; frequência-ciclos inspirados e expirados em um minutos-; ritmo- regular, irregular, suspiro-; 
tipos de respiração; sons pulmonares ; inspeção do indivíduo, especialmente o tórax, MMSS e MMII, e pele.
-Terminologia:
Eupneico ou normopneico: indivíduo que possui de 16 a 20 movimentos respiratórios por minuto;
Taquipneia (polipneia): movimentos respiratórios acima dos 20;
Apneia: não movimentos respiratórios 
Dispneia: há dificuldade em manter a movimentação respiratória, com oscilação entre respiração rápidas, 
curtas, longas.
IMPORTANTE: como a movimentação torácica pode ser voluntária, é preciso não deixar que o paciente 
perceba que está sendo examinado, é preciso dizer que irá analisar outro fator, pois pode interferir no 
resultado do exame.
Como fazer? Uso de relógio e contagem dos movimentos 
1- Antes de iniciar o procedimento, verificar os dados de identificação do usuário, o diagnóstico e outros 
dados registrados no prontuário 
2- Higienizar as mãos 
3- Apresentar-se ao paciente e esclarecer que serão verificados os SSVV
4- Deitar ou sentar o paciente confortavelmente, certificar-se se o usuário não está com a bexiga cheia, 
não praticou exercício físico em 60-90 minutos antes. Mantê-lo pelo menos 5 minutos em repouso.
5- Orientar o paciente a não falar durante o procedimentos 
6- Colocar a mão no pulso do paciente para que o mesmo não perceba o procedimento 
7- Contar a frequência respiratória durante um minuto 
8- Observar tipos de movimentos respiratórios (eupneico, dispneico, taquipneico…)
9- Observar características respiratória (norma, superficial, profunda, ofegante)
10- Observar a expansão torácica 
11- Anotar na folha de controle, data e hora, tipo e características da respiração, e os demais aspectos 
importantes observados, além do nome e cargo. 
12- Informar ao paciente os resultados e disponibilizar-se a tirar possíveis dúvidas 
13- Reorganizar a unidade do paciente 
14- Higienizar as mãos e realizar a antissepsia com álcool 
OBS: para pacientes em ventilação mecânica, a contagem pode ser pelo movimento respiratório e/ou 
pelo visor do ventilador mecânico, ou pelo monitor.
=Características da respiração: Respiração normal: refere-se a 
profundidade, quando se utiliza a musculatura de forma eficiente 
Respiração superficial: a musculatura é semi-utilizada
Respiração forçada: toda musculatura é utilizada, além da acessória (região 
clavicular), pode haver batimento da asa dó nariz (crianças) 
- Perfusão e Difusão 
O processo de difusão e perfusão pode ser avaliado ao medida a saturação de oxigênio no sangue (SaO2).
A porcentagem de hemoglobina que agrega-se ao oxigênio na artéria ou a porcentagem de saturação de 
hemoglobina (SaO2). Ela situa-se normalmente entre 95% e 100% (saturação de oxigênio).
Uso do oxímetro no dedo do paciente por 1 min - verificação da saturação.
=