Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
66 pág.
Caderno Direito de Família @catharinaorganiza

Pré-visualização | Página 1 de 17

Anna Catharina Garcia 
@graduanda.em.direito
2019.2
64
Direito de Família 
Prof Camilo Barbosa 
introdução 
Definição de direito de família: Ramo do direto civil, cujas normas e princípios regulam as relações jurídicas advindas do casamento, da união estável/concubinato e do parentesco. 
· Constitucionalização do direito de família 
1. A CF traz o direito de família previsto em parte dela. 
2. Vantagens: tem uma importância muito grande no ordenamento. 
3. Desvantagens: Alto quórum para fazer alterações. 
4. Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
§ 1º O casamento é civil e gratuita a celebração.
§ 2º O casamento religioso tem efeito civil, nos termos da lei.
§ 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.
§ 4º Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.
§ 5º Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.
§ 6º O casamento civil pode ser dissolvido pelo divórcio.
§ 7º Fundado nos princípios da dignidade da pessoa humana e da paternidade responsável, o planejamento familiar é livre decisão do casal, competindo ao Estado propiciar recursos educacionais e científicos para o exercício desse direito, vedada qualquer forma coercitiva por parte de instituições oficiais ou privadas.
§ 8º O Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência no âmbito de suas relações.
· Conjugalidade
Casamento: Uniao entre duas pessoas com a finalidade de constituir família (conviver o casal em conjunto – sociedade conjugal), reconhecida pelo Estado, que lhes confere direitos e prerrogativas inerentes a condição de casadas. 
OBS: O CNJ determinou que o casamento entre duas pessoas, apesar de não ter legitimidade para isso, pode ocorrer entre pessoas do mesmo sexo, por isso, no Brasil, o conceito de casamento é a união entre duas pessoas. 
OBS2: O Brasil não admite o casamento entre mais de duas pessoas. 
1. Regras gerais 
1.1 O casamento é sempre civil.
1.1.1 Art 1.512: O casamento é civil e gratuita a sua celebração. Parágrafo único. A habilitação para o casamento, o registro e a primeira certidão serão isentos de selos, emolumentos e custas, para as pessoas cuja pobreza for declarada, sob as penas da lei. 
1.2 Há igualdade entre os cônjuges. 
1.2.1 Art 1.511: O casamento estabelece comunhão plena de vida, com base na igualdade de direitos e deveres dos cônjuges.
1.3 Ninguém pode interferir no casamento dos outros. 
1.3.1 Art. 1.513. É defeso a qualquer pessoa, de direito público ou privado, interferir na comunhão de vida instituída pela família.
1.3.2 Essa regra cria a obrigação de “Não fazer.”
1.4 O casamento é celebrado por um juiz de direito. Esses atos jurídico tem a obrigatoriedade de ter registrado o horário e da expressão de vontade. 
1.4.1 Art 1.514 O casamento se realiza no momento em que o homem e a mulher manifestam, perante o juiz, a sua vontade de estabelecer vínculo conjugal, e o juiz os declara casados.
1.4.2 Art 1535: Presentes os contraentes, em pessoa ou por procurador especial, juntamente com as testemunhas e o oficial do registro, o presidente do ato, ouvida aos nubentes a afirmação de que pretendem casar por livre e espontânea vontade, declarará efetuado o casamento, nestes termos: "De acordo com a vontade que ambos acabais de afirmar perante mim, de vos receberdes por marido e mulher, eu, em nome da lei, vos declaro casados."
capacidade para casar + impedimentos matrimoniais 
Hipoteses para casar: 1. Quem tem a maioridade civil, ou seja, 18 anos 2. Quem tem idade núbil (idade de contrair núpcias, de ter nubencia), quem tem entre 16 e 18 (teoricamente não tem capacidade civil mas tem capacidade para casar se permitido pelos pais)
· Art 1520: Não será permitido, em qualquer caso, o casamento de quem não atingiu a idade núbil, observado o disposto no art. 1.517 deste Código.
· Porem, o código não colocou como nulo e sim como anulável. Ou seja, se o menor alcança os 18 anos casado, o negocio se convalida. 
· Art. 1.517: O homem e a mulher com dezesseis anos podem casar, exigindo-se autorização de ambos os pais, ou de seus representantes legais, enquanto não atingida a maioridade civil.
Parágrafo único. Se houver divergência entre os pais, aplica-se o disposto no parágrafo único do art. 1.631.
· OBS1: Ate o começo do ano, o CC deixava meninas menos de 16 se casarem desde que estivesse gravidas, mas, isso acabou no art 1520 do cc. 
· Mesmo emancipada, o menor de 18 anos ainda precisa de autorização, porque o critério é quem tem mais de 18 anos, não quem tem maioridade civil. 
· A principio, teria capacidade para casar quem tem capacidade civil. Entretanto, o CC de 2002 estabeleceu duas grandes hipóteses para ter capacidade para casar:
1. Capacidade civil (maiores de 18 anos) – aqui não leva em questão o discernimento, apenas a idade. 
2. Quem tem idade núbio (idade de ser nubente, de contrair núpcias). – 16 anos (na verdade, entre 16 e 18 anos). // é uma situação excepcional.  Art. 1.517. “O homem e a mulher com dezesseis anos podem casar, exigindo-se autorização de ambos os pais, ou de seus representantes legais, enquanto não atingida a maioridade civil.”. Aqui, o critério para casar não é a capacidade, e sim a idade. Por isso, mesmo uma pessoa tendo 16 anos e sendo emancipada, ainda precisaria da autorização dos pais parar casar. 
· Ate o inicio de 2019, menores de 16 anos (absolutamente incapaz) poderiam casar. Meninas, menores de 16 anos, poderiam casar se estivessem gravidas. Essa possibilidade acabou. // OBS.: garotos menores de 16 anos que engravidassem mulheres menores ou ate mais velhas também fazia dele capaz. // essa situação foi modificada pelo art. 1520 CC: “Não será permitido, em qualquer caso, o casamento de quem não atingiu a idade núbil, observado o disposto no art. 1.517 deste Código. “
Impedimentos matrimonais: São as circunstâncias de fato e/ou de direito, expressamente previstas em lei, as quais determinam proibição de determinados casamentos; ou têm o condão de torna-los nulos.
· Finalidade social: Preservação de valores morais da sociedade; estabilidade social; eugenia (prevenção de filiação com problemas genéticos); punição por delitos;
· Origem: Dir. Canônico. Regras da Igreja Católica, sistematizadas na Alta Idade Média e que restaram herdadas nos Códigos Ocidentais. 
· Art. 1.521. Não podem casar:
I - os ascendentes com os descendentes, seja o parentesco natural ou civil;
II - os afins em linha reta; - parentesco natural - 
III - o adotante (pai) com quem foi cônjuge(nora) do adotado (filho) e o adotado com quem o foi do adotante; - parentesco civil - 
IV - os irmãos, unilaterais ou bilaterais, e demais colaterais, até o terceiro grau inclusive;
V - o adotado com o filho do adotante; (irmãos adotivos)
VI - as pessoas casadas; (o Brasil não admite bigamias)
VII - o cônjuge sobrevivente com o condenado por homicídio ou tentativa de homicídio contra o seu consorte; (o amante que mata o marido/esposa, não pode casar com a esposa/marido)
· Parentesco civil = adotados. 
· Parente por afinidade: afins são os parentes do cônjuge, os da linha reta são: Sogro, sogra, genro, nora, padrasto, madastra, enteado. NÃO EXISTE EX PARENTE AFIM DE LINHA RETA! Mesmo que você se separe, a mae da sua ex mulher ainda é sua sogra. 
· Irmãos unilaterais: Filhos de so um dos pais.
· Irmãos bilaterais: filhos de pai e mãe. 
· Casamento avuncular: casamento entre parentes de 3º grau. Exemplo: tios e sobrinhos. 
· OBS2: Em 1941, houve um decreto-lei 3200/41 que ainda é valido:
Art. 1º O casamento de colaterais, legítimos ou ilegítimos do terceiro grau, é permitido nos termos do presente decreto-lei. Ver tópico (1 documento) 
Art. 2º Os colaterais do terceiro grau, que pretendam casar-se, ou seus representantes legais, se forem menores, requererão ao juiz
Página123456789...17