Eleco Apostila de prática 2012-2 (1)
25 pág.

Eleco Apostila de prática 2012-2 (1)


DisciplinaElementos de Ecologia72 materiais338 seguidores
Pré-visualização8 páginas
não poderá viajar, seja menor de idade ou não! 
\u2022 Informar-se sobre eventuais problemas de saúde de cada componente do grupo, e, em caso 
positivo, garantir que o mesmo estará levando os medicamentos necessários; 
\u2022 Coordenar as atividades do grupo de forma a atender os cronogramas propostos; estar atento 
para mobilizar o grupo ao início de cada atividade; 
\u2022 Evitar dispersão do grupo durante os trabalhos; saber onde se encontram os componentes a cada 
momento da prática; 
\u2022 Zelar para que sejam respeitadas as normas de conduta para o trabalho de campo. 
\u2022 Comunicar aos professores qualquer problema ou dificuldade que esteja além de suas 
possibilidades resolver. 
 
Material a ser levado (\u201ccheck list\u201d): 
\ufffd Barraca, saco de dormir ou roupa de cama, cobertor, isolante, material para higiene pessoal; 
\ufffd Calça comprida, camisetas leves, capa de chuva, agasalho, roupa de banho, 2 tênis velhos 
(pelo menos um que possa ser molhado), meias (preferencialmente compridas), chapéu ou 
boné; 
\ufffd Protetor solar, repelente 
\ufffd Cantil ou similar para levar para as práticas 
\ufffd Lanterna e pilhas 
\ufffd Prancheta, saco plástico transparente, papel e lápis; 
\ufffd Papel higiênico, saco para lixo; 
\ufffd Relógio (com despertador) 
\ufffd Caneca ou copo para uso individual ao longo de todo o período da saída de campo (para 
evitar desperdício de copos plásticos descartáveis) 
 
Acampamento: 
Os alunos deverão utilizar barracas, e, para isso, é necessária organização prévia entre os 
colegas, para que cada um tenha certeza de que terá local para dormir. As barracas devem ser 
levadas pelos próprios alunos, e serão montadas assim que chegarmos ao local ou após a aula 
prática de Encontre & Mostre, dependendo das condições. Cada um deve providenciar também seu 
próprio saco de dormir e/ ou roupa de cama e cobertor. Lembrem que, mesmo que seja verão, à 
noite pode ser bem frio! Lembrem também de estarem preparados para chuva. Para o caso de 
termos que montar as barracas mais para o final da tarde, é necessário que sejam levadas lanternas 
para facilitar o trabalho. 
 
Infraestrutura do local: 
 O acampamento possui gramados para instalação de barracas, um de cada lado da rua. No 
lado contrário à sede, além do gramado, há ainda 7 clareiras disponíveis para instalação de barracas, 
as quais são acessíveis por pequenas trilhas. No total há aproximadamente 12 banheiros, divididos 
em 4 locais próximo às barracas, sendo que os femininos e masculinos estarão indicados na 
respectiva porta. O alojamento possui 15 leitos, que serão destinados a professores e alguns 
monitores. Adjacente ao alojamento se localiza o refeitório, com mesas cobertas e na rua. Os 
banheiros localizados próximo ao alojamento e refeitório são de uso exclusivo para professores 
e monitores, e permanecerão trancados. 
 
Refeições e lanches: 
O almoço de sexta-feira fica por conta de cada aluno. Não haverá parada na estrada, 
então cada um deve levar seu próprio lanche. Sugere-se que os alunos almocem antes de embarcar 
no ônibus. Lembrem também que no dia da saída será feriado na UFRJ (dia do funcionário público), 
 5
e portanto, a oferta de locais para almoço pode ser limitada. Procurem se informar anteriormente. À 
noite, após as atividades, será servida uma refeição quente. 
No sábado haverá café da manhã e refeição quente à noite, ambos no acampamento. 
No domingo também haverá café da manhã, porém após o término das atividades, no final 
da tarde, será servido um lanche ao invés de refeição quente, para que a saída do local seja 
agilizada. No meio do dia (sábado e domingo) entre a troca das práticas, será fornecido um lanche 
reforçado (sanduíche, refresco e doce). Mas Atenção: se alguém achar que esse lanche pode não 
ser suficiente, favor providenciar individualmente um reforço! Recomendamos que não sejam 
levados alimentos que deteriorem rapidamente (iogurte, frios, maionese, etc..). Sugerem-se frutas, 
biscoitos, barras de cereal, sanduíches de queijo, sucos e/ ou achocolatados em caixinhas. Levar 
sempre recipiente para água. 
 
 
 
AVALIAÇÕES DAS PRÁTICAS 
 
1) Para a prática de Encontre & Mostre: deverá ser entregue um relatório até 24 horas após o 
término da prática. Instruções para a confecção do relatório serão dadas pelo professor durante a 
aula. 
 
2) Para as demais práticas: Na segunda-feira seguinte à volta da saída de campo (03/12/2012) será 
aplicada uma prova de avaliação sobre as práticas, durante o horário normal de aula (10 às 12hs 
para o DIURNO e 18:20 às 20hs para o NOTURNO). A prova será feita em grupo (o mesmo das 
práticas) e com consulta às anotações feitas durante as práticas e também qualquer material 
impresso que os grupos queiram levar. Serão elaboradas quatro questões dissertativas sobre os 
temas abordados nas práticas: 
. Características físicas e químicas do ambiente (Todas) 
. Estrutura do substrato do sistema - Solo/sedimento (Mangue, Riacho e Mata) 
. Adaptações da flora e da fauna (Todas) 
. Fluxo de energia / Ciclagem de Nutrientes/ Matéria Orgânica (Todas) 
. Relações tróficas \u2013 produtores, consumidores e decompositores do sistema (Todas) 
. Ciclos biogeoquímicos (Mangue e Mata) 
. Sucessão ecológica (Mata) 
. Métodos utilizados e principais resultados obtidos (Mata e Bromélia) 
 
 6
PRÁTICA DE CAMPO 
 
Objetivo 
 Permitir o contato com diferentes ecossistemas e adaptações dos organismos, identificando 
conceitos e variáveis do meio físico e biológico. Pretende-se estimular a observação para elaboração 
de sua própria descrição dos fenômenos. Através da vivência em diferentes ambientes, pretende-se 
que o aluno construa seus conhecimentos. Recomenda-se manter sempre claros e presentes os 
conceitos de ecossistemas e adaptações, para, dessa forma, encarar os diferentes ambientes. Todas 
as informações deverão ser recolhidas e anotadas. Não confie na memória e tenha sempre a mão sua 
prancheta e lápis. 
 
INFORMAÇÕES SOBRE OS LOCAIS DAS PRÁTICAS 
 
Abaixo são apresentadas informações de cada um dos locais onde serão realizadas as aulas práticas: 
(1) Parque Nacional da Serra dos Órgãos (práticas de Mata e Bromélia e parte da prática de Rio/ 
Riacho), (2) Área de Proteção Ambiental Guapimirim (prática de Manguezal) e (3) Campo Escola 
Escoteiro Geraldo Hugo Nunes (práticas de Rio/ Riacho e Encontre & Mostre). 
 
PARQUE NACIONAL DA SERRA DOS ORGÃOS (PARNASO) 
 
Objetivos específicos da UC 
Conservar e proteger amostra do ecossistema da floresta primitiva da Serra do Mar, e do 
ecossistema de "campo de altitude", onde encontra-se grande parte dos casos de endemismo do 
Parque e promover a pesquisa e a educação ambiental na unidade 
Área: 10.527,00 (ha) 
 
Aspectos Culturais e Históricos 
A idéia de criação do Parque foi devido a estudos cartográficos feitos por uma missão da 
qual participaram militares belgas. Por isso a área passou a despertar maiores interesses para a 
criação de uma Reserva. A área onde se localiza o Parque abrange a região de Petrópolis à Friburgo, 
tem origem ocupacional antiga, datando de 1788 num primeiro documento cartográfico produzido 
para a área de Teresópolis. 
 
Aspectos Físicos e Biológicos 
 
Clima: Situa-se numa faixa climática variando entre o quente, sub-quente e super-úmido; porém 
com período de sub-seca intermediário. A porção do Parque acima das cotas altimétricas de 800 m 
possui um clima denominado de Mesotérmico brando com temperaturas entre 18 e 19° C. 
Relevo: Está na faixa de dobramento remobilizado formado por escarpas e reversos da Serra do 
Mar; também denominada "frente dissecada do bloco falhado", sendo que esse bloco falhado se 
 7
apresenta dividido em dois grupos aparentemente distintos. O Parque está na província 
biogeográfica da Serra do Mar e no domínio morfoclimático Tropical Atlântico. 
Vegetação: O Parque possui uma Floresta Tropical Pluvial Atlântica rica em palmeiras, cipós, 
epífitas, e árvores de elevado tamanho. As formas florestais, apesar de apresentarem aparência 
primitiva são na verdade