A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 1
Padrões de herança e genes únicos - herança 
ligada ao sexo
Cromossomos sexuais 
Efeito do cromossomo Y no desenvolvimento embriológico dos sistemas 
reprodutores 
Na 6a semana, há presença de células germinativas primordiais, cristas genitais pareadas e cordões sexuais. A presença genes 
contidos no cromossomo Y (gene TDF/SRY) promove formação dos testículos e a ausência de ovários. Tecido medular 
forma testículos típicos (túbulos seminíferos e células de Leydig), os quais, juntos à gonadotropina coriônica da placenta, 
promovem a formação de andrógenos. Além disso, a influência de genes na espermatogênese (DAZ e AZF) promovem a 
formação de genitália interna/externa masculina. 
Vários genes atuam na diferenciação sexual. Mesmo com a ausência do cromossomo Y pode ocorrer a formação de testículos.
Cromossomo Y 
Menos de 100 genes (~20 proteínas diferentes). Genes restritos ao desenvolvimento gonodal e genital. 
obs.: região pseudoautossômica (PAR) pareia com o cromossomo X (crossing over) e pode recombinar; em casos raros, há 
crossing over fora da PAR → troca de material genético entre X e Y → homens XX e mulher XY
HERANÇA LIGADO AO X = herança ligada ao sexo
HERANÇA LIGADO DO Y = herança holândrica (homem para homem)
Cromossomo X 
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 2
~1100 genes e 300 ligados à doença. Genes não relacionados com a determinação sexual. 
Mutações no cromossomo X promovem doenças, como 
distrofia muscular de Duchene, diversas síndromes etc.
obs.: região pseudoautossômica (PAR) pareia com o cromossomo X e Y (crossing over) 
Inativação do X, compensação de dose e expressão de genes ligados ao X 
Inativação do X → processo fisiológico normal que inativa a maioria dos genes em um dos X. 
Compensação de dose = equalização da expressão de genes ligados ao X nos dois sexos.
Na 1a semana da embriogênese, há escolha aleatória do X a ser inativado (centro de inativação do X). Há formação de 
massa heterocromática (corpúsculo de Barr), que é mantida em cada linhagem clonal. Mulheres são mosaicos celulares 
em relação à expressão de genes ligados ao X.
Inativação do X 
Depende do centro de inativação do X (XIC); regulador mestre XIST (inactive X [Xi]-specific transcript) - desencadeia 
metilação do cromossomo. 
Existem características epigenéticas e cromossômicas que distinguem os X e X inativo:
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 3
Em pacientes com cromossomos X extra (mulher ou homem), o X extra é inativo.
Nesse processo, ~15% dos genes no X escapam da inativação. Logo, indivíduos com Síndrome de Klinefelter (47, XXY) e 
Síndrome de Turner (45, X) são fenotipicamente anormais.
Inativação do X em mulheres com doenças ligadas ao X 
MOSAICISMO → proporção de células com alelo mutante no X ativo ou inativo pode ser diferente nos tecidos - impacta 
na produção de proteínas no local, o que pode gerar doenças 
ex.: distrofia muscular de Duchenne (XLR)
Mulheres homozigotas XhXh = afetadas
Mulheres heterozigota XHXh = portadoras (heterozigotas manifestantes ou não) - se o X afetado for o H, a doença será 
mais grave; se o X afetado for o h, a doença será mais branda
Herança ligada ao X - em genes fora das PARs 
Genótipos e fenótipos nas doenças ligadas ao X - recessiva 
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 4
Genótipos e fenótipos nas doenças ligadas ao X - dominante 
O termo recessivo ou dominante é diferente das autossômicas, devido às mulheres heterozigotas. Inativação aleatória do X e da 
produção de células nos tecidos pertinentes que tenham o alelo mutante no X ativou ou inativo. 
Herança recessiva 
Expressa em todos os homens que recebem o alelo mutante (geralmente, restritos aos homens). 
PODEM SURGIR:
Não se distribui igualmente nos 2 sexos (afeta, principalmente, homens). Não há transmissão direta de pai para filho. 
Homens afetados geralmente tem filhas e filhos normais. Transmissão de homem afetado a todas as suas filhas e seus 
netos terão 50% de risco. 
Mulheres afetadas → quando ocorre, o mais habitual são heterozigotas manifestantes (depende da inativação do X). 
Muito raro em mulheres (principalmente, XhXh). 
Exemplos
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 5
obs.: no daltonismo, é possível entrar mulheres homozigotas.
Daltonismo - herança recessiva
Alteração visual que afeta a distinção de cores. Mais comuns no vermelho e verde.
Distúrbio dicromáticos graves (ausência de cones). Pode ser: protanopia (vermelho), deuteranopia (verde), tritanopia 
(azul)
Distúrbios tricromáticos moderados (variação do número de cones, percepção enfraquecida). Pode ser: protanomalia 
(vermelho), deuteranomalia (verde), tritanomalia (azul)
FREQUÊNCIA → 8% dos homens (deuteranomalia 4-5%) e 0,5% em mulheres 
GENES → protanopia, deuteranopia, protanomalia e deuteranomalia (cromossomo Xq28); tritanopia e tritanomalia (genes no 
cromossomo 7).
Hemofilia - herança recessiva
HEMOFILIA A → fator VIII - clínica variável dependendo da [fator].
Graves = fator VIII <1% (metade dos hemofílicos)
Moderados = fator VIII 1-5%
Leve = 5-30% 
COMPLICAÇÕES → hemartroses, hematomas, hemorragias intracranianas etc
HEMOFILIA B → fator IX (menos frequente)
Distrofia muscular de Duchenne (DMD)
Miopatia progressiva que resulta em degeneração progressiva e fraqueza muscular (mais comum e grave distrofia 
muscular). 
Início antes dos 6 anos de idade e confinamento em cadeira de rodas aos 12 anos. Morte aos 20 anos.
Herança dominante 
Diferença do autossômico dominante → ausência da transmissão de pai para filho (pai só transmite o Y para o filho).
Se o homem for afetado e a mulher normal, as filhas serão afetadas e filhos normais. Mulheres afetadas → 50% dos filhos 
afetados
Mais mulheres afetadas do que homens. 
GRAVIDADE → homens (letal) > mulheres (variável)
É incomum mulheres homozigoto dominante (dominância incompleta).
Síndrome de Rett
LOCALIZAÇÃO → Xq28 (enzima MECP2)
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 6
Doença que ocorre quase exclusivamente no sexo 
feminino e consiste em uma deficiência progressiva no 
desenvolvimento neurológico. 
Parada e regressão de desenvolvimento neurológico em 6-18 
meses. Morte súbita na idade adulta.
Condição letal aos homens.
Raquitismo resistente à vitamina D (raquitismo hipofosfatêmico ou hipofosfatemia) 
LOCALIZAÇÃO → braço curto do cromossomo X (Xp22.2-p22.2)
Resumo 
Padrões de herança e genes únicos - herança ligada ao sexo 7