A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
A BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARNAÍBA - AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS

Pré-visualização | Página 4 de 4

De modo geral, pôde-se observar no mínimo a maioria dos parâmetros 
analisados dentro do padrão recomendado pela norma. No entanto, o 
levantamento de dados foi muito superficial. Outros parâmetros de crucial 
importância para a análise da qualidade de uma água não foram considerados 
como indicadores biológicos. 
O estado do Maranhão apresenta uma grande extensão territorial e 
hídrica, com variações em fatores que influenciam nos ciclos hidrológicos como 
estiagens, e variações em atividades econômicas realizadas. Diferentes 
atividades socioeconômicas geram diferentes impactos nos corpos hídricos. 
Considerando toda essa extensão e potencial no estado, a quantidade de pontos 
estudados pode ser considerada insuficiente e poderia ter sido muito melhor 
explorado, tanto que de modo geral a bacia hidrográfica do Paranaíba 
praticamente não foi contemplada com pontos de coleta. 
De qualquer forma, vale ressaltar a importância do acompanhamento 
constante da qualidade destes corpos hídricos, pois assim atitudes de 
fiscalização e mitigações (quanto necessárias) ficam bem mais fáceis, apesar de 
que no estado do Maranhão ainda existem muitos déficits nesse sentido. Apesar 
de normas de crucial importância como a Política Estadual de Recursos Hídricos 
e a criação dos Comitês de Bacias Hidrográficas, ainda há um longo caminho a 
ser percorrido a fim de assegurar a qualidade dos corpos hídricos no estado. 
 
 
 
 
 
 
 
 
REFERÊNCIAS 
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (Brasil). Disponibilidade e demandas de 
recursos hídricos no Brasil. Brasília: ANA, 2005. 
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (Brasil). Plano Nacional de Recursos 
Hídricos - Secretaria de Recursos Hídricos. Síntese Executiva. Brasília, MMA, 
2006. 
CAMPOS, N. (Org). Gestão das águas: princípios e práticas. Porto Alegre, 2ª. 
ed., ABRH, 2003. 
MARANHÃO. SEMATUR. Diagnóstico dos principais problemas ambientais 
do Estado do Maranhão, São Luís: LITHOGRAF, 1991. 
SANTOS, L. C. A. dos. e LEAL, A. C. Política de recursos hídricos no estado 
do Maranhão. In: CUNHA, L; PASSOS, M. M. dos; e JACINTO, R. (Org). As 
novas geografias dos países de língua portuguesa: paisagens, territórios, 
políticas no Brasil e Portugal. Guarda: CEI, 2010.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.