A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Trabalho Locação, Fiança e Doação JOAO GABRIEL

Pré-visualização | Página 1 de 1

ALUNO: 	JOAO GABRIEL GONCALVES MESQUITA
1- Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO ANULATÓRIA DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS E DOAÇÃO. ALEGAÇÃO DE SIMULAÇÃO. NÃO COMPROVADA A ALEGADA DISSIMULAÇÃO NEGOCIAL. DOAÇÃO INOFICIOSA NÃO VERIFICADA, NA HIPÓTESE. Assentados os contornos da causa de pedir e dos pedidos deduzidos pela parte autora, tem-se que, a teor do artigo 373, I, do CPC/2015, era seu o ônus de comprovar que seu pai efetivamente adquiriu o referido imóvel para si, encobrindo tal aquisição mediante uso do nome da ré, para fins ditos meramente formais. No caso em tela, não há provas a suportar a conclusão, como pretende a parte autora, de realização de negócio simulado, por aparentar conferir ou transmitir direitos a pessoas diversas daquelas às quais realmente se conferem, ou transmitem, a teor do artigo 167, § 1º, I, do CCB. Alegação de doação inoficiosa não demonstrada. Sentença mantida. APELO DESPROVIDO.
	Base legal que prova o alegado referente a Doação Inoficiosa e negócio simulado. 
Institui o Código Civil.
Art. 549. Nula é também a doação quanto à parte que exceder à de que o doador, no momento da liberalidade, poderia dispor em testamento.
Art. 161 - Suprimir ou deslocar tapume, marco, ou qualquer outro sinal indicativo de linha divisória, para apropriar-se, no todo ou em parte, de coisa imóvel alheia:
Pena - detenção, de um a seis meses, e multa.
§ 1º - Na mesma pena incorre quem:
Usurpação de águas
I - Desvia ou represa, em proveito próprio ou de outrem, águas alheias;
Esbulho possessório
2- Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE. PEDIDO LIMINAR INDEFERIDO. DECISÃO REFORMADA. Caso em que preenchidos os requisitos para concessão da liminar de reintegração de posse, pois muito embora não se tenha absoluta certeza da alegada doação verbal, os autores/agravantes estavam na posse do imóvel, ao menos do que se tem dos autos, o que foi obstado pelo réu/agravado ao trocar os cadeados que dão acesso ao mesmo, impedindo-os de ingressarem no local.Não obstante o bem tenha sido transmitido aos herdeiros, no caso o réu, via testamento, a ação possessória é baseada na posse, o que, neste momento, melhor favorece os autores.Neste contexto, existindo nos autos elementos capazes de justificarem e comprovarem a posse anterior exercida pelos recorrentes e o esbulho praticado pelo agravado, necessária se faz a reforma da decisão recorrida, a fim de que seja deferida a liminar. DERAM PROVIMENTO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO
Institui o Código Civil.
Art. 541. A doação far-se-á por escritura pública ou instrumento particular.
Parágrafo único. A doação verbal será válida, se, versando sobre bens móveis e de pequeno valor, se lhe seguir incontinenti a tradição.
Art. 560. O direito de revogar a doação não se transmite aos herdeiros do doador, nem prejudica os do donatário. Mas aqueles podem prosseguir na ação iniciada pelo doador, continuando-a contra os herdeiros do donatário, se este falecer depois de ajuizada a lide.
3- Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. LOCAÇÃO. AÇÃO DE DESPEJO C/C COBRANÇA. I. No caso, observa-se que o próprio autor em seu depoimento (fls. 79-82), confirma que sua ex-companheira tinha autorização para locar o imóvel, tanto que lhe repassava, inicialmente, um valor de R$ 240,00 (duzentos e quarenta reais mensais), valor esse oriundo dos pagamentos locatícios efetivados pelo réu. II. Assim, denota-se que a parte autora não demonstrou os fatos constitutivos do seu direito (prova de relação locatícia havida entre as partes), ônus que lhe incumbia, a teor do que disposto no artigo 373, I, do Código de Processo Civil, devendo ser mantida a sentença de improcedência da ação. III. Sucumbência majorada por expressa previsão legal. NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. UNÂNIME.
Base legal que prova o alegado referente possibilidade do contrato de locação ser verbal. 
Art. 47. Para as ações fundadas em direito real sobre imóveis é competente o foro de situação da coisa.
§ 1º O autor pode optar pelo foro de domicílio do réu ou pelo foro de eleição se o litígio não recair sobre direito de propriedade, vizinhança, servidão, divisão e demarcação de terras e de nunciação de obra nova.
§ 2º A ação possessória imobiliária será proposta no foro de situação da coisa, cujo juízo tem competência absoluta
Lei nº 8.245 de 18 de Outubro de 1991
Dispõe sobre as locações dos imóveis urbanos e os procedimentos a elas pertinentes.
Art. 9º A locação também poderá ser desfeita:
III - em decorrência da falta de pagamento do aluguel e demais encargos;
4- Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. LOCAÇÕES. FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. BUSCA DE PATRIMÔNIO DA ESPOSA DO FIADOR. IMPOSSIBILIDADE. A fiança obriga somente aquele que constou como garantidor da locação, não podendo ser extendida a terceiros que sequer constam no contrato. Para utilizar ben..
Base legal que prova o alegado Obs Artigos do C. Civil transcrever.
Institui o Código Civil.
Art. 819. A fiança dar-se-á por escrito, e não admite interpretação extensiva.
5- Ementa: APELAÇÃO. LOCAÇÃO. AÇÃO DE DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO. INADIMPLÊNCIA A CONTAR DE MARÇO/18 VERIFICADA. DESPESAS DE ÁGUA E LUZ DEVIDAS ATÉ A DESOCUPAÇÃO DO IMÓVEL. DECRETO DE DESPEJO MANTIDO. 1. Esta ação refere-se aos aluguéis e despesas de água e luz vencidos desde março/18 e devidos at... 
Base legal que prova o alegado. Obs Artigos do C. Civil / Lei 8.245 /91 transcrever – Obrigações do locatário referente as despesas alegadas na ementa.
Institui o Código Civil.
Art. 569. O locatário é obrigado:
II - a pagar pontualmente o aluguel nos prazos ajustados, e, em falta de ajuste, segundo o costume do lugar;
Art. 23. Também se declarará a ausência, e se nomeará curador, quando o ausente deixar mandatário que não queira ou não possa exercer ou continuar o mandato, ou se os seus poderes forem insuficientes.
LEI No 8.245, DE 18  DE OUTUBRO DE 1991.
Art. 23. O locatário é obrigado a: 
I - pagar pontualmente o aluguel e os encargos da locação, legal ou contratualmente exigíveis, no prazo estipulado ou, em sua falta, até o sexto dia útil do mês seguinte ao vencido, no imóvel locado, quando outro local não tiver sido indicado no contrato;

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.