Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Fichamento sobre drogas

Pré-visualização | Página 1 de 1

No texto “Uso de álcool, tabaco e maconha: repercussões na qualidade de vida de estudantes” o tema principal abordado é o consumo de drogas lícitas e ilícitas por adolescentes. Nele aborda que quando se fala de substâncias ilícitas o consumo de maconha prevalece entre os adolescentes, entre a faixa etária de 15 anos. 
É citado que o sexo feminino se destaca no uso de álcool e tabaco e que há uma relação muito significativa entre os estudantes que utilizam de álcool trabalharem, além de estudar. As substâncias mais utilizadas pelos adolescentes são: álcool, tabaco e maconha. Muita das vezes o consumo de tabaco foi associado a situações ruins ou até mesmo muito ruins quanto a qualidade de vida o que é ao contrário com os que não utilizam tal substância. No mesmo texto fala sobre o álcool ser uma das substancias mais utilizada pelos adolescentes, isso é um grande problema pois o uso precoce do álcool aumenta as chances de no futuro esse adolescente desenvolver um vício, o texto comenta sobre como a questão social e aceitação do adolescente influência no consumo de tais substâncias. 
Contudo, além do álcool a substância que aparece em segundo lugar é o tabaco, no qual é um produto de extrema facilidade para o adolescente conseguir e se eles começam a utilizar dessa substancia precocemente há muita chance dele continuar o uso por toda idade adulta. Dentre os adolescentes que iniciaram o consumo de substancias psicoativas o tabaco, maconha e crack se destacam. Um dos motivos do adolescente utilizar de tais substancias é sua curiosidade e prazer. A utilização dessas substancias influenciam muita a qualidade de vida dos adolescentes. Prevenir o inicio precoce dessas substancias tem sido um desafio para a saúde pública do Brasil e o ambiente escolar tem sido um dos lugares mais propícios pra prevenção ou auxilio dos adolescentes quanto a esse assunto. 
Já que na fase da adolescência o adolescente não tem muita percepção do quão errado e prejudicial é o consumo de substâncias psicoativas as escolas têm um papel muito importante em auxiliar esses alunos e estudos demonstram que os atos escolares cooperam positivamente na qualidade de vida dos alunos, ou seja, campanhas escolares que abordam riscos e prejuízos ocasionados por tais substâncias são de alto beneficio aos adolescentes.