A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Temas Contemporâneos Da Diversidade De Gênero à Faixa Geracional

Pré-visualização | Página 1 de 6

Questão 1/10 - Temas Contemporâneos: Da Diversidade De Gênero à Faixa Geracional
Leia o trecho abaixo:
“O crime mais marcante ocorreu em 7 de abril de 2011, quando doze adolescentes com idades entre 12 e 14 anos foram mortos a tiros na escola municipal Tasso da Silveira, localizada no bairro do Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro. O atirador, Wellington Menezes de Oliveira, era um ex-aluno que teria sido vítima de bullying”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/violencia-nas-escolas-das-ruas-para-a-sala-de-aula.htm>. Acesso em: 29 mar. 2017.
A partir do fragmento acima e do texto-base O bê-á-bá da intolerância e da discriminação, quanto à história da violência no cenário escolar brasileiro, leia as sentenças a seguir, assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas.
I. ( ) Na década de 1970, os pesquisadores procuravam explicações para as agressões interpessoais, principalmente entre alunos.
II. ( ) Na década de 1980, os pesquisadores enfatizavam as ações contra o patrimônio, como, por exemplo, as depredações.
III.( ) Nos últimos anos do século XX e nos primeiros do século XXI, os pesquisadores preocupam-se com o aumento da violência, bem como com a relação dela com o problema do narcotráfico.
Agora, marque a sequência correta:
Nota: 10.0
	
	A
	V – F – V
	
	B
	F – V – F
	
	C
	V – V – V
	
	D
	F – V – V
Você acertou!
	
	E
	V – F – F
Questão 2/10 - Temas Contemporâneos: Da Diversidade De Gênero à Faixa Geracional
Leia o fragmento de texto a seguir:
“Era ensinada aos negros cativos por escravos que eram capturados e voltavam aos engenhos. Os movimentos de luta foram adaptados às cantorias africanas e ficaram mais parecidos com uma dança, permitindo assim que treinassem nos engenhos sem levantar suspeitas dos capatazes. Durante décadas, [...] foi proibida no Brasil. A liberação da prática aconteceu apenas na década de 1930, quando uma variação (mais para o esporte do que manifestação cultural) foi apresentada ao então presidente Getúlio Vargas, em 1953, pelo Mestre Bimba. O presidente adorou e a chamou de ‘único esporte verdadeiramente nacional’”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.brasil.gov.br/cultura/2009/10/cultura-afro-brasileira-se-manifesta-na-musica-religiao-e-culinaria>. Acesso em: 06 abr. 2017. 
De acordo com o texto-base Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos, podemos afirmar que a demanda curricular de introdução obrigatória do ensino de História da África e das culturas afro-brasileiras nas escolas da educação básica exige:Nota:10.0
	
	A
	mudança de práticas e descolonização dos currículos da educação básica e superior em relação à África e aos afro-brasileiros.
Você acertou!
	
	B
	conservação dos ideais pedagógicos disseminados na escola tradicional, e controle ideológico da cultura brasileira.
	
	C
	mudança das raízes religiosas dos alunos, como maneira de preservar as religiões de matriz africana.
	
	D
	preservação do currículo escolar, foco nas relações modernas de colonização e práticas tradicionais.
	
	E
	espaço para prática de capoeira e ensino de danças africanas, como forma resguardar a cultura afro-brasileira.
Questão 3/10 - Temas Contemporâneos: Da Diversidade De Gênero à Faixa Geracional
Leia o fragmento de texto a seguir.
“E todas essas lições são atravessadas pelas diferenças, elas confirmam e também produzem diferença. Evidentemente, os sujeitos não são passivos receptores de imposições externas. Ativamente eles se envolvem e são envolvidos nessas aprendizagens — reagem, respondem, recusam ou as assumem inteiramente”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <https://bibliotecaonlinedahisfj.files.wordpress.com/2015/03/genero-sexualidade-e-educacao-guacira-lopes-louro.pdf>. Acesso em 05 abr. 2017. 
De acordo com o texto-base Gênero e sexualidade nas pedagogias culturais: implicações para a educação infantil, Shirley Stainberg orienta os profissionais da educação em relação ao cuidado/educação de crianças, em relação a essas orientações, assinale a alternativa correta.Nota: 10.0
	
	A
	A visão da infância/criança dos profissionais da educação deve propiciar a reprodução da disciplina e bom comportamento patriota.
	
	B
	Os profissionais da educação devem enfatizar o lúdico para que a criança tenha domínio da lógica e da gramática.
	
	C
	Os profissionais da educação devem ter uma visão da infância/criança que dê conta dos efeitos da cultura popular em suas autoimagens e visões de mundo.
Você acertou!
	
	D
	A visão da infância/criança dos profissionais da educação deve dar conta de estimular a memorização dos conteúdos para que em tempo futuro tenha êxito em processos seletivos.
	
	E
	Os profissionais da educação devem priorizar o reconhecimento da escola como um espaço reservado para seu acolhimento enquanto os pais e/ou responsáveis estão ocupados.
Questão 4/10 - Temas Contemporâneos: Da Diversidade De Gênero à Faixa Geracional
Leia o fragmento de texto a seguir:
“Por isso, parece necessário questionar o alcance desses programas, a radicalidade (ou não) de suas proposições e, principalmente, investigar as práticas escolares que, vinculadas a eles, de fato se realizam. Dispomos de poucas informações sobre as formas como as escolas brasileiras conduzem suas aulas ou atividades ligadas à educação sexual”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <https://bibliotecaonlinedahisfj.files.wordpress.com/2015/03/genero-sexualidade-e-educacao-guacira-lopes-louro.pdf>. Acesso em: 05 abr. 2017.
A partir do pensamento acima, mas principalmente dos conteúdos do texto-base Gênero e sexualidade nas pedagogias culturais: implicações para a educação infantil, sobre a questão da articulação entre os conceitos de gênero e a educação infantil, leia as sentenças a seguir assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas.
I. ( ) A maior parte dos estudos produzidos no Brasil sobre a criança pequena remete a temas como: desenvolvimento motor, afetivo e cognitivo da criança .
II. ( ) As estudiosas Marina Subirats, Valerie Walkerdine, Naima Browne e Pauline France realizaram profícuos trabalhos sobre o tema gênero na educação infantil fora do Brasil .
III.( ) A produção acadêmica brasileira sobre o tema gênero na educação infantil possui uma razoável produção, isto é, não carecendo de novas produções sobre o referido tema.
Agora, marque a sequência correta:Nota: 10.0
	
	A
	V – V – V
	
	B
	V – V – F
Você acertou!
	
	C
	F – V – F
	
	D
	F – V – V
	
	E
	V – F – V
Questão 5/10 - Temas Contemporâneos: Da Diversidade De Gênero à Faixa Geracional
Leia o fragmento de texto a seguir:
“Defendemos aqui, que não há neutralidade na teoria curricular, e como tal, optamos pela abordagem de uma vertente crítica da teoria curricular como vital para quem concebe a Educação como uma das ferramentas possíveis de transformação social. Não se concebe aqui o currículo como o "redentor" para uma educação que se pretende crítica, pelo contrário, a teoria curricular crítica não entrega receitas prontas, muito menos visa politizar alguém de cima para baixo”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.revistamovimento.uff.br/index.php/revistamovimento/article/view/204>. Acesso em: 06 abr. 2017.
De acordo com o texto-base Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos; analise as afirmativas que se seguem.
I. A teoria educacional e o campo do currículo são formados por duas vertentes: a interna e a externa.
II. A vertente externa do currículo se concentra na pluralidade epistemológica da ciência e nas relações específicas entre ciência e religião.
III.A vertente interna do currículo questiona a relevância epistemológica, sociológica, e política da diversidade interna de práticas científicas.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.