A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Relação do sono com o sistema Imunológico

Pré-visualização | Página 1 de 1

O sono e a influência no sistema imune
Sono responsável por homeostase
· Vivendo em uma era dos distúrbios do sono
Diminuição da média de tempo de sono : mais luz e aparelhos eletrônicos
· Desordens podem ser crônicas ou agudas
Há relação entre distúrbios e prevalência de doenças
· Impacta o funcionamento do sistema imune
· Comum haver adoecimento após dias de interrupções do ciclo do sono, de forma aguda
· Pesquisas demonstraram que em momentos de diminuição de aono há fator S: molécula que se acumula durante a vigília que colabora na indução do sono (peptideo do sistema imunológico)
Porém, há poucos estudos experimentais em humanos, geralmente são feitos em animais pela ética e dificuldade de realizar esses experimentos.
Um estudante que se privou do sono por dias relatou diversos sintomas. 
Pessoas que são privadas de sono intencional se infectam mais facilmente com vírus do resfriado (rinovirus).
Além disso, estudos mostraram que há oscilação de células durante o ciclo circadiano.
- Geralmente, indivíduos com apneia tem tendência maior a se infectar. Há produção de citocinas pro inflamatórias, proteína C reativa – diabetes, alergia, problemas cardíacos...
 - Saber o status de sono do indivíduo pode ajudar a predizer a gravidade de infecções, como no caso de COVID 19.
Em modelos animais, há a mimetização de distúrbios do sono. 
· O sistema imune pode fazer o sentido inverso, ou seja, influenciar a qualidade do sono. 
Ex.: Em casos de asma, há ação de TH2 e citocinas IL4, que recruta resposta para o pulmão. Camundongos e humanos c asma grave tem resistência a corticóide dexametrazona, pois TH17 são resistentes.
· O stress induzido pela infecção gera mediadores inflamatorios, que aumenta tempo de duração do sono (continuidade), que aumenta resposta TH1 que ajuda no controle da infecção. Caso haja a interrupção da continuidade do sono, o potencial de resposta do sistema imune diminui.
· Camundongos com privação de sono produz menos anticorpos, que é relacionado ao stress induzido pela interrupção de sono com o stress de infecção – piora da doença
· Resposta pós vacinação é melhor com sono regulado, incluindo a noite anterior à vacinação. O nível de anticorpos varia de forma considerável na resposta imune humoral.
Oscilação circadiana do sistema imune
Existe uma flutuação de citocinas.
Pessoas que trocam o dia pela noite possuem essa produção desregulada, com padrão quebrado
A melatonina tem produção no início da noite com pico e diminui até o a manhã. Uma pessoa com o dia inverso também possui produção de melatonina de noite, mas não pode dormir. Assim, há modulação do sistema imune enquanto a pessoa está ativa e acordada. – Pode haver consequências Interrupção de ciclo circadiano faz aumentar ou diminuir a produção de certas citocinas.
Diminuir dispositivos, praticar exercícios, evitar cigarro e álcool antes de dormir, deixar o ambiente confortável, evitar cafeína etc para melhorar a qualidade do sono.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.