Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Atividade 5 STEII

Pré-visualização | Página 1 de 1

Universidade Federal de Uberlândia
Faculdade de Educação
Centro de Educação a Distância
Curso de Pedagogia a Distância
Disciplina: Sociedade Trabalho e Educação II
Módulo I: Função social da escola: visão reprodutivista
Atividade 5: Atividade da leitura complementar
Discente: Jovenna Karla Silva Pereira
Prezado Discente,
Responda as seguintes questões, referentes ao artigo da atividade 4:
Questão 01 – Qual a função social da escola na sociedade capitalista discorrida no artigo se Sueli Guadalupe e a contradição de não conseguir atender a essa função?
Segundo o artigo, a escola, na sociedade capitalista, tornou-se a instituição dominante no oferecimento de educação formal, tendo como tarefa central a reprodução da divisão social do trabalho e dos valores ideológicos dominantes. Porém, as contradições próprias do capitalismo já ensejam as restrições impostas a essas massas – classe trabalhadora – que se constituem em condições de exploração muito definidas na nova ordem social.
Questão 02 - E qual deve ser o desafio do professor no processo de ensino aprendizagem?
A escola na sociedade atual provoca críticas de toda ordem. Há aquelas que ressaltam a sua inadequação às novas demandas sociais. Há outras que lamentam o abandono de seu status de transmissora de conhecimentos, ordem e disciplina, sintetizando uma nostalgia de tempos de outrora, numa visão saudosista do seu papel regulador na manutenção da hierarquia social. De todo modo, a escola só não desperta consensos, frente a uma crise identificada por diferentes segmentos sociais, com explicações diversas, que perpassam desde o obsoletismo institucional até a ausência de inovações. Talvez o único consenso possível seja o fato de a escola não mais conseguir ensinar e, consequentemente, os estudantes não mais aprenderem os conteúdos escolares. Pensar a escola hoje nos impõe um desafio sociológico e, ao mesmo tempo, pedagógico. Sociológico porque as mudanças estruturais da sociedade capitalista das últimas décadas desencadearam uma crise global que afetou as instituições, levando-as a rupturas, conflitos e reorganização no âmbito de suas relações sociais. Esse processo, muitas vezes, se apresenta de modo “natural”, aparentemente irreversível na sociedade, requerendo uma ação mais efetiva para uma problematização.
Nesse sentido, a Sociologia se apresenta como uma ferramenta valiosa. Pedagógico porque também o processo de socialização do conhecimento escolar se reveste dos elementos históricos globais das relações sociais, trazendo para esse espaço a concretização de conflitos, crises e disputas concomitantes no cenário social maior, mas guardando sua especificidade.
REFERÊNCIA
MENDONÇA, Sueli Guadelupe de Lima. A crise de sentidos e significados na escola: a contribuição do olhar sociológico. Cad. Cedes, Campinas, v. 31, ed. 85, p. 341-357, set.-dez. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ccedes/v31n85/03v31n85.pdf . Acesso 09 de out de 2021