Buscar

História do Pensamento Administrativo II

572 materiais

1.041 seguidores

O que é?

Esta disciplina é uma continuação da História do Pensamento Administrativo I, que aborda a evolução do pensamento administrativo desde a antiguidade até o final do século XIX. Nesta disciplina, o foco é na evolução do pensamento administrativo no século XX, com ênfase nas teorias e práticas que moldaram a gestão empresarial moderna. Ela explora as principais correntes de pensamento, as contribuições de teóricos e praticantes, e as mudanças no ambiente empresarial que influenciaram a gestão.
A disciplina começa com uma análise das teorias clássicas da administração, incluindo a Teoria da Administração Científica de Taylor, a Teoria Clássica de Fayol e a Teoria da Burocracia de Weber. Essas teorias foram desenvolvidas no início do século XX e tiveram um impacto significativo na gestão empresarial, fornecendo as bases para a organização racional do trabalho, a hierarquia organizacional e a eficiência operacional.
Em seguida, a disciplina explora as teorias humanistas da administração, que surgiram na década de 1930 como uma resposta às críticas às teorias clássicas. Essas teorias enfatizam a importância das pessoas na organização e a necessidade de uma abordagem mais humanizada para a gestão. As teorias humanistas incluem a Teoria das Relações Humanas de Mayo, a Teoria Comportamental de McGregor e a Teoria do Desenvolvimento Organizacional.
A disciplina também aborda as teorias estruturais da administração, que surgiram na década de 1950 como uma resposta às mudanças no ambiente empresarial. Essas teorias enfatizam a importância da estrutura organizacional na gestão empresarial e incluem a Teoria da Contingência de Lawrence e Lorsch, a Teoria da Estruturação de Giddens e a Teoria da Configuração de Mintzberg.
Além disso, a disciplina explora as teorias críticas da administração, que surgiram na década de 1970 como uma crítica às teorias tradicionais da administração. Essas teorias enfatizam a importância do poder, da ideologia e da cultura na gestão empresarial e incluem a Teoria Crítica de Habermas, a Teoria da Dependência de Recursos de Pfeffer e Salancik e a Teoria da Ação Comunicativa de Giddens.
Por fim, a disciplina aborda as tendências atuais na gestão empresarial, incluindo a gestão da qualidade total, a gestão do conhecimento, a gestão da inovação e a gestão da sustentabilidade. Ela explora como essas tendências estão moldando a gestão empresarial no século XXI e como elas estão sendo aplicadas em organizações em todo o mundo.

Por que estudar essa disciplina?

A importância desta disciplina reside no fato de que a gestão empresarial é uma das áreas mais importantes e influentes da sociedade moderna. A gestão empresarial afeta a vida de milhões de pessoas em todo o mundo, desde os trabalhadores de fábricas até os executivos de empresas multinacionais. A gestão empresarial também afeta a economia global, a política e a cultura.
A compreensão da evolução do pensamento administrativo é fundamental para entender como a gestão empresarial se desenvolveu ao longo do tempo e como ela está moldando o mundo em que vivemos. Através do estudo das teorias e práticas da gestão empresarial, é possível compreender como as organizações são estruturadas, como as decisões são tomadas e como as pessoas são gerenciadas.
Além disso, a disciplina é importante porque fornece uma base sólida para a prática da gestão empresarial. Ao compreender as teorias e práticas da gestão empresarial, os estudantes podem aplicar esse conhecimento em suas próprias carreiras e contribuir para o sucesso das organizações em que trabalham. A disciplina também ajuda os estudantes a desenvolver habilidades críticas de pensamento e análise, que são essenciais para a tomada de decisões informadas e eficazes na gestão empresarial.
Finalmente, a disciplina é importante porque ajuda a moldar o futuro da gestão empresarial. Ao estudar as tendências atuais na gestão empresarial, os estudantes podem entender como a gestão empresarial está evoluindo e como eles podem contribuir para essa evolução. Eles podem aprender sobre as melhores práticas em gestão empresarial e aplicá-las em suas próprias organizações, ajudando a criar um futuro mais eficiente, inovador e sustentável.

Conteúdo gerado por IA
Estamos aprimorando nossas páginas com Inteligência Artificial e trabalhando para garantir que as informações sejam corretas e úteis para você.

Materiais populares

O que se estuda na disciplina?

CheckIconTeoria da Administração Científica
CheckIconTeoria Clássica
CheckIconTeoria da Burocracia
CheckIconTeoria das Relações Humanas
CheckIconTeoria Comportamental
CheckIconTeoria do Desenvolvimento Organizacional
CheckIconTeoria da Contingência
CheckIconTeoria da estruturação
CheckIconTeoria da Configuração
CheckIconTeoria Crítica
CheckIconTeoria da Dependência de Recursos
CheckIconGestão da qualidade total
CheckIconGestão do conhecimento
CheckIconGestão da Inovação
CheckIconGestão da sustentabilidade

Áreas do conhecimento

Esta disciplina está relacionada à gestão empresarial, que é uma área ampla e interdisciplinar que abrange diversas áreas do conhecimento, incluindo economia, psicologia, sociologia, ciência política e engenharia. A gestão empresarial é a prática de planejar, organizar, liderar e controlar os recursos de uma organização para atingir seus objetivos.
A disciplina está relacionada às teorias e práticas que moldaram a gestão empresarial no século XX e no século XXI. Ela explora as principais correntes de pensamento, as contribuições de teóricos e praticantes, e as mudanças no ambiente empresarial que influenciaram a gestão. As áreas específicas abordadas incluem a administração científica, a teoria clássica, a teoria da burocracia, a teoria das relações humanas, a teoria comportamental, a teoria do desenvolvimento organizacional, a teoria da contingência, a teoria da estruturação, a teoria da configuração, a teoria crítica, a teoria da dependência de recursos, a gestão da qualidade total, a gestão do conhecimento, a gestão da inovação e a gestão da sustentabilidade.
A disciplina também está relacionada a áreas específicas da gestão empresarial, como a gestão de recursos humanos, a gestão de operações, a gestão financeira, a gestão de marketing e a gestão estratégica. Ela explora como as teorias e práticas da gestão empresarial são aplicadas nessas áreas específicas e como elas contribuem para o sucesso das organizações.

Conteúdo gerado por IA
Estamos aprimorando nossas páginas com Inteligência Artificial e trabalhando para garantir que as informações sejam corretas e úteis para você.

Como estudar História do Pensamento Administrativo II?

Para estudar esta disciplina, é importante ter uma compreensão básica da gestão empresarial e das teorias e práticas da gestão empresarial do século XIX. É recomendável que os estudantes tenham concluído a disciplina História do Pensamento Administrativo I antes de iniciar esta disciplina.
Os estudantes devem ler os textos e materiais recomendados pelo professor e participar ativamente das discussões em sala de aula. Eles devem estar preparados para apresentar e discutir ideias e conceitos em grupo e individualmente.
Além disso, os estudantes devem estar preparados para realizar pesquisas e trabalhos escritos sobre os tópicos abordados na disciplina. Eles devem ser capazes de analisar criticamente as teorias e práticas da gestão empresarial e aplicar esse conhecimento em situações práticas.
Os estudantes também devem estar preparados para participar de atividades práticas, como estudos de caso, simulações e projetos de grupo. Essas atividades ajudam os estudantes a aplicar o conhecimento teórico em situações práticas e a desenvolver habilidades de trabalho em equipe e liderança.
Finalmente, os estudantes devem estar preparados para se manterem atualizados sobre as tendências atuais na gestão empresarial. Eles devem ler artigos e livros recentes sobre gestão empresarial e participar de eventos e conferências relacionados à gestão empresarial. Isso ajuda os estudantes a entender como a gestão empresarial está evoluindo e como eles podem contribuir para essa evolução.

Aplicações na prática

As aplicações desta disciplina são amplas e abrangem todas as áreas da gestão empresarial. As teorias e práticas da gestão empresarial são aplicadas em organizações de todos os tamanhos e setores, desde pequenas empresas familiares até grandes corporações multinacionais.
As teorias clássicas da administração, como a administração científica, a teoria clássica e a teoria da burocracia, são aplicadas em organizações que buscam aumentar a eficiência operacional e a produtividade. Essas teorias são especialmente relevantes em organizações que operam em setores altamente regulamentados, como a indústria farmacêutica e a indústria de alimentos.
As teorias humanistas da administração, como a teoria das relações humanas, a teoria comportamental e a teoria do desenvolvimento organizacional, são aplicadas em organizações que buscam criar um ambiente de trabalho mais humanizado e motivador. Essas teorias são especialmente relevantes em organizações que dependem do conhecimento e da criatividade dos funcionários, como empresas de tecnologia e empresas de publicidade.
As teorias estruturais da administração, como a teoria da contingência, a teoria da estruturação e a teoria da configuração, são aplicadas em organizações que buscam adaptar-se a um ambiente empresarial em constante mudança. Essas teorias são especialmente relevantes em organizações que operam em setores altamente competitivos, como a indústria automotiva e a indústria de telecomunicações.
As teorias críticas da administração, como a teoria crítica, a teoria da dependência de recursos e a teoria da ação comunicativa, são aplicadas em organizações que buscam entender e desafiar as estruturas de poder e as ideologias que moldam a gestão empresarial. Essas teorias são especialmente relevantes em organizações que operam em setores altamente politizados, como a indústria de energia e a indústria de mineração.
As tendências atuais na gestão empresarial, como a gestão da qualidade total, a gestão do conhecimento, a gestão da inovação e a gestão da sustentabilidade, são aplicadas em organizações que buscam criar um ambiente empresarial mais eficiente, inovador e sustentável. Essas tendências são especialmente relevantes em organizações que buscam se adaptar a um ambiente empresarial em constante mudança e que buscam criar valor para seus clientes e para a sociedade como um todo.

Conteúdo gerado por IA
Estamos aprimorando nossas páginas com Inteligência Artificial e trabalhando para garantir que as informações sejam corretas e úteis para você.

Materiais enviados recentes

Perguntas enviadas recentemente