A maior rede de estudos do Brasil

Como se dá a sucessão provisória ? Quais os seus requisitos ?

Uma sintese bem clara a respeito dos artigos 26 ao 36 do CC-02 que tratam da sucessão provisória .

 


3 resposta(s)

User badge image

Paulo

Há mais de um mês

Decorrido um ano da data da arrecadação dos bens do ausente, ou três anos no caso de haver sido deixado mandatário constituído, os interessados podem requerer a declaração de ausência e abertura da sucessão provisória do ausente.

Estabeleceu o legislador um rol de pessoas que têm legitimidade para requerer a sua abertura: Art. 27,CC I) o cônjuge não separado judicialmente. II) os herdeiros presumidos, legítimos ou testamentários. III) aquele que tenha direito a algum bem do ausente subordinado à sua morte, como no caso do donatário que recebe uma doação subordinada à condição suspensiva da morte do doador. IV) os credores de obrigações vencidas e não pagas.

Mesmo com a abertura da sucessão provisória a probabilidade de volta do ausente, remota, existe. Por isso prevê o Código:

a)a decisão que declarar a ausência só produzirá efeitos após 180 dias da sua publicação. b)a partilha dos bens deixados será feita, mas para que os herdeiros entrem na posse dos bens recebidos deverão prestar garantias (Art. 30, CC).

c) os bens imóveis do ausente não poderão ser vendidos, salvo exceção do art 31.

d) a renda produzida pelos bens cabentes aos descendentes, ascendentes e ao cônjuge, pertencerá a estes. (Arts. 29 e 33).

Boa Sorte, se gostou aprova o comentário!

Decorrido um ano da data da arrecadação dos bens do ausente, ou três anos no caso de haver sido deixado mandatário constituído, os interessados podem requerer a declaração de ausência e abertura da sucessão provisória do ausente.

Estabeleceu o legislador um rol de pessoas que têm legitimidade para requerer a sua abertura: Art. 27,CC I) o cônjuge não separado judicialmente. II) os herdeiros presumidos, legítimos ou testamentários. III) aquele que tenha direito a algum bem do ausente subordinado à sua morte, como no caso do donatário que recebe uma doação subordinada à condição suspensiva da morte do doador. IV) os credores de obrigações vencidas e não pagas.

Mesmo com a abertura da sucessão provisória a probabilidade de volta do ausente, remota, existe. Por isso prevê o Código:

a)a decisão que declarar a ausência só produzirá efeitos após 180 dias da sua publicação. b)a partilha dos bens deixados será feita, mas para que os herdeiros entrem na posse dos bens recebidos deverão prestar garantias (Art. 30, CC).

c) os bens imóveis do ausente não poderão ser vendidos, salvo exceção do art 31.

d) a renda produzida pelos bens cabentes aos descendentes, ascendentes e ao cônjuge, pertencerá a estes. (Arts. 29 e 33).

Boa Sorte, se gostou aprova o comentário!

User badge image

Paulo

Há mais de um mês

Fique a vontade, estarei a disposição, sempre que eu puder para ajudar no que for preciso!

Bons estudos!

 

User badge image

Ariandne

Há mais de um mês

Salvou minha vida Mestre Paulo , kkk . Eu tava entrando em surto para aprender deste tanto de artigo ´. É um assunto muito cheio de detalhes . Obrigada ;)

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes