A maior rede de estudos do Brasil

Como acontece a apresentação do anticorpo a célula B, FOLICULARES ?

Imunidade humoral, apresentação de anticorpos a celula b folicular 

Imunologia

UNIRB


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

As células B desempenham um papel central na imunopatogênese das glomerulonefrites e rejeição de transplantes. As células B secretam anticorpos que contribuem para a lesão tecidual viavários mecanismos. Além disso, as células B contribuem para a patogênese da doença na autoimunidade e aloimunidade por apresentar antígenos, bem como fornecer coestimulação e citocinas às células T. As células B também desempenham um papel imunomodulador na regulação da resposta imune, secretando citocinas que inibem o início e / ou progressão da doença.


Existem três classes principais de linfócitos B em camundongos e humanos, classificados com base em sua ontogenia e localização anatômica: linfócitos B1 e B2B, constituídos pelas células B da zona marginal (MZ) e folicular (FO). Os linfócitos B1 surgem de progenitores B1 no fígado fetal e persistem como uma população auto-renovadora além do período neonatal, com pouca contribuição da medula óssea (MB) na idade adulta, enquanto os linfócitos B2 se desenvolvem a partir de células B transicionais 2 (T2) originárias de Precursores BM com saída continuada ao longo da vida.


Em camundongos, as células B1 B residem predominantemente nas cavidades peritoneal e pleural e produzem anticorpos IgM direcionados contra os chamados antígenos timo ou independentes de T, geralmente antígenos carboidrato ou fosfolipídico presentes nas bactérias comensais.

As células B desempenham um papel central na imunopatogênese das glomerulonefrites e rejeição de transplantes. As células B secretam anticorpos que contribuem para a lesão tecidual viavários mecanismos. Além disso, as células B contribuem para a patogênese da doença na autoimunidade e aloimunidade por apresentar antígenos, bem como fornecer coestimulação e citocinas às células T. As células B também desempenham um papel imunomodulador na regulação da resposta imune, secretando citocinas que inibem o início e / ou progressão da doença.


Existem três classes principais de linfócitos B em camundongos e humanos, classificados com base em sua ontogenia e localização anatômica: linfócitos B1 e B2B, constituídos pelas células B da zona marginal (MZ) e folicular (FO). Os linfócitos B1 surgem de progenitores B1 no fígado fetal e persistem como uma população auto-renovadora além do período neonatal, com pouca contribuição da medula óssea (MB) na idade adulta, enquanto os linfócitos B2 se desenvolvem a partir de células B transicionais 2 (T2) originárias de Precursores BM com saída continuada ao longo da vida.


Em camundongos, as células B1 B residem predominantemente nas cavidades peritoneal e pleural e produzem anticorpos IgM direcionados contra os chamados antígenos timo ou independentes de T, geralmente antígenos carboidrato ou fosfolipídico presentes nas bactérias comensais.

User badge image

Bruno Rodrigues Moreira

Há mais de um mês

por meio do complexo de histocompatibilidade... as celulas B possuem o complexo MHC 2 que recebe o antigeno atravezde uma cascata de sinalizacao 

User badge image

Helio Rodrigues

Há mais de um mês

Não temos ativação de anticorpo,vc deve estar falando  da apresentação de antígeno pelas células B,SENDO O CASO ,ESTE VÍDEO  É DETALHADO;

ATIVAÇÃO DO LINFÓCITO B https://www.youtube.com/watch?v=r02YWYZRsuk

1 EXTRA ,TUDO SOBRE ANTICORPOS:  https://www.youtube.com/watch?v=6xqZcyQ_SX0

 

User badge image

Helio Rodrigues

Há mais de um mês

A apresentação  para as células B ocorre em  órgãos linfóides secundários. Completo em; ATIVAÇÃO DO LINFÓCTO B https://www.youtube.com/watch?v=r02YWYZRsuk

INSCREVA-SE NO CANAL  E DEIXE  SEU LIKE (SE PUDER)

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas